Arquivo

Posts Tagged ‘Servidores GDF 2017’

Servidores GDF setembro 2017: total abaixo de 130 mil, comissionados acima de 6 mil

O Diário Oficial de 24 de outubro de 2017 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Brasília em 30/09/2017.

Setembro de 2017

O total de servidores ativos em 30/09/2017 é de 128.712. A Secretaria de Educação continua o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 37.442 servidores, seguida da SE Saúde com 33.713 e Polícia Militar com 12.319.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 13.483. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (1.764), seguida da Polícia Civil (1.148) e da SE Segurança Pública (653).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 6.019, que corresponde a 4,68 % do total de servidores.

(NB: O blog constatou na tabela publicada no DODF,  que a Administração Regional da Candangolândia, como em junho, e agora a CODHAB indicam ter Servidores requisitados fora do quadro. No entanto, até agora, os mesmos números estavam inscritos em Servidores sem vínculo. Como são duas colunas vizinhas, é provável que as atuais inscrições sejam equívocos. Tomamos a liberdade de “retificá-los” considerando estes 18 da AR Candangolândia e os 187 da CODHAB como “sem vínculo”, o que justifica a diferença de Servidores sem vínculo entre a tabela publicada – 5.814 e a soma com a qual trabalhamos – 6.019)

A PMDF é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 369, seguida da SE Saúde (319) e da SE Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude (299).

Em termos percentuais, exceto a CEB Gás onde o único servidor é de fora do quadro, a Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do Distrito Federal-FUNAP aparece como o maior percentual de não-vinculados com 37 de seus 38 servidores (97,37 %), seguida da Administração Regional do SCIA/Estrutural com 47 de seus 50 servidores (94,00 %), e da CODHAB com 187 de seus 202 servidores (92,57 %).

Confira os servidores do GDF em 31/09/2017 > Comissionados set 2017

NB: a tabela indica: “total” o número total de servidores; “comis” o número de cargos em comissão; “sem vinc” o número de servidores sem vínculo com o GDF em cargos comissionados.

 

Setembro/Junho 2017

 

O total da força de trabalho está em baixa de 1.331 servidores (- 1,02 %), bem como o total dos cargos em comissão (- 9) mas com aumento dos sem vínculo (+ 92) que passam de 6.000.

Após o fechamento deste quadro, o GDF ficou abaixo do limite prudencial em gastos com pessoal, e anunciou a contratação de mais de 1.850 novos concursados.

 

Em alta: A SE Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude teve o maior número de contratações no trimestre (+ 121), seguida do Metrô (+ 58) e da SE Economia, Desenvolvimento, Inovação, Ciência e Tecnologia (+ 36) (*)

O DETRAN distribuiu 185 novos cargos comissionados para seus Servidores (mas sem contratar funcionários sem vínculo).

A SE Economia, Desenvolvimento, Inovação, Ciência e Tecnologia foi a que mais chamou pessoas de fora no trimestre: + 21. (*)

(*) A Assessoria de Comunicação da SEDICT informou ao blog que “o aumento se deve a uma junção de duas secretarias determinadas pelo governador Rodrigo Rollemberg. A antiga Secretaria de Economia e Desenvolvimento Sustentável (SEDES) teve incorporada à sua estrutura a também antiga Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI) e passou a ser Secretaria de Economia, Desenvolvimento, Inovação, Ciência e Tecnolgia (SEDICT).

Devido a essa união, cargos da SECTI foram incorporados e a SEDICT ganhou 20 novos cargos entre comissionados com e sem vinculo, que determina a diferença entre servidores da carreira pública dos servidores temporários. Importante reforçar que esse aumento foi resultado, exclusivo, dessa união já que a antiga SEDES fez uma drástica redução de pessoal no início da gestão do Secretário Valdir Oliveira.

Há seis meses, quando Valdir Oliveira assumiu a SEDES, ela tinha 221 servidores e ficou com 163 após a redução determinada pelo secretário. Portanto, Valdir Oliveira reduziu em cerca de 75% o número de servidores existentes e equilibrou o percentual entre funcionários com vínculo daqueles sem vínculo. Eram 80% de comissionados sem vínculo contra 20% com vínculo. O secretário estabeleceu um equilíbrio aproximado de 50-50 para os dois tipos de servidor.”

 

Em baixa: as aposentadorias continuam, particularmente na SE Educação que, de novo, se destaca pela redução de mais de 600 profissionais (- 634), seguida da SE Saúde (- 249) e da PMDF com 138 a menos.

Nos comissionados sem vínculo, destaque para a SE Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos que dispensou 14 profissionais.

 

Ligeiro aumento do total de servidores nas Administrações Regionais: 2.070 (12 a mais que em junho), mas aumento dos cargos em comissão: 1.367 cargos (+ 17) e 1.216 fora-do-quadro (+ 17).

 

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre junho e setembro de 2017 > Servidores jun-set 2017

Anúncios

Servidores GDF junho 2017: menos educação, mais saúde.

O Diário Oficial de 16 de agosto de 2017 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Brasília em 30/06/2017.

Junho de 2017

O total de servidores ativos em 31/06/2017 é de 130.126. A Secretaria de Educação continua o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 38.076 servidores, seguida da SE Saúde com 33.962 e Polícia Militar com 12.457.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 13.572. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (2.010), seguida da Polícia Civil (1.138) e da SE Segurança Pública (650).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 5.988, que corresponde a 4,60 % do total de servidores.

(NB: O blog constatou na tabela publicada no DODF duas “curiosidades”: a Administração Regional da Candangolândia, nos precedentes levantamentos, indicava ter 18 comissionados sem vínculo. Desta vez, os mesmos 18 estão inscritos como se fossem servidores de fora do quadro. Parece ser uma inscrição equivocada. Assim, o blog “retificou” seguindo as declarações anteriores. Por outro lado, as Administrações de Sobradinho e Sobradinho II indicam exatamente os mesmos números de servidores, comissionados e sem vínculo. Suspeita-se um erro de preenchimento da publicação, mas como não há possibilidade de “retificar”, foram deixados os números indicados.)

A PMDF é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 375, seguida da SE Saúde (327) e da SE Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres e Igualdade Racial (292).

Em termos percentuais, exceto a CEB Gás onde o único servidor é de fora do quadro, a Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do Distrito Federal-FUNAP aparece como o maior percentual de não-vinculados com 44 de seus 46 servidores (95,65 %), seguida da CODHAB com 182 de seus 198 servidores (91,92 %) e da Administração Regional do SCIA/Estrutural com 43 de seus 47 servidores (91,49 %).

Confira os servidores do GDF em 31/03/2017 > Servidores GDF junho 2017

NB: a tabela indica: “total” o número total de servidores; “comis” o número de cargos em comissão; “sem vinc” o número de servidores sem vínculo com o GDF em cargos comissionados.

 

Junho/Março 2017

 

O total da força de trabalho está em baixa de 656 servidores (- 0,50 %), isto apesar do aumento dos cargos em comissão (+ 77) e dos sem vínculo (+ 34).

Duas unidades são criadas, por desmembramento: a SE Cidades (83 servidores dos quais 61 sem vínculo) e a SE Comunicação (151 servidores dos quais 114 de livre provimento).

Em alta: a SE Saúde recupera a perda de servidores do trimestre precedente e é a unidade que mais cresce (+656), seguida da PMDF (+130) e da CEB (+48).

As novas SE, Comunicação e Cidades, trazem seus contingentes de comissionados sem vínculo: 114 e 61, respectivamente. A SE Santa Maria, após o corte do trimestre passado, recupera 28 comissionados.

Em baixa: as aposentadorias continuam, particularmente na SE Educação, com 656 profissionais a menos. A SE Políticas Crianças, Adolescentes e Juventude indica 205 servidores a menos (nenhum deles sem vínculo) e a SE Segurança Pública 90 a menos.

Somente nos comissionados sem vínculo, a Governadoria informa ter 84 a menos, em razão das novas Secretarias. A SE Justiça e Cidadania indica ter 30 a menos, e a SE Economia & Desenvolvimento Sustentável 25 a menos, devido à troca de titular.

 

Ligeira baixa do total de servidores nas Administrações Regionais: 2.058 (14 a menos que em março de 2017)), mas aumento dos cargos em comissão: 1.350 cargos em comissão (+ 29) e 1.199 fora-do-quadro (+ 39). É devido à recomposição do quadro da AR Santa Maria.

 

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre março e junho de 2017 > Servidores mar – jun 2017

Servidores GDF abril 2017: menos concursados, mais comissionados. De novo

O Diário Oficial de 12 de maio de 2017 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Brasília em 31/03/2017.

Março de 2017

O total de servidores ativos em 31/03/2017 é de 130.782. A Secretaria de Educação continua o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 38.732 servidores, seguida da SE Saúde com 33.306 e Polícia Militar com 12.327.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 13.495. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (2.024), seguida da Polícia Civil (1.122) e da SE Segurança Pública com 624.

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 5.954, que corresponde a 4,55 % do total de servidores.

A PMDF, que não tinha servidores fora do quadro até dezembro de 2016, indica agora ter 400, tornando-se a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso), seguida da SE Saúde (341) e da SE Trabalho, Mulhres e Igualdade Racial (295).

Em termos percentuais, exceto a CEB Gás onde o único servidor é de fora do quadro, a Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do Distrito Federal-FUNAP aparece como o maior percentual de não-vinculados com 38 de seus 41 servidores (92,68 %), seguida da Administração Regional do SCIA/Estrutural com 43 de seus 47 servidores (91,49 %) e da AR Varjão tendo 34 de seus 38 servidores fora do quadro efetivo (89,47 %)

Confira os servidores do GDF em 31/03/2017 > Servidores GDF mar 2017

NB: a tabela indica: “total” o número total de servidores; “comis” o número de cargos em comissão; “sem vinc” o número de servidores fora do quadro em cargos comissionados.

 

Dezembro 2016/Março 2017

(NB: Os números da PMDF foram repetidos do balanço de setembro de 2016 já que os de dezembro de 2016 publicados no DODF estavam errados, mas não foram retificados até a presente data.)

O total da força de trabalho está em baixa de 2.508 servidores (- 1,88 %), isto apesar do aumento importante dos cargos em comissão (+ 329) e dos sem vínculo (+ 532).

A situação da Polícia Militar já passa de alarmante, com mais de 1.500 Servidores saindo do serviço efetivo em seis meses, o que representa mais de 10 % da força. Estranhamente, a “Gloriosa” indica, pela primeira vez, ter Servidores sem vínculo, e numerosos: 400. Mesmos com esses, o saldo da força da PM agora mal ultrapassa 12.000. O CBMDF também é atingido pela onda de reservas remuneradas, perdendo mais de 200 concursados. Para os Bombeiros também, houve forte aumento de cargos de livre provimento: passaram de 5 para 48 desde o início do ano.

A SE Saúde é a segunda em perdas de Servidores (- 592), mas com aumento de contratados de fora (+ 51)

Pouquíssimas unidades tiveram reforço, com destaque na SE Segurança Publica que tem mais 49 Servidores (todos sem concurso) e a ADASA mais 28.

Nova ligeira baixa nas Administrações Regionais: 2.072 Servidores (20 a menos que em dezembro de 2016)), 1.321 cargos em comissão (- 25) e 1.160 fora-do-quadro (- 38). É devido ao corte de 1/3 do quadro da AR Santa Maria.

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre dezembro de 2016 e março de 2017 > Servidores dez 2016 – mar 2017