Arquivo

Archive for the ‘Acre’ Category

2010: Acre sem coligações

A PEC que prevê o fim das coligações para as eleições proporcionais, após passar pela CCJ do Senado Federal, aguarda sua inclusão na pauta para ser votada pelos 81 Senadores. Terá depois que seguir para a Câmara dos Deputados. Grandes partidos como PT, PMDB e PSDB já se declararam a favor da medida, bem como a Comissão Especial presidida pelo deputado Almeida Lima (PPS-SE) e tendo como relator o deputado Henrique Fontana (PT-RS).

No Acre, se os partidos não fossem coligados na eleição 2010, somente três agremiações teriam mandado representantes em Brasília: PT e PSDB, com 3, e PMDB com 2, enquanto quatro partidos teriam perdido seu representante > AC 2010 Federal com-sem 

Leo do PT, Chicarlos, Dr Raimundo Castro (2.492 votos) e o Coronel Deodato estariam nos lugares de Perpétua Almeida-PCdoB (33.235 votos, 3a + votada), Gladson Cameli-PP (32.623 votos, 4o + votado), Henrique Afonso-PV e Antônia Lúcia-PSC.

No entanto, a última modificação feita no relatório do deputado Henrique Fontana (PT-RS) a ser votado na Comissão Especial, que suprime a necessidade de atingir o Quociente Eleitoral para o partido poder participar da “distribuição das sobras” constitua um “meio-termo” entre os dois cenários.

Márcio Bittar (PSDB), único candidato a ultrapassar o QE, seria eleito. Depois, pela ordem da lista pre-ordenada pelos respectivos partidos, iriam a Brasília: PT: 3, PSDB: 2 (Márcio Bittar+1), PMDB: 1, PCdoB: 1, PP: 1. Somente os PSC e PV continuariam sem seu representante eleito em 2010.

Aleac: Mais PT e saída do PDT e do PRP

Na Assembléia Legislativa, a supressão das coligações no pleito de 2010 teria tirado 6 dos 14 partidos representados. PDT e PRP perderiam seus dois deputados, PSC, PR, DEM e PTdoB seu único representante. O mair ganho de representação teria sido do PT, passando de 4 a 7 eleitos > AC 2010 Estadual com-sem

Helder Paiva-PR, sexto mais votado no Estado, Tchê-PDT, sétimo, Walter Prado, nono, e Jamyl Asfury-DEM, décimo, entre outros, não estariam na Aleac. Por outro lado, Zequinha-PCdoB, 54a votação, seria o vigésimo-quarto Deputado Estadual. 

Com o último relatório da Comissão Especial da Reforma Política da Câmara dos Deputados apresentado pelo deputado Henrique Fontana em favor da supressão do QE como barreira, as modificações seriam as seguintes:

  Com coligações Sem coligações Sem coligações sem barreira
PT   4 7 6
PP 2 3 3
PMDB 2 3 2
PSDB 2 3 2
PCdoB 2 3 2
PSDC 2 2 2
PDT 2   1
PRP 2   1
PSB 1 2 2
PMN 1 1 1
PSC 1    
PR  1    
DEM 1   1
PTdoB 1    
PPS     1
  24 24 24

Nenhum dos candidatos a Deputado Estadual tendo alcançado o Quociente Eleitoral com sua votação nominal, os eleitos de cada partido seriam os detentores dos respectivos lugares na lista (os seis primeiros da lista do PT, os três primeiros da do PP, etc.)

Anúncios