Porquê ?

Para quem gosta do lado matemático das eleições…

Anúncios
  1. Luiz Alberto Soares Lima
    10 de fevereiro de 2014 às 13:21

    Olá! Gostaria de uma ajuda. Meu nome é Luiz Alberto, sou SGT PM e conselheiro tutelar eleito com 947 votos. Muitos amigos querem que saia candidato a distrital. Qual seria o partido que eu teria melhores chances de ser eleito ou um uma suplência com uma eventual votação de 6000 votos. Grato.

    • 3 de março de 2014 às 23:01

      Peço desculpas por não ter respondido mais cedo, Luiz Alberto. E também por, talvez, não conseguir responder exatamente à sua pergunta. Você precisa levar algumas coisas em consideração. Já faz quase três semanas que você escreveu, então provavelmente sua decisão esteja tomada sobre a candidatura. Se ainda não, você precisa antes de tudo conversar com seus familiares e amigos bem próximos. Uma campanha é difícil (vejo que você já experimentou para chegar ao Conselho Tutelar), fisicamente e psicologicamente. Seus próximos precisam entender e apoiar sua decisão, já que durante três meses a “rotina de casa” será bem alterada. E mais ainda se o sucesso coroar seu trabalho. Converse com eles, pergunte como eles vão se sentir na campanha, e mesmo depois, qual a opinião deles sobre o fato de ter um amigo/familiar Distrital.
      A decisão de filiação, mais tarde para você militar, deve levar em conta vários itens. Já que é CT, você deve ter uma base geográfica. Você também pretende trabalhar sua campanha com seus colegas de farda ? Você tem alguma afinidade com um “lado” (Roriz, Arruda, PT, outros) ?
      1. Base geográfica. Dê uma olhada em quem já está se movimentando em sua área. Quais foram os candidatos mais votados em 2010 nos setores que serão seu alvo. Há novos candidatos com discurso “regional” ? O quê eles dizem ? Aproveita para ter certeza de bem conhecer as demandas de sua região. Tem, às vezes, coisas bem específicas que só morador de certo bairro ou certa rua precisa ou quer. Você ganhará pontos em mostrar proximidade, quer pelo seu conhecimento, quer pelo apoio de amigos naquele setor. Se há outros candidatos “regionais”, você precisa confirmar o partido deles. Afinal, será mais complicado “trabalhar” na mesma área que um correligionário. A não ser com um acordo entre os dois, e olhe lá. Este tipo de acerto vale… enquanto dura !
      2. Corporação. A PM tenta cerrar fileira atrás de poucos candidatos, para obter representação, mas na hora H, há sempre divergências. Com a atual situação da Gloriosa, não me permito expressar qualquer opinião sobre os elementos de discurso ali. Mas, no caso de querer também trabalhar neste segmento, você deverá tratar seus apoios ali com o máximo “profissionalismo” de campanha (cadastro, recall constante, muita conversa e muita verificação). Para este fim também, é preciso conservar um olho na movimentação dos outros candidatos. O Guarda Jânio é o primeiro da lista dos “a seguir”, haja visto sua votação tanto em 2006 que em 2010. Ouço que seu destino possa voltar a ser o PSB, apesar das rusgas com o Rollemberg. Mas para um candidato de 10 mil votos, o partido parece uma boa opção.
      3. Partido. Existem aqueles que são “marcados” ideologicamente (PSOL, PT, PCdoB ou DEM) e aqueles que serão engajados numa campanha para majoritário (PSOL, PT, PR com Arruda, PRTB com Roriz, PSB com Rollemberg, talvez PPS com Eliana, talvez PSDB com PItiman ou Machado, talvez DEM com Fraga). E existem aqueles que “não levam à consequência”, onde o projeto pode ser outro, inclusive o de ganhar ou aumentar a bancada como PTC de Agaciel, PPL de Campanella, PSD de Rosso, PEN de Alírio, PDT com Cristovam/Reguffe ou PMDB cpom Filippelli. Se você tem aversão (ou se você acha que seu eleitorado teria) a um dos nomes, tente evitar um partido suscetível de integrar sua aliança. Sua campanha teria esta “sombra”, e seu futuro mandato, isto é importante, também.
      Para os partidos, nada melhor que você entrar em contato com eles, e ver o que eles oferecem. Tenta os gabinetes dos parlamentares dos partidos que lhe interessem. Explica o que você quer fazer, mostre organização (vá com planilhas, mapas, listas, enfim, tudo que prove que é candidato viável). E ouça qual é objetivo deles, quais são as coligações cogitadas, se haverá candidato a Governador/Senador, se haverá candidato a Federal “obrigatório” (candidato a Federal é importante para ajuda de custo) e enfim e sobretudo, como e quando será a ajuda do partido. Tem que falar de dinheiro (ou de equivalente, afinal, montar uma gráfica ou uma fábrica de adesivo dentro do partido também equivale a dinheiro). Não se faz campanha viável sem dinheiro. É preciso colocar o assunto na mesa, sem ufanismo mas sem hipocrisia. Mas precisa também ser sério, aí que ajudam as planilhas, os mapas preparados. Chegar em qualquer partido e pedir meio milhão não tem muito chance de êxito. Mas mostrar os custos, em relação com o trabalho que será desenvolvido, mostrará a maturidade de sua decisão, e o rigor com o qual preparou sua campanha. Você é um produto, bom, que precisa de um investimento para trazer força à agremiação. Este trabalho de aproximação e de mostrar seu orçamento também poderá servir na busca de um candidato a Federal para fazer dobradinha.
      Em resumo, confirme sua candidatura com seus familiares e amigos próximos, levando em consideração os transtornos que esta situação criará; estabelece uma previsão de trabalho geográfica e/ou setorial, reúne informações sobre os outros candidatos da mesma área de trabalho, faça contato com alguns partidos e ouça sua propostas.
      Espero ter trazido alguma ajuda. Continuo à disposição.
      Um abraço,
      Marc Arnoldi;

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: