Arquivo

Archive for the ‘DF’ Category

Origem da votação de Júlio César (PRB) Federal 2018

Júlio César obteve a quarta maior votação para Deputado Federal na eleição 2018 no DF com 79.775 votos (5,54 % dos votos válidos)

Foi o mais votado na coligação PRB/PODE/PPS/SD/PSC/PSD.

Teve seu maior resultado proporcional na Zona 02 (Paranoá/Lago Norte/Itapoã/Varjão/Granja do Torto) com 8,14 % dos votos válidos, e seu pior resultado na Zona 14 (Asa Norte) com 1,78 %.

Confira a origem geográfica dos votos de Júlio César em 2018 > 2018 DF Federal Júlio César eleitorado

Flávia Arruda declarou em 2018 um patrimônio de R$ 345.390,65. Foi sua segunda candidatura a mandato eletivo. Foi eleito Deputado Distrital em 2014, candidato mais votado com 29.384 votos. Na ocasião, tinha declarado um patrimônio de R$ 598.064,88.

Também declarou receita de campanha de R$ 1.387.095,22, provenientes de recursos do PRB (R$ 800.000,00/57,67 %), doação de Fernando Marques (candidato ao Senado da coligação) (R$ 566.140,00/40,81 %), de recursos próprio de Júlio Cesar (R$ 20.000,00/1,44 %), de financiamento coletivo por pessoas físicas (vaquinha) (R$ 520,00/0,04 %) e de rendimentos financeiros (R$ 435,22/0,03 %).

Foram registradas R$ 1.403.389,22 em despesas, distribuídas nas áreas seguintes > 2018 DF Federal Julio Cesar despesas

Dois gráficos comparativos merecem ser estudados: além de sua própria candidatura, Júlio César trabalhou em eleger seu sucessor na CLDF, Martins Machado. Pareceria que funcionou bem, como o compravam as linhas de votação proporcional de cada um > 2018 DF Julio Cesar Federal x Martins Machado Distrital

Outrossim, em 2014, enquanto Júlio César se elegia com a maior votação para Distrital, o candidato a Federal era Paulo Vitor. Ele obteve 71.381 votos. A comparação da votação 2014 Paulo Vitor x 2018 Júlio César mostra a continuidade (e ampliação) do eleitorado > 2018 DF Federal 2014 Vitor Paulo x 2018 Júlio César

 

 

 

Anúncios

Origem da votação de Bia Kicis (PRP) Federal 2018

Bia Kicis obteve a terceira maior votação para Deputado Federal na eleição 2018 no DF com 86.415 votos (6,00 % dos votos válidos)

Foi a mais votada na coligação PRP/PRTB.

Foi a mais votada em 4 das 19 Zonas Eleitorais.

Teve seu maior resultado proporcional na Zona 01 (Asa Sul) com 11,28 % dos votos válidos, e seu pior resultado na Zona 16 (Brazlândia/Ceilândia) com 3,16 %.

Confira a origem geográfica dos votos de Bia Kicis em 2018 > 2018 DF Federal Bia Kicis eleitorado

Bia Kicis declarou em 2018 um patrimônio de R$ 1.538.893,32.

Também declarou receita de campanha de R$ 320.714,03, provenientes de doações de pessoas físicas (R$ 229 mil) e do fundo partidário do PRP Nacional (R$ 90 mil).

Foram registrados R$ 311.645,00 em despesas, distribuídas da forma seguinte > 2018 DF Federal Bia Kicis despesas

Foi sua primeira candidatura a mandato eletivo.

 

 

 

 

Origem da votação de Érika Kokay (PT) Federal 2018

Érika Kokay obteve a segunda maior votação para Deputado Federal na eleição 2018 no DF com 89.986 votos (6,25 % dos votos válidos)

Foi a mais votada no PT (sem coligação)

Foi a mais votada em 2 das 19 Zonas Eleitorais.

Teve seu maior resultado proporcional na Zona 14 (Asa Norte) com 11,90 % dos votos válidos, e seu pior resultado na Zona 13 (Samambaia) com 4,15 %.

Confira a origem geográfica dos votos de Érika Kokay em 2018 > 2018 DF Federal Érika Kokay eleitorado

Érika Kokay declarou em 2018 um patrimônio de R$ 417.234,34. Na eleição de 2014, tinha declarado um patrimônio de R$ 137.967,62.

Também declarou receita de campanha de R$ 1.094.402,13, provenientes do Fundo Partidário do PT Nacional (R$ 1,09 milhão), e de contribuições de pessoas físicas (R$ 74.853,13).

Foram R$ 1.076.749,41 em despesas, distribuídas nas áreas seguintes > 2018 DF Federal Érika Kokay despesas

Foi sua sexta candidatura a mandato eletivo. Foi Deputada Distrital de 2002 a 2010, e Deputada Federal desde 2010. Confira as votações obtidas nas eleições anteriores > 2018 DF DF Érika Kokay precedentes

 

 

 

 

Origem da votação de Flávia Arruda (PR) Federal 2018

Flávia Arruda obteve a maior votação para Deputado Federal na eleição 2018 no DF com 121.340 votos (8,43 % dos votos válidos)

Foi a mais votada na coligação PSDB/PR/DEM.

Foi a mais votada em 12 das 19 Zonas Eleitorais.

Teve seu maior resultado proporcional na Zona 06 (Planaltina) com 17,64 % dos votos válidos, e seu pior resultado na Zona 14 (Asa Norte) com 1,53 %.

Confira a origem geográfica dos votos de Flávia Arruda em 2018 > 2018 DF Federal Flavia Arruda eleitorado

Flávia Arruda declarou em 2018 um patrimônio de R$ 774.926,00. Foi sua segunda candidatura a mandato eletivo. Foi candidata a Vice-Governadora em 2014 (Jofran Frejat candidato ao Governo). Na ocasião, tinha declarado um patrimônio de R$ 940.613,01.

Também declarou receita de campanha de R$ 2,4 milhões, provenientes integralmente do Fundo Partidário do PR Nacional.

Até 26/09/2018, último registro, foram R$ 2.258.998,69 em despesas, distribuídas nas áreas seguintes > 2018 DF Federal Flavia Arruda despesas

 

 

 

 

Eleições no DF: os mais votados na história

Em menos de dois meses, os eleitores do DF terão comparecido pela décima vez (sem contar os segundos turnos) às urnas. Mais de mil candidatos terão disputado 40 cargos regionais (Governador e Vice, 2 Senadores e 4 Suplentes, 8 Deputados Federais, 24 Deputados Federais) + 2 nacionais (Presidente da República e Vice), e teremos “campeões” de voto nas “categorias” Presidente, Governador, Senador, Federal e Distrital.

Este post é para refrescar memória. A tabela a seguir indica os mais votados nos cargos no DF desde a primeira eleição em 1986.

E tendo com destaques Lula, Joaquim Roriz, Reguffe, Arruda e Luiz Estévão… > Histórico mais votados para cada cargo eleições DF

Nota-se que o DF votou antes da redemocratização. Foi na eleição de 1960 para designar o Presidente da República e seu Vice (que não concorriam em chapa na época, mas em votações separadas).

Jânio Quadros foi eleito com 48,26 % dos votos no Brasil, mas os poucos eleitores do Distrito Federal (como de 8 outros estados), teriam preferido Henrique Lott como Presidente. Dos 21.842 votos válidos, 10.444 (47,82 %) foram para o General.

João Goulart pôde contar com o DF para se eleger Vice-Presidente: obteve aqui 46,37 % dos votos, contra 36,10 % nacionalmente.

Os eleitores do DF foram também chamados a opinar no plebiscito sobre o sistema de governo em 1993. Terceiro estado mais interessado (os abstencionistas foram parcos 15,9 %, atrás somente de São Paulo (12,8 %) e Rio Grande do Sul (15,6 %), ele se pronunciou claramente (mais ainda que a média nacional) pela República, que reuniu 88,8 % dos sufrágios.

Enfim, em 2005, no referendo sobre a proibição de comercialização de armas de fogo e munições, o DF também disse não ao referendo (como todas as unidades da União), mas com menos intensidade que no resto do País: 56,83 % aqui, 63,94 % no Brasil.

Filiados partidos BR abril 2018: um troca-troca de profissionais

O Brasil conta com 35 partidos políticos cadastrados no Tribunal Superior Eleitoral. Duas vezes ao ano, em abril e outubro, as agremiações devem atualizar suas relações de filiações, que são transmitidas e verificadas pelo TSE.

Este post, continuando a série começada em outubro de 2013, relata os números do cadastro atualizado em abril de 2018.

 

Brasil: 

Dos 146.632.503 eleitores brasileiros  (+ 0,07 % em relação a outubro de 2017), um total de 16.803.430 está filiado a um dos 35 partidos políticos atualmente em funcionamento no Brasil, uma alta de 110.702 desde outubro do ano passado, e de mais de 130 mil em um ano.

Somente 4 partidos tiveram baixas no semestre, e mesmo assim muito pequenas. O PMDB, líder do ranking, é um deles, perdendo 187 filiados.

O PCdoB recuperou a 12a colocação no ranking, devolvendo a “ultrapassagem” do PRB no semestre anterior, enquanto o Novo ganhou duas posições para chegar à 32a.

Em números absolutos, o PSL acolheu o maior número de novos filiados no semestre (13.793), seguido do Solidariedade (12.489), do PP (6.972), do PSDB (6.165) e do Novo (5.278).

E é o mesmo Novo que obteve o maior crescimento proporcional no semestre (+ 38,40 %), seguido do PCO (+ 28,23 %) e da REDE (+ 15,73 %).

Sem modificação no Top 10, o PMDB continua o partido com mais filiados no Brasil, com grande margem sobre o PT, segundo, e o PSDB, terceiro, ambos com alta inferior à média.

LISTA DOS PARTIDOS, NÚMERO DE FILIADOS NO BRASIL / ABRIL 2018 e HISTÓRICO > Filiados 2018 abril Brasil

 

Estado por Estado 

AC – ACRE

 

Habitantes: 829.619 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 542.304 (+1,38 %)

Eleitores filiados: 76.374 (14,08 % do eleitorado)

Partido do Governador: PT

Partido do Prefeito da Capital: PT

 

Comentário do semestre: 14 partidos registram crescimento acima da média do Estado (uma das maiores do Brasil, (+ 2,90 %), PDT continua sua progressão, PT e PMDB segundo semestre consecutivo em baixa.

Top 5: PT, PMDB, PCdoB, PP, PSDB (sem modificação)

O PMB mais que quadruplica seus filiados, ganhando nove posições no ranking para entrar no Top 20, o PSC ultrapassa o PPS para ocupar a décima-quinta colocação.

Proporcionalmente, destaques positivo para PMB (+ 444,78 %), PPL (+ 119,35 %) e Solidariedade (+ 42,41 %), e negativo para PEN (- 4,26 %), PRB (- 1,37 %) e PR (- 1,29 %).

Confira o ranking dos partidos no Acre em abril de 2018 > 2018 Abril AC

 

AL – ALAGOAS

Habitantes: 3.358.963 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 2.169.729 (+1,96 %)

Eleitores filiados: 183.204 (8,44 % do eleitorado)

Partido do Governador: PMDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: saldo semestral ligeiramente positivo em Alagoas, 18 partidos crescendo acima dele. O DEM, sexto, vê o Top 5 cada vez mais longe e vai ter que tomar cuidado com o PT, sétimo e se aproximando.

Top 5: PMDB, PP, PSB, PSDB, PTB (sem modificação)

O PTC ganha duas posições no ranking para chegar à 24a, enquanto o PSL ultrapassa o PV para obter a 16a colocação.

Proporcionalmente, destaques positivo para PCO (+ 407,69 %), PTC (+ 21,11 %) e Novo (+ 18,82 %), e negativo para PSTU (- 12,13 %), PRB (- 3,85 %) e DEM (- 2,25 %).

Confira o ranking dos partidos em Alagoas em abril de 2018 > 2018 Abril AL

 

AM – AMAZONAS

Habitantes: 4.001.667 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 2.412.173 (+3,06 %)

Eleitores filiados: 237.641 (9,85 % do eleitorado)

Partido do Governador: PDT

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: O crescimento de PHS, SD e PT constitui o essencial do aumento do número de filiados no estado. O PT, por sinal, se aproxima do PSC e da vice-liderança.

Top 5: PCdoB, PSC, PT, PMDB, PP (sem modificação)

O PHS recebe três mil militantes no semestre, ganhando dez posições no ranking. O Solidariedade também sobe significativamente, quatro posições, enquanto o PR recupera a sétima colocação perdida para o DEM no semestre precedente.

Proporcionalmente, destaques positivo para PHS (+ 68,72 %), SD (+ 47,54 %) e Novo (+ 44,29 %), e negativo para PRB (- 0,67 %), PCdoB (- 0,65 %) e PMB (- 0,57 %).

Confira o ranking dos partidos no Amazonas em abril de 2018 > 2018 Abril AM

 

AP-AMAPÁ

Habitantes: 797.722 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 505.943 (+3,80 %)

Eleitores filiados: 96.816 (19,13 % do eleitorado)

Partido do Governador: PDT

Partido do Prefeito da Capital: REDE

 

Comentário do semestre: o PSOL continua o partido mais frequentado, mas vê o PDT se aproximar cada vez mais. O partido da rosa é, por sinal, o único do Top 5 a ganhar aderentes. O Solidariedade dá um pulo significativo.

(NB: o Amapá só tem 34 diretórios de partidos. Não há filiados ao PCO no estado).

Top 5: PSOL, PDT, PSDB, PT, DEM. (sem modificação)

O SD ganha cinco posições no ranking, Avante e PMB uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para SD (+ 132,74 %), PROS (+ 11,40 %) e PSL (+ 8,78 %), e negativo para Novo (- 5,56 %), PTC (- 2,76 %) e PRTB (- 2,11 %).

Confira o ranking dos partidos no Amapá em abril de 2018 > 2018 Abril AP

 

BA-BAHIA

Habitantes: 15.344.447 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 10.259.794 (-3,38 %, estado que mais perde eleitores, e que passou pelo recadastramento biométrico)

Eleitores filiados: 994.835 (9,70 % do eleitorado)

Partido do Governador: PT

Partido do Prefeito da Capital: DEM

 

Comentário do semestre: Todo o Top 5 está em baixa, mas de forma pequena, não impedindo o aumento do número total de filiados. O PSDB, em um ano, se aproximou bastante da quinta colocação.

Top 5: PMDB, DEM, PT, PP, PTB (som modificação)

Solidariedade é o único a ganhar uma posição no ranking, pelo segundo semestre consecutivo.

Proporcionalmente, destaques positivo para NOVO (+ 20,82 %), SD (+ 11,21 %) e REDE (+ 6,38 %), e negativo para PSTU (- 1,15 %), AVANTE (- 0,20 %) e PMB (- 0,18 %).

Confira o ranking dos partidos na Bahia em abril de 2018 > 2018 Abril BA

 

CE-CEARÁ

Habitantes: 8.904.459 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 6.289.499 (-1,36 %)

Eleitores filiados: 546.686 (8,69 % do eleitorado)

Partido do Governador: PT

Partido do Prefeito da Capital: PDT

 

Comentário do semestre: Os partidos do topo do ranking perdem filiados, exceto o PMDB. O PCdoB consolida a 10a posição obtida no semestre passado.

Top 5: PT, PSDB, PMDB, PP, PTB (sem modificação)

O PSOL sobe duas posições, e ambos PSL e Novo uma.

Proporcionalmente, destaques positivo para PCO (+ 464,29 %), Novo (+ 23,15 %) e REDE (+ 10,47 %), e negativo para PODE (- 1,87 %), PDT (- 1,30 %) e SD (- 0,72 %).

Confira o ranking dos partidos no Ceará em abril de 2018 > 2018 Abril CE

 

DF: PP agora em 4o, partidos pequenos em crescimento, PSDB continua líder.

O DF é a unidade da Federação que conheceu o segundo maior crescimento do eleitorado, depois do Amapá, com + 3,46 %. Eram, no fim de abril, 2.071.195 inscritos nas listas eleitorais distritais. E é a unidade que mais filiou no semestre, com aumento de mais de 4% de eleitores tendo escolhido um partido para chamar de seu.

O PP é o destaque do semestre, vendo seus militantes passar de 15 para quase 19 mil, um crescimento de mais de 25 %.

O PSB, partido do Governador, também cresce com dois dígitos, e já ameaça a nona colocação no ranking do Solidariedade.

O Top 5 permanece tem modificação entre as quarta e quinta posições: PSDB, PMDB, PT, PP, DEM

O PSL ganha duas posições, e PTC, Podemos, PROS, Novo, REDE e Patriotas (PEN) uma cada.

Em termos percentuais, os três partidos que mais cresceram no semestre foram PMB (+ 339,22 %), PCO (+ 162,16 %) e PODE (+ 63,75 %).

Somente nove partidos perdem aderentes, com destaque negativo proporcional para PMN (- 2,11 %), PSTU (- 1,76 %) e PTB (- 1,57 %).

LISTA DOS PARTIDOS E NÚMERO DE FILIADOS NO DF + HISTÓRICO > DF Filiados tabela historico abr 2018 (apertar a seta voltar após leitura)

PP campeão do semestre em crescimento no DF (em número de novos filiados)

3.811 brasilienses são “Progressistas” novos no semestre, num partido que confortou sua militância no eleitorado das cidades. Plano Piloto, Lagos e mesmo Águas Claras e Vicente Pires não estão representados na proporção do número de eleitores na composição geográfica dos aderentes ao PP

Confira a repartição geográfica dos filiados ao PP no DF em abril de 2018 > 2018 abril filiados PP geo

 

ES-ESPÍRITO SANTO

Habitantes: 3.973.697 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 2.737.473 (+0,89 %)

Eleitores filiados: 343.676 (12,55 % do eleitorado)

Partido do Governador: PMDB

Partido do Prefeito da Capital: PPS

 

Comentário do semestre: partidos pequenos e médios crescem, grandes não.

Top 5: PMDB, PDT, PP, PT, PSDB (sem modificação)

PSL e REDE ganham uma posição no ranking cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o NOVO (+ 33,46 %), REDE (+ 22,63 %) e PPL (+ 8,75 %), e negativo para PT (- 0,97 %), PSB (- 0,80 %) e PV (- 0,60 %).

Confira o ranking dos partidos no Espírito Santo em abril de 2018 > 2018 Abril ES

 

GO-GOIÁS

Habitantes: 6.730.848 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 4.415.534 (-2,82 %)

Eleitores filiados: 674.746 (15.28 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSDB

Partido do Prefeito da Capital: PMDB

 

Comentário do semestre: DEM se aproxima do PT e da quarta colocação, partidos pequenos e médios crescem.

Top 5: PMDB, PSDB, PP, PT, DEM (sem modificação)

PSL, PRTB e Novo ganham uma posição no ranking cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o NOVO (+ 50,23 %), PCO (+ 45,76 %) e REDE (+ 31,42 %), e negativo para PEN (- 10,88 %), PPL (- 2,29 %) e PSB (- 0,58 %).

Confira o ranking dos partidos em Goiás em abril de 2018 > 2018 Abril GO

 

MA-MARANHÃO

Habitantes: 6.954.036 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 4.466.487 (-2,78 %)

Eleitores filiados: 579.522 (12,97 % do eleitorado)

Partido do Governador: PCdoB

Partido do Prefeito da Capital: PDT

 

Comentário do semestre: PSDB é o único partido do Top 15 a crescer acima da média.

Top 5: PMDB, PTB, PDT, DEM, PP (sem modificação)

PSL, SD e PHS ganham uma posição no ranking cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PCO (+ 62,50 %), REDE (+ 47,54 %) e Novo (+ 10,00 %), e negativo para PCB (- 0,48 %), PMDB (- 0,44 %) e RSDC (- 0,27 %).

Confira o ranking dos partidos no Maranhão em abril de 2018 > 2018 Abril MA

 

MG – MINAS GERAIS

Habitantes: 21.119.536 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 15.619.362 (+0,06 %)

Eleitores filiados: 1.759.621 (11,27 % do eleitorado)

Partido do Governador: PT

Partido do Prefeito da Capital: PHS

 

Comentário do semestre: PSC recupera a nona colocação perdida no semestre passado. A maioria dos partidos cresce, mas só ligeiramente.

Top 5: PMDB, PT, PSDB, DEM, PP (sem modificação)

PSC volta à nona colocação, e Novo ganha uma posição.

Proporcionalmente, destaques positivo para o NOVO (+ 53,15 %), REDE (+ 7,52 %) e PCO (+ 6,08 %), e negativo para PMN (- 1,12 %), PSTU (- 0,66 %) e PMDB (- 0,44 %).

Confira o ranking dos partidos em Minas Gerais em abril de 2018 > 2018 Abril MG

 

MS – MATO GROSSO DO SUL

Habitantes: 2.651.235 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 1.853.253 (-0,55 %)

Eleitores filiados: 310.207 (16,73 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSDB

Partido do Prefeito da Capital: PSD

 

Comentário do semestre: os partidos do Top 5 crescem num dos estados que contam a maior proporcionalidade de filiados.

Top 5: PMDB, PT, PSDB, PDT, PTB (sem modificação)

O Podemos e o Novo ganham uma posição no ranking.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PCO (+ 100,00 %), Novo (+ 28,08 %) e REDE (+ 19,47 %), e negativo para PMN (- 1,79 %), PCdoB (- 0,57 %) e PPS (- 0,53 %).

Confira o ranking dos partidos no Mato Grosso do Sul em abril de 2018 > 2018 Abril MS

 

MT – MATO GROSSO

Habitantes: 3.344.544 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 2.311.985 (+2,57 %)

Eleitores filiados: 362.203 (15,67 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSDB

Partido do Prefeito da Capital: PMDB

 

Comentário do semestre: os maiores partidos têm baixa, ou crescimento inferior à média. O PDT ameaça chegar a sétima colocação do PT.

Top 5: DEM, PMDB, PSDB, PPS, PR (sem modificação)

Pen (pelo segundo semestre consecutivo) e Novo ganham uma posição no ranking cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PCO (+ 150,00 %), PEN (+ 69,84 %) e Novo (+ 34,71 %), e negativo para PSB (- 0,79 %), PHS (-0,65 %) e PMB (- 0,37 %).

Confira o ranking dos partidos no Mato Grosso em abril de 2018 > 2018 Abril MT

 

PA – PARÁ

Habitantes: 8.366.628 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 5.429.513 (-1,51 %)

Eleitores filiados: 568.019 (10,46 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: menos eleitores, mais filiados, o Pará aumenta sua “taxa de filiados”, que continua uma das mais baixas do País.

Top 5: PMDB, PT, PSDB, PRB, PTB (sem modificação)

SD e PEN prorrogam a ascensão já vista no semestre passado, desta vez acompanhados por PHS e Podemos, todos ganhando uma posição no ranking.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PCO (+ 83,33 %), Novo (+ 71,43 %) e Rede (+ 39,56 %), e negativo para PSTU (- 4,39 %, segundo semestre consecutivo), PPL (- 3,06 %, segundo semestre consecutivo) e PSB (- 0,78 %).

Confira o ranking dos partidos no Pará em abril de 2018 > 2018 Abril PA

 

PB – PARAÍBA

Habitantes: 4.025.558 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 2.840.572 (-2,32 %)

Eleitores filiados: 349.466 (12,30 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSB

Partido do Prefeito da Capital: PV

 

Comentário do semestre: a filiação ao Partido Verde do Prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, permite ao PV de ser o partido com maior crescimento de filiados no trimestre. Talvez paradoxalmente, o PSD, de onde o Prefeito saiu, também vê seus aderentes aumentar. Bem como o PT, onde Cartaxo militou por 20 anos !

Top 5: PMDB, DEM, PSDB, PT, PP (sem modificação)

PRTB e PEN ganham uma posição cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PV (+ 14,05 %), Novo (+ 11,95 %) e Rede (+ 11,69 %), e negativo para PMB (- 4,76 %), PSOL (- 1,30 %) e PR (- 0,80 %).

Confira o ranking dos partidos na Paraíba em abril de 2018 > 2018 Abril PB

 

PE-PERNAMBUCO

Habitantes: 9.473.266 (Estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 6.528.971 (-0,22 %)

Eleitores filiados: 613.739 (9,40 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSB

Partido do Prefeito da Capital: PSB

 

Comentário do semestre: partidos grandes em baixa ou na média, partidos menores crescendo.

Top 5: PP, PT, PMDB, PDT, PSDB (sem modificação)

PSDC e Novo ganham uma posição cada no ranking.

Proporcionalmente, destaques positivo para o NOVO (+ 38,78 %), PCO (+ 28,28 %) e Rede (+ 16,94 %), e negativo para PSTU (- 1,87 %), PCB (- 0,98 %) e PODE (- 0,77 %).

Confira o ranking dos partidos em Pernambuco em abril de 2018 > 2018 Abril PE

 

PI – PIAUÍ

Habitantes: 3.204.028 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 2.327.725 (-1,30 %)

Eleitores filiados: 308.671 (13,26 % do eleitorado)

Partido do Governador: PT

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: só o PP cresce no Top 12, em mais um estado com menos eleitores e mais filiados.

Top 5: PMDB, PT, PSDB, PTB, DEM (sem modificação)

Solidariedade e PCO ganham uma posição cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PCO (+ 96,77 %), Novo (+ 43,24 %) e SD (+ 17,49 %), e negativo para PSTU (- 1,79 %, PPL (- 1,37 %, segundo semestre consecutivo), e PSB (- 0,60%).

Confira o ranking dos partidos no Piauí em abril de 2018 > 2018 Abril PI

 

PR – PARANÁ

Habitantes: 11.242.720 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 7.924.671 (-0,27 %)

Eleitores filiados: 1.043.412 (13,17 % do eleitorado)

Partido do Governador: PP

Partido do Prefeito da Capital: PMN

 

Comentário do semestre: depois de um semestre em baixa generalizada dos filiados, a situação se inverte neste: só dois partidos perdem aderentes. O PCO multiplica por seis seus aderentes.

Top 5: PMDB, PP, PSDB, PT, PDT (sem modificação)

PHS e Podemos sobem uma posição cada no ranking.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PCO (+ 600,00 %), Novo (+ 54,81 %) e PSOL (+ 18,38 %), e negativo para PRP (- 3,94 %) e PEN PSOL (- 1,88 %)

Confira o ranking dos partidos no Paraná em abril de 2018 > 2018 Abril PR

 

RJ – RIO DE JANEIRO

Habitantes: 16.635.996 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 12.362.316 (+0,34 %)

Eleitores filiados: 1.147.292 (9,28 % do eleitorado)

Partido do Governador: PMDB

Partido do Prefeito da Capital: PRB

 

Comentário do semestre: só quatro partidos perdem militantes, incluindo o PMDB do Governador Pezão. Partidos médios e pequenos crescem.

Top 5: PDT, PMDB, PT, PSDB, PP (sem modificação)

Não há mudanças nas posições no ranking.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PCO (+ 64,19 %), Novo (+ 30,73 %) e PEN (+ 29,70 %), e negativo para PCB (- 0,33 %), PMN (- 0,25 %) e PTB (- 0,07 %).

Confira o ranking dos partidos no Rio de Janeiro em abril de 2018 > 2018 Abril RJ

 

RN – RIO GRANDE DO NORTE

Habitantes: 3.442.175 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 2.364.148 (-1,33 %)

Eleitores filiados: 270.665 (11,45 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSD

Partido do Prefeito da Capital: PMDB

 

Comentário do semestre: Do Top 12, só o PT conhece aumento de filiados. Os partidos menores também crescem.

Top 5: PMDB, DEM, PP, PSDB, PR (sem modificação)

O Novo ganha duas posições, o PSDC uma.

Proporcionalmente, destaques positivo para o NOVO (+ 62,22 %), PCO (+ 35,29 %) e Rede (+ 29,63 %), e negativo para Pode (- 2,29 %), PSB (- 1,00 %) e PSTU (- 0,66 %).

Confira o ranking dos partidos no Rio Grande do Norte em abril de 2018 > 2018 Abril RN

 

RO – RONDÔNIA

Habitantes: 1.787.279 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 1.165.986 (+1,44 %)

Eleitores filiados: 169.923 (14,57 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: Daniel Pereira (PSB) vai terminar o mandato de Confúcio Moura (PMDB) na Governadoria: o PSB cresce em filiados, enquanto o PMDB baixa.

Top 5: PMDB, PSDB, PP, PT, PTB (sem modificação)

O PSL ganha duas posições, enquanto PV, Podemos, SD, Pros, Rede e Novo uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PMB (+ 275,00 %), Rede (+ 118,39 %) e PROS (+ 27,66 %), e negativo para PCO (- 5,26 %), PPL (- 5,17 %) e PPS (- 1,62 %).

Confira o ranking dos partidos em Rondônia em abril de 2018 > 2018 Abril RO

 

RR – RORAIMA

Habitantes: 514.229 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 324.488 (-0,79 %)

Eleitores filiados: 57.427 (17,70 % do eleitorado)

Partido do Governador: PP

Partido do Prefeito da Capital: PMDB

 

Comentário do semestre: Só o PRP, já líder do ranking, cresce significativamente no seio do Top 10. No entanto, a maioria dos partidos crescem.

Top 5: PRP, PSDB, PDT, PP, PTB (sem modificação)

PCdoB, Podemos, Solidariedade e Novo ganham uma posição cada um no ranking.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PCB (+ 275,00 %), Rede (+ 103,85 %) e Novo (+ 63,16 %), e negativo para PCO (- 3,92 %), PHS (- 3,82 %) e PSB (- 2,81 %).

Confira o ranking dos partidos em Roraima em abril de 2018 > 2018 Abril RR

 

RS – RIO GRANDE DO SUL

Habitantes: 11.286.500 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 8.312.928 (-0,43 %)

Eleitores filiados: 1.422.531 (17,11 % do eleitorado)

Partido do Governador: PMDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: o Top 10 cresce, mas menos que a média. PDT confirma sua liderança aumentando a vantagem sobre o PMDB.

Top 5: PDT, PMDB, PP, PT, PTB (sem modificação)

O Novo ganha duas posições, Solidariedade, PSL e PMN uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para PMB (+ 86,96 %), PCO (+ 41,67 %) e PSL (+ 39,93 %), e negativo para PCB (- 2,37 %), PRTB (- 1,09 %) e PHS (- 0,80 %).

Confira o ranking dos partidos no Rio Grande do Sul em abril de 2018 > 2018 Abril RS

 

SC – SANTA CATARINA

Habitantes: 6.910.553 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 5.033.541 (+0,09 %)

Eleitores filiados: 884.255 (17,57 % do eleitorado)

Partido do Governador: PMDB

Partido do Prefeito da Capital: PMDB

 

Comentário do semestre: Eduardo Pinho Moreira (PMDB) assumiu a Governadoria após a renúncia de Raimundo Colombo (PSD). Só o PR cresce além da média no Top 10.

Top 5: PMDB, PP, DEM, PSDB, PT (sem modificação)

Só o Novo sobe no ranking, pelo segundo semestre consecutivo, ganhando uma posição.

Proporcionalmente, destaques positivo para PCO (+ 170,00 %), Rede (+ 53,87 %) e Novo (+ 39,61 %), e negativo para PCB (- 14,29 %), PV (- 0,73 %) e PTB (- 0,46 %).

Confira o ranking dos partidos em Santa Catarina em abril de 2018 > 2018 Abril SC

 

SE – SERGIPE

Habitantes: 2.265.779 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 1.562.627 (+1,89 %)

Eleitores filiados: 176.641 (11,30 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSD

Partido do Prefeito da Capital: PCdoB

 

Comentário do semestre: Crescimento dos filiados, mas em menor amplitude que o aumento dos eleitores. Jackson Barreto renunciando para seu Vice-Governador Belivaldo Chagas Silva, é o PSD governando Sergipe no lugar do PMDB.

Top 5: PT, PMDB, DEM, PSDB, PDT (sem modificação)

PSL, PTC e Novo ganham uma posição no ranking.

Proporcionalmente, destaques positivo para NOVO (+ 34,15 %), PPL (+ 14,40 %) e PEN (+ 11,19 %), e negativo para PMDB (- 1,36 %, segundo semestre consecutivo de destaque negativo), PHS (- 0,63 %) e PCB (- 0,63 %).

Confira o ranking dos partidos em Sergipe em abril de 2018 > 2018 Abril SE

 

SP – SÃO PAULO

Habitantes: 44.749.699 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 33.293.158 (+2,02 %)

Eleitores filiados: 3.217.458 (9,66 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: 2% de eleitores a mais em São Paulo equivalem a mais de 650 mil pessoas. Ou seja, duas vezes o eleitorado de Roraima ! Do Top 12, só o partido do “novo” Governador Márcio França (PSB) cresce.

Top 5: PMDB, PT, PTB, PSDB, PP (sem modificação)

PSL ganha três posições no ranking, e Novo uma.

Proporcionalmente, destaques positivo para NOVO (+ 38,47 %), PCO (+ 30,45 %) e PEN (+ 9,77 %), e negativo para PRB (- 1,85 %), PSTU (- 1,75 %) e PMN (- 0,91 %).

Confira o ranking dos partidos em São Paulo em abril de 2018 > 2018 Abril SP

 

TO – TOCANTINS

Habitantes: 1.550.194 (estimativa IBGE 2017)

Eleitores: 1.031.262 (+2,93 %)

Eleitores filiados: 201.348 (19,52 % do eleitorado)

Partido do Governador: PHS

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: Vida política bastante agitada neste semestre no Tocantins. O Governador tampão, atualmente Mauro Carlesse (PHS), será eleito em 03/06, e o Prefeito da capital, Palmas, é uma Prefeita, do PSDB. O PCO, que não estava presente, inicia sua jornada no Tocantins com, por enquanto… 1 militante.

Top 5: PMDB, PP, DEM, PSDB, PR (sem modificação)

PHS ganha três posições no ranking, PSL e PRTB um cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para Rede (+ 40,30 %), PMB (+ 39,68 %) e Novo (+ 31,82 %), e negativo para PCB (- 25,00 %), Podemos (- 1,62 %) e PPL (- 1,33 %).

Confira o ranking dos partidos no Tocantins em abril de 2018 > 2018 Abril TO

 

ZZ – BRASILEIROS NO EXTERIOR

Habitantes: segundo o TSE, dos quase 3 milhões de brasileiros que moram fora do país, estima-se que, pelo menos, 1,5 milhão poderiam participar do pleito.

Eleitores: 475.866 registrados (+5,54 %)

Eleitores filiados: 1.283 (0,27 % do eleitorado)

Partido do Presidente da República: PMDB (atualmente), PT (2014, última votação dos brasileiros no exterior)

 

Comentário do semestre: Brasileiros no Exterior só votam para Presidente da República, ou seja, em 2014 pela última vez. Poucos são filiados a partidos. O Novo, partido que mais cresce, entra no Top 10

Top 5: PMDB, PSDB, PT, PP, PTB (sem modificação)

O Novo e o PSL crescem 3 posições no ranking cada um.

Semestre positivo para NOVO (+ 76,47 %), PSL (+58,33 %) e PSC (+ 11,76 %), e negativo para PSTU, que perde um aderente, ou seja, metade de seu efetivo !

Confira o ranking dos partidos para os brasileiros no exterior em abril de 2018 > 2018 Abril ZZ

 

 

TABELA RECAPITULATIVA BRASIL abril 2018 > 2018 Abril Recapitulatif

 

Eleição 2014, DF: Os campeões de votos… desconhecidos

(Gina-PMN, Distrital 2014, recorde absoluto de votação proporcional num local de votação)

 

A eleição geral de 2014 no Distrito Federal foi realizada em 21 Zonas Eleitorais (que correspondem geralmente às cidades satélites), mas sobretudo em 598 escolas, transformadas por um dia em locais de votação.

Presidente da República

1. Marina Silva (PSB) foi a preferida em 337 dos 598 locais de votação (com pico proporcional na Granja das Oliveiras, no Recanto das Emas, com 58,42 % dos votos);

2. Aécio Neves (PSDB) em 256 escolas (com pico na QI 05 do Lago Sul com 72,19 % dos votos no Colégio Maria Imaculada);

3. Dilma (PT) em 5, obtendo seu máximo percentual no Pipiripau (Planaltina) com 45,87 %.

Os outros candidatos a Presidente da República não venceram em nenhum colégio.

 

Governador

 

1. Rodrigo Rollemberg (PSB) foi o preferido em 524 dos 598 locais de votação (com pico proporcional na 113 da Asa Norte com 64,85 % dos votos);

2. Jofran Frejat (PR) em 72 escolas (com pico no Condomínio Porto Rico atingido 73,25 % dos votos);

3. Agnelo (PT) em 2 colégios, dos quais o Pipiripau (Planaltina), onde obteve 41,17 % dos sufrágios.

 

Senador

 

1. Reguffe (PDT) foi o preferido em 578 dos 598 locais de votação (com pico proporcional na 113 da Asa Norte com 77,99 % dos votos);

2. Gim (PTB) em 18 escolas (com pico no Condomínio Porto Rico com 60,30 %);

3. Magela (PT) venceu em 2 colégios, com destaque no Pipiripau (Planaltina) com 43,63 %).

 

Comentário do blog – eleição majoritária:

A escola do Núcleo Rural do Pipiripau (743 eleitores), na região de Planaltina, é um reduto sólido de votos para os candidatos do PT em razão da presença de um assentamento do MST. Por isso, o voto Dilma/Agnelo/Magela foi vencedor na eleição majoritária, mas os candidatos proporcionais do partido não foram beneficiados na mesma proporção: o mais votado para Federal foi Fraga (DEM) (por três votos diante de Policarpo), e Júlio Menegotto (PSB) dominou para Distrital (com grande vantagem sobre Joe Valle (PDT) e o Pastor Daniel de Castro (PMDB). 

O Condomínio Porto Rico, aglomeração carente de serviços públicos, foi reservatório de votos para Jofran Frejat e Gim, e preferiu Marina (PSB) para Presidente (como todas as outras escolas do binômio Santa Maria/Gama, exceto o Núcleo Rural que escolheu Aécio (PSDB). No mesmo Porto Rico, Fraga (DEM) teve seu melhor resultado do DF (20,96 %), bem como Paulo Roriz (PP, coligação Agnelo) (18,40 %).

A Escola Classe 113 Norte foi marcante tanto para Rollemberg (PSB) quanto para Reguffe (PDT). Nela, Aécio (PSDB) foi o preferido para Presidente (46,10 %, um pouco acima de sua média na Asa Norte, onde ganhou em todas as escolas), Izalci (PSDB) teve curta vitória diante de Érika Kokay (PT) para Federal, e Ivone Luzardo (PPL) foi a preferida para Distrital com mais do dobro de votos do segundo colocado, Joe Valle (PDT).

 

Deputado Federal

São considerados nos números a seguir os votos válidos, exceto os brancos e nulos. Em 75 escolas, houve mais votos em branco de que o candidato mais votado. Em 5 escolas, tanto os brancos quanto os nulos foram superiores ao mais votado

1. Alberto Fraga (DEM) foi o preferido em 349 locais de votação (com pico proporcional no Condômino Porto Rico com 20,96 %);

2. Érika Kokay (PT) em 89, com votação percentual mais alta no Córrego do Arrozal, em Sobradinho, com 23,87 %;

3. Rogério Rosso (PSD) em 46, com destaque maior no Núcleo Rural Rio Preto, em Planaltina, reunindo 20,20 % dos votos;

4. Alírio (PEN) venceu em 40 locais de votação, e, apesar de quase todos eles serem no Guará, seu pico percentual foi no CEF Miriam Ervilha, em Samambaia Sul, com 24,81 %;

5. Rôney Nemer (PMDB) foi o preferido em 34 colégios, quase todos no Recanto das Emas, mas com pico no sítio Patrícia, em Sobradinho, que lhe deu 36,71 % de seus votos – maior percentual para um Deputado Federal;

6. Eliana Pedrosa (PPS) teve 9 “vitórias” de escolas, a maior no Café Sem Troco, escolhida por 25,74 % dos votantes;

7. Izalci (PSDB) ficou na frente em 8 locais de votação, e chegou ao máximo de 20,01 no Setor Militar Urbano;

8. Ronaldo Fonseca (PROS) teve seu nome escolhido em primeiro em 5 escolas, com destaque no Itapoã, e particularmente na Quadra 61 do Condomínio Del Lago, com 14,53 %;

9. 3 “vitórias” cada para Abadia/PSDB (14,29 % na QNR 02 de Ceilândia); Lippe Viana/PTC (14,82 % no Bela Vista, em São Sebastião; Professor Pacco/PSB (10,28 % na Quadra 2 do Gama) e Vitor Paulo/PRB (14,86 % no Varjão);

13. Foram “campeã ou campeão” de voto numa escola: Augusto Carvalho (SD) no Colégio Santa Rosa, na 601 Sul (9,34 %); Claudia Lyra (PMDB) no Catingueiro, em Sobradinho (10,56 %); Lauda (PSB) no Centro de Internação de Adolescentes em Planaltina (21,43 %); Rafael Barbosa (PT) em Sobradinho dos Melos, no Itapoã (17,11 %); Sandro Avelar (PMDB) na Unidade de Internação da Granja das Oliveiras (18,18 %) e o Sargento Manoel Sousa Gazú (PRTB) no Incra 09 (27,27 %).

 

Deputado Distrital

São considerados nos números a seguir os votos válidos, exceto os brancos e nulos. Em 216 escolas, houve mais votos em branco de que o candidato mais votado, em 139 escolas, foram os nulos, e em 132 escolas, os votos de preferência foram “branco” em primeiro, e “nulo” em segundo, antes de qualquer candidato.  

1. Joe Valle (PDT) foi o preferido em 75 locais de votação, com máxima aprovação em Taquará, em Planaltina, com 35,12 % dos votos;

2. Dr Michel (PP) venceu em 38 escolas, com destaque na Embrapa, em Planaltina, onde recebeu 39,44 % dos sufrágios;

3. Juarezão (PRTB) foi o “Rei” de Brazlândia, “coroado” em 30 colégios, e obtendo o voto de quase a metade (46,12 %) dos eleitores do Curralinho (quase a melhor votação percentual de todos os candidatos a Distrital. Pelo menos, a maior para um colégio com mais de 100 eleitores)

4. O Delegado Fernando Fernandes (PRTB) não se elegeu apesar de estar na preferência em 25 colégios, todos em Ceilândia, e a maior liderança percentual, com 17,08 %, na EQNM 06/08;

5. Risomar (PT) foi campeão em 24 escolas, todas em Samambaia, com destaque percentual na QN 510 com 17,83 %;

6. Carlinhos Nogueira (PEN), preferido em 22 escolas, todas no Guará, especialmente a da QE 04 que lhe deu 10,17 % dos votos válidos;

7. 20 vitórias cada para o Guarda Jânio (PRTB) (melhor percentual no Núcleo Rural Alexandre Gusmão, com 12,39 %) e o Pastor Egmar (PSC), todas no Gama com destaque (6,83 %) na EQ 30/49 do Setor Leste;

9. O Professor Jordenes (PPS) obteve 19 vitórias, todas em Planaltina, em particular no Arapoangas, onde chegou a 33,99 % num dos quatro colégios;

10. O Dr Charles (PR) esteve na preferência em 18 colégios, quase todos em Taguatinga, incluído o melhor para ele (7,83 %) na EQNG 06/07;

11. Ambos eleitos, ambos com 17 vitórias, Lira (PHS) reuniu 37,22 % dos votos do Bela Vista, em São Sebastião; enquanto o Professor Israel Batista (PV) coloriu de verde o Centro Paulo Freire da 610 Norte (5,08 %);

13. Então na mesma coligação, colhendo 14 preferências cada, um no norte, em Planaltina, Claudio Abrantes (PT) (melhor na Fazenda Monjolo com 16,67 %), um no sul, Hermeto (PMDB), dominador no Núcleo Bandeirante e na Candangolândia (melhor na Praça do Bosque com 31,27 %);

15. Sandra Faraj (SD) teve votação concentrada em Taguatinga Norte, onde venceu 11 vezes, mas sua 12a preferência, e maior em termos de percentual, foi no Setor de Mansões do Lago Norte, no Trecho 4, com 12,99 %;

16. Salve Jorge (PRTB) foi o candidato do Paranoá, com 11 escolas confiando nele, chegando a 15,66 % na Quadra 24;

17. Vicente Pires apoiou Dirsomar (PT) (com pico de 14,53 na Escola Classe da AE 01) enquanto Jaqueline Silva (PPL) batalhava em Santa Maria (pico a 13,19 % na CL 310): ambos tiveram 9 vitórias;

19. Ambos no PPL, Goudim (anunciado como pré-candidato ao Buriti em 2018 pelo PMB) ultrapassou os 10 % de votos na EQNN 18/20, melhor de suas 8 escolas, enquanto Telma Rufino colhia quase um terço dos votos de Arniqueiras (31,57 %);

21. Com 7 “coroas” em locais de votação: Ivone Luzardo (PPL), embalou a Vila do RCG (16,27 %); Mario Blanco (PMDB) extraiu 14,13 % do Riacho Fundo no CEF 01; Nery do Brasil (PDT) agradeceu os 28,09 % na CL 116 de Santa Maria; e Robério Negreiros (PMDB) segurou 32,34 % dos votos do Engenho das Lajes;

25. 6 vitórias para Luzia de Paula (PEN), com pico na EQNP 13/09 (7,42 %); Padre Katê (PMDB), todas em Taguatinga Sul, com destaque de 10,97 % na QSE 22; e Valério Banda Maranatha (PPL), candidato da M Norte de Taguatinga, atingindo 13,23 % no Centro Educacional 07;

28. Em 5 colégios cada, os preferidos foram Liliane Roriz/PRTB (8,40 % na quadra 510 do Recanto das Emas); Stênio Pinho/PMDB (5,31 % na quadra 206 do Recanto das Emas); Vantuil Santana/PMDB, (morador da Vila Planalto, sem escola desde a destruição da único centro de ensino do bairro há 6 anos) que teve seu melhor resultado proporcional… no sítio Patrícia, em Sobradinho com 34,83 % (dobradinha com Rôney Nemer para Federal); e Washington Mesquita/PTB (4,94 % na QNG 12 de Taguatinga);

32. Foram preferidos em 4 locais de votação: Alessander Capalbo (PMDB), todos no Paranoá (melhor no CAIC Madre Paulina com 10,70 %); Chico Vigilante (PT) (melhor no CAUB I no Riacho Fundo com 13,36 %); Dr. Carlos (PPS), “rei” da Estrutural com pico de 19,67 & no CEF 01; Geralda Godinho (PT) (melhor na Casa Grande, no Gama, com 6,71 %); Iti (PPS), todas no Gama (pico de 4,71 % na EQ 04/10); Ronaldo Martins (PSD), todas no Riacho Fundo II, com destaque na QN 14 com 7,42 %; e Zé Adelson (PSDB), todas no Recanto das Emas, com pico na quadra 301 com 6,13 %;

39. 3 vitórias de escola para Abençoado Eude (PRB), todos na Asa Sul, com pico no Cor Jesu em 9,05 %; Júlio Cesar (PRB) (deputado mais votado) com destaque na EQNQ 3/4 de Ceilândia com 4,04 %; Professor Reginaldo Veras (PDT), todas no P Norte, atingindo 12,31 % na QNP 13; Tales Alves (PSOL), todas na Estância em Planaltina, especialmente na Escola Classe 15, com 12,81 %; Vielton Aráujo (DEM), todas na Ceilândia Norte, com pico na EQNN 19/21 (9,24 %); Vilela (PRTB) candidato do Vale do Amanhecer que lá recolheu até 21,43 % dos votos; e Wasny (PT), preferido par mais de um quarto do eleitores (26,66 %) da Vila Basevi, na RA de Sobradinho;

46. Conquistaram o maior número de votos válidos em 2 colégios: Catia Olivera (PMN), candidata da Granja do Torto com até 7,71 %; Chico Leite (PT), destaque na 315 Sul com 4,94 %; Cristiano Araújo (PTB), escolhido na QNL 22 de Taguatinga Norte com 6,09 %; Edmilson Boa Morte (PROS), preferido no Setor Econômico do Cruzeiro (com pico de 6,27 % na qd 01); Everardo Ribeiro (PTdoB), no Itapoã, chegando a 9,07 % na EC 01; Fatinha (PSD), em especial numa das escolas do Por do Sol em Ceilândia com 8,42 %; Georgeano Trigueiro (PMDB), as duas no Recanto das Emas, particularmente na quadra 102, com 4,38 %; Giuliane Dias (PHS), ambas no P Sul, com destaque na EQNP 32/36 (5,20 %); Marcelo da Adega (PSD), na Ceilândia Sul, especialmente na EQNN 02/04 (7,83 %); Paulo Roriz (PP), destacando o Condomínio Porto Rico (18,40 %); Rafael Prudente (PMDB), com 8,67 % numa das escolas do Mestre d´Armas; Rodolfo da Construcasa (PRP), as duas em Samambaia e particularmente na QS 431 (23,42 %); Rodrigo Delmasso (PTN), no Cruzeiro Novo, com 3,04 % na quadra 309; Rony Andrade (PRTB), ambas em Samambaia, com destaque na QR 407/409 (10,11 %); Tatu (DEM) também em Samambaia, com ponto alto na QS 108/110 com 16,88 %; Valdelino Barcelos (PRP), que recolheu 16,67 % no Núcleo Rural Boa Esperança; e Wilson Lima (PMDB), as duas no Gama, em particular na EQ 10/15 do Setor Leste (5,34 %);

63. Candidatos às vezes pouco conhecidos, verdadeiras lideranças locais, a lista a seguir é dos que foram os preferidos pelos eleitores… num local de votação só: Adécio Sartori (PSB) na Upis da Asa Sul (4,66 %); Adilson Barreto (PV) no Córrego Sobradinho (25,16 %); Agaciel Maia (PTC) no Caub II (13,42 %); Ailton Miranda (PPL) na EQ 55/56 do Setor Central do Gama (3,80 %); Aposentado (PP) na QND 43 de Taguatinga (3,94 %); Berg (PSL) na quadra 807 do Cruzeiro Novo (2,42 %); Cabo Eliane (PR) na QND 59 de Taguatinga (3,49 %); Cantor Wellington José (PHS) na EQNP 28/32 de Ceilândia (4,16 %); Cintia Aquino (PHS) na QNJ 18 de Taguatinga (2,97 %); David da 23 (PSDC) na EQNN 21/23 de Ceilândia (7,25 %); DJ Jamaika (PEN) na Granja das Oliveiras (11,00 %); Dr Dijan (PPS) na QS 111 de Samambaia (6,97 %); Dr Marcus (PPL) em Nova Betânia (20,80 %); Edson Luiz (PRTB) na EQNO 05/07 no Setor O (4,99 %); Eraldo Costa (PSB) no Lago Oeste (13,33 %); Evandro Pereira (PRB) no Areal (12,36 %); Fabio Assenção Pardhal (DEM) na QNL 28 de Taguatinga (6,24 %); Fabio Felix (PSOL) na 910 Norte (4,57 %); Gina (PMN) teve 85,29 % dos votos no Centro de Adolescentes de Planaltina (recorde absoluto de votação proporcional); Gonzaga Negreiros (PTB) na quadra 802 do Recanto das Emas (4,11 %); Henrique Oliveira (PSB) no Residencial Santos Dumont (9,66 %); João Cardoso (PEN) na quadra 14 de Sobradinho (9,37 %); José Júlio (PT) na Uniplan de Águas Claras (segundo maior número de eleitores do DF) (2,79 %); Júlio Menegotto (PSB) no Pipiripau em Planaltina (18,52 %); Junia Bittencourt (PMDB) no Condomínio Ville do Grande Colorado (13,60 %); Ladislau Rocha (PMDB) no Nova Colina em Sobradinho (15,37 %); Lima Filho (PTdoB) no Altiplano Leste (9,28 %); Marcinho (PMDB) na CL 206 de Santa Maria (11,37 %); Moacir Pinheiro (PTC) na EQNO 13/15 de Ceilândia (9,93 %); Olgamir Amância (PCdoB) na avenida São Paulo em Planaltina (12,38 %); Osvaldino (PHS) na Escola Classe 09 de Planaltina (12,38 %); Pastor Leiber (PROS) na quadra 378 do Itapoã (7,92 %); Professor Barreira (PDT) na EQ 5/11 do Setor Sul do Gama (5,32 %); Ricardo Vale (PT) no Córrego do Arrozal em Sobradinho (24,79 %); Rócio Barreto (PSB) na QE 20 do Guará (4,36 %); Sinézio (PHS) na EQNN 06/08 de Ceilândia Sul (4,77 %); Sônia Carvalho (PSDB) na QS 619 de Samambaia (7,37 %); Wellington Luiz (PMDB) na Rajadinha em Planaltina (13,68 %); e Ziller (PSB) na 909 Sul (2,99 %).

 

 

Comentário do blog – eleição proporcional

As grandes variações de percentual dos “vencedores” se devem também ao tamanho do eleitorado do local. Por isso, alguns resultados parecem numericamente muito elevados, enquanto não representam tantos votos (os 85 % da Gina (PMN) são, na urna, 29 votos). Há também que observar o grande número de votos brancos e nulos (142.143 para Distrital, o bastante para eleger uns três ou quatro).

As “vitórias” por local de votação não garantem eleição, nem mesmo boa votação geral (se fosse, Júlio César teria tido mais que 3, ele que foi o mais votado) mas indicam nomes que, por várias razões, detêm uma liderança eleitoral local, diretamente ou por meio de apoiadores. São resultados que podem, ou mesmo devem influenciar a confecção da nominata, a lista dos candidatos que será apresentada ao eleitor em 7 de outubro próximo. Ainda mais porque parece existir no momento uma tendência de vários partidos no DF em preparar listas “puro-sangue” na eleição para Distrital.

O estudo dos resultados passados é um dos alicerces de uma boa campanha futura. Os candidatos podem julgar da percepção de seus trabalhos em cada local, os pesquisadores afinam suas amostragens, os eleitores conhecem um pouco mais de seus vizinhos. Aliado ao estudo do eleitorado atual, é um dos alicerces do “big data” (que agora parece estar na moda, vide a recepção entusiasmada de Guillaume Liégey em São Paulo no início do ano).