Arquivo

Archive for the ‘Guarapari’ Category

Guarapari-ES 2012/2013

1 de fevereiro de 2013 Deixe um comentário

ORLY GOMES foi eleito próximo Prefeito de Guarapari-ES com 24.709 votos (43 %), contra 23.019 a Carlos Von (PSL), 7.592 a Ricardo Conde (PSB) e 2.137 a Edinho Maioli (PV). A Dra Beth Hadad (PHS) não teve sua votação divulgada, mais é inferior a 2 mil votos.

 

A cidade de Guarapari (Espírito Santo) ainda não definiu qual será seu Prefeito nos próximos quatro anos. O escrutino de outubro de 2012 foi realizado na cidade de pouco mais de 100 mil habitantes (IBGE 2010), mas o candidato mais votado, Edson Magalhães (PPS) não consegue nas instâncias superiores reverter a impugnação de sua candidatura sentenciada pela Justiça Eleitoral de Primeiro Grau.

Edson Magalhães obteve 39.027 votos (64,59 % dos votos nominais), Ricardo Conde (PSB) 13.846 votos (22,91 %) e Carlos Von (PSL) 7.553 votos (12,50 %). Em razão da maioria dos votos terem sido dados a candidato com registro indeferido, a eleição para o cargo de Prefeito foi anulada.

A nova eleição foi marcada para 3 de fevereiro de 2013. Cinco candidatos a Prefeito (e seus respectivos Vices) requereram o registro:

. Edinho Maioli (PV) sem coligação.

O PV fazia parte da coligação Ricardo Conde em outubro, mas tinha montado uma coligação menor para Vereador com PT e PCdoB. Esta coligação elegeu dois Vereadores: Manoel da Ki-Delícia (PT) 782 votos e Aratu (PV) 710 votos. O candidato do PV não conseguiu o apoio dos dois partidos que decidiram também não continuar com Ricardo Conde. Edinho Maioli tem como candidata a Vice a Jaina, candidata a Vereadora em outubro e que teve 271 votos.

Aratu, o Vereador eleito, foi o segundo mais votado em Nova Guarapari, o quarto mais votado em Meaípe e o sexto em Ipiranga. Josaphá Joias, também do PV, poderá ajudar seu candidato em Lameirão, onde foi o mais votado. Jaina, agora candidata a Vice-Prefeita, tinha sido a oitava mais votada na Praia do Morro em outubro.

Dra Beth Hadad (PHS) na coligação PRB/PHS (teve o registro indeferido na Primeira instância e no TRE-ES).

PHS e PRB se juntam após estar em campos opostos em outubro. O PHS integrava a coligação Edson Magalhães, e uma aliança proporcional com o PTB que deixou o Anísio Salvavidas como Primeiro Suplente (699 votos) e elegeu dois PTBistas. O PRB, na coligação Ricardo Conde, obteve a quinta suplência para Max Júnior, candidato a Vice da Dra Beth Hadad.

Max Junior foi o terceiro candidato a Vereador mais votado na Lagoa Funda, enquanto Anízio Salvavidas poderá influenciar Itapebussu, onde foi o terceiro mais votado, ou as urnas da Escola Normal, no Centro, onde foi o quarto candidato preferido.

. Ricardo Conde (PSB) na coligação PSB/PTN/PSC /PSD/PDT/PR/PPS.

Ricardo Conde foi o segundo mais votado na eleição de outubro. Na ocasião, 14 partidos tinham nomeado o PSBista como candidato à Prefeitura. Desta vez, sete partidos compõem a campanha, com duas novidades, vindas da candidatura Edson Magalhães: PDT e PPS, este último o próprio partido do ex-Prefeito à candidatura impugnada.

Na eleição de outubro, Ricardo Conde só conseguiu ultrapassar Edson Magalhães em 6 dos 71 locais de votação de Guarapari. Mais votado no Alto Bahia Nova (enquanto, paradoxalmente, teve seu pior resultado na Bahia Nova), em Campo Grande, São Miguel, Taquará do Reino e Vilage do Sol, ele teve seu melhor resultado proporcional na Praia do Sol, com mais de 70 % dos votos.

A vereadora Fernanda Mazzelli (PSD), eleita com 904 votos em outubro, será a candidata a Vice. Sua eleição, por sinal, permitiria a entrada na Câmara de Luiz Rosa (PR). Além dela, a coligação poderá contar com alguns campeões locais de votos: Gedson Merízio (PSB), Vereador mais votado no município e em 8 locais de votação; o Professor Germano (PSB), mais votado em Olaria e no Centro (com Fernanda Mazzelli e Fabinho da Alfa Vídeo – PSB), Jorge Ramos (PPS), mais votado no Adalberto Simão Nader; e Wanderlei (PDT), que dominou as urnas do Alto Bahia Nova, da Cabeça Quebrada, da Praia do Sol e em particular de Todos os Santos, onde atingiu quase 80 % dos votos.

. Carlos Von (PSL) na coligação PT/PMDB/PSL/PCdoB.

Carlos Von foi candidato em outubro, reunindo 7.553 votos (12,50 % contando os de Edson Magalhães). Mas, na ocasião o PSL não tinha conseguido parceiros para seu projeto. Nem candidatos a Vereador. Desta vez, PT, PMDB e PCdoB apostaram em Carlos Von ao invés de Ricardo Conde.

Em outubro, Carlos Von foi o mais votado num só dos 71 locais de votação da cidade: Porto Grande, onde obteve 42 % dos 147 votos. E somente em dois locais ele conseguiu ultrapassar a votação de Ricardo Conde para alcançar a segunda posição: Cabeça Quebrada e Rio da Prata.

Com a coligação maior, Carlos Von poderá contar com os Vereadores Manoel da Ki-Delícia (PT), mais votado em Barro Branco, e Thiago (PMDB), candidato preferido em Bela Vista e Nossa Senhora da Conceição. E também, por exemplo, com Clebinho Brambati (PT), mais votado no Arraial do Jaboti, Serjão do Jabaraí (PMDB), preferido do Jabaraí e do Portal de Guarapari, ou Araken (PT), mais votado no Perocão.

. Orly (DEM) na coligação DEM/PMN/PP/PTB/PSDB.

Orly Gomes era o candidato a Vice-Prefeito na chapa liderada por Edson Magalhães. A coligação ficou menor, perdendo cinco partidos (PDT/PPS/PHS/PMN e PRP) e só ganhando o PSDB. O Prefeito, em outubro, tinha obtido a confiança de 71 dos 77 locais de votação, alguns com uma diferença  muito ampla, como na Bahia Branca, onde Edson Magalhães conseguiu 204 dos 220 votos (+ de 92 %). Num só local ficou em terceiro: em Porto Grande, único lugar onde Carlos Von foi o mais votado.

A aliança traz os Vereadores Anselmo Bigossi (PTB), terceiro mais votado no município e preferido no Rio Grande e em São João do Jobati; Dito Xareu (PTB), que conseguiu cerca da metade dos votos de Meaípe; Jorge Figueiredo (PP), segundo mais votado em Kubitschek; e Paulina (PP), preferida em São José.

.

O PRP não aparece em nenhuma das 5 coligações. Apoiou Edson Magalhães em outubro, elegeu Ronaldo Tainha para a Câmara, teve o Dantas como segundo mais votado (mas com candidatura impugnada) e destaques locais, como Betão de Amarelo em Amarelos e Palmeiras.