Arquivo

Archive for the ‘Goiás’ Category

Câmara Municipal de Goiânia 2008 sem coligações

O jornalista Afonso Lopes, numa de suas imperdíveis colunas no também imperdível jornal Opção, de Goiânia, se dedicou ao assunto das coligações nas eleições proporcionais > http://www.jornalopcao.com.br/colunas/conexao/fim-das-coligacoes-proporcionais

No caso específico da Câmara Municipal de Goiânia, se a eleição de 2008 não tivesse permetido as coligações partidárias, a composição teria sido a seguinte > Goiânia 2008

Para o Estado de Goiás, na eleição 2010, tanto para a Assembléia Legislativa quanto para a representação na Câmara Federal, as simulações estão na “categoria” Goiás no menu a direita >>

Anúncios

Goiás sem coligações

29 de setembro de 2011 Deixe um comentário

O fim das coligações nas eleições proporcionais, atualmente em estudo no bojo da reforma política, traria modificações nas composições tanto da Câmara dos Deputados, quanto das Assembleias Legislativas nos 26 estados do Brasil (e na Câmara Legislativa do Distrito Federal, como foi mostrado aqui: https://politicadfemnumeros.wordpress.com/2011/09/25/fim-das-coligacoes-nas-proporcionais/

Tomando como base as votações obtidas em 2010, é possível simular qual teria sido o resultado da eleição com as coligações efetivamente formadas, e sem estas. Existem estudos atualmente circulando, particularmente na Câmara dos Deputados, mas que foram estabelecidos a partir dos relatórios centralizados no TSE, e que nem sempre levam em consideração a situação detalhada de cada Estado.

No Estado de Goiás, a bancada Federal é composta de 17 deputados. Se não tivesse tido coligações em 2010, o maior beneficiário teria sido o PSDB, passando de 3 a 5 deputados, enquanto o PT acrescentaria mais 1 representante Federal aos 2 obtidos.
Por outro lado, Sandro Mabel (PR), 5o mais votado; Jovair Arantes (PTB), 6o colocado, e Armando Vergílio (PMN) 8a votação, não teriam sido eleitos, e seus partidos ficado sem representantes em Brasília : GO 2010 Federal com-sem

Na Assembléia Legislativa, também vantagem ao PSDB, que passaria de 8 a 10 Deputados Estaduais. Aumentariam também suas bancadas o PMDB (de 8 a 9), o PTB (de 4 a 5), o PP (de 1 a 2) e o PSC (de 1 a 2).
O PTN perderia Francisco Gedda e Frederico Nascimento, ficando sem representantes, o PDT passaria de 3 a 2 deputados sem José de Lima, o DEM ficaria só com Hélio de Sousa, o PR só poderia contar com Ademir Menezes e o PTdoB teria em Lincoln Tejota seu único representante : GO 2010 Estadual com-sem