Arquivo

Archive for the ‘GDF’ Category

Servidores GDF junho 2017: menos educação, mais saúde.

O Diário Oficial de 16 de agosto de 2017 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Brasília em 30/06/2017.

Junho de 2017

O total de servidores ativos em 31/06/2017 é de 130.126. A Secretaria de Educação continua o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 38.076 servidores, seguida da SE Saúde com 33.962 e Polícia Militar com 12.457.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 13.572. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (2.010), seguida da Polícia Civil (1.138) e da SE Segurança Pública (650).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 5.988, que corresponde a 4,60 % do total de servidores.

(NB: O blog constatou na tabela publicada no DODF duas “curiosidades”: a Administração Regional da Candangolândia, nos precedentes levantamentos, indicava ter 18 comissionados sem vínculo. Desta vez, os mesmos 18 estão inscritos como se fossem servidores de fora do quadro. Parece ser uma inscrição equivocada. Assim, o blog “retificou” seguindo as declarações anteriores. Por outro lado, as Administrações de Sobradinho e Sobradinho II indicam exatamente os mesmos números de servidores, comissionados e sem vínculo. Suspeita-se um erro de preenchimento da publicação, mas como não há possibilidade de “retificar”, foram deixados os números indicados.)

A PMDF é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 375, seguida da SE Saúde (327) e da SE Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres e Igualdade Racial (292).

Em termos percentuais, exceto a CEB Gás onde o único servidor é de fora do quadro, a Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do Distrito Federal-FUNAP aparece como o maior percentual de não-vinculados com 44 de seus 46 servidores (95,65 %), seguida da CODHAB com 182 de seus 198 servidores (91,92 %) e da Administração Regional do SCIA/Estrutural com 43 de seus 47 servidores (91,49 %).

Confira os servidores do GDF em 31/03/2017 > Servidores GDF junho 2017

NB: a tabela indica: “total” o número total de servidores; “comis” o número de cargos em comissão; “sem vinc” o número de servidores sem vínculo com o GDF em cargos comissionados.

 

Junho/Março 2017

 

O total da força de trabalho está em baixa de 656 servidores (- 0,50 %), isto apesar do aumento dos cargos em comissão (+ 77) e dos sem vínculo (+ 34).

Duas unidades são criadas, por desmembramento: a SE Cidades (83 servidores dos quais 61 sem vínculo) e a SE Comunicação (151 servidores dos quais 114 de livre provimento).

Em alta: a SE Saúde recupera a perda de servidores do trimestre precedente e é a unidade que mais cresce (+656), seguida da PMDF (+130) e da CEB (+48).

As novas SE, Comunicação e Cidades, trazem seus contingentes de comissionados sem vínculo: 114 e 61, respectivamente. A SE Santa Maria, após o corte do trimestre passado, recupera 28 comissionados.

Em baixa: as aposentadorias continuam, particularmente na SE Educação, com 656 profissionais a menos. A SE Políticas Crianças, Adolescentes e Juventude indica 205 servidores a menos (nenhum deles sem vínculo) e a SE Segurança Pública 90 a menos.

Somente nos comissionados sem vínculo, a Governadoria informa ter 84 a menos, em razão das novas Secretarias. A SE Justiça e Cidadania indica ter 30 a menos, e a SE Economia & Desenvolvimento Sustentável 25 a menos, devido à troca de titular.

 

Ligeira baixa do total de servidores nas Administrações Regionais: 2.058 (14 a menos que em março de 2017)), mas aumento dos cargos em comissão: 1.350 cargos em comissão (+ 29) e 1.199 fora-do-quadro (+ 39). É devido à recomposição do quadro da AR Santa Maria.

 

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre março e junho de 2017 > Servidores mar – jun 2017

Gastos de propaganda e publicidade no 2o trimestre 2017: R$ 17,7 milhões

O DODF 129, de 07/07/2017, informa que os gastos do Governo com Publicidade no segundo trimestre de 2017 foram de R$ 17.708.373,00.

Cópia do DODF > DODF gastos 2o tri 2017 extrait

O valor pago no trimestre se refere quase que totalmente a produção e veiculação em 2017, exceto R$ 1.988.908,00 referentes a 2016  > Total pago 2o tri 2017 por ano de realização

Este montante foi distribuído da forma seguinte (confira o gráfico por tipo de mídia e produção > Total pago 2o tri 2017 por tipo de mídia)

Veiculação em TV: R$ 7.065.091,12 (confira os montantes por emissora > DODF 2017 2o tri midia TV)

Veiculação em Jornal: R$ 3.412.533,78 (confira os montantes por jornal > DODF 2017 2o tri midia jornal)

Produção: R$ 2.907.454,77 (confira os montantes por produtor e tipo > DODF 2017 2o tri midia produção)

Veiculação em Radio: R$ 1.808.571,03 (confira os montantes por radio > DODF 2017 2o tri midia radio)

Veiculação na Internet: R$ 1.523.127,16 (confira os montantes por endereço > DODF 2017 2o tri midia internet)

Veiculação em suportes alternativos (*): R$ 940.996,56 (confira os montantes por empresa > DODF 2017 2o tri midia alternativa)

Veiculação em revista: R$ 42.781,37 (confira os montantes por revista > DODF 2017 2o tri midia revista)

Publicação no Diário Oficial da União: R$ 7.817,46

(*) a veiculação em suporte alternativos – outdoors, paradas de ônibus, carros de som – não deve ser confundida com a veiculação em mídia alternativa, objeto da Emenda 74/2014 ao artigo 149 da Lei Orgânica, de autoria da Deputada Luzia de Paula, que destina “no mínimo, dez por cento do total das despesas com publicidade do Poder Legislativo e dos órgãos ou entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo para contratação de veículos alternativos de comunicação comunitária impressa, falada, televisada e on-line sediados no Distrito Federal.”

No primeiro trimestre de 2017, o GDF elencou nesta categoria de “veiculação em mídia alternativa” gastos num total de R$ 1.247.183,12 (que corresponde a 7,04 % da despesa total) (confira a lista e os montantes da mídia alternativa > DODF 2017 2o tri midia veículos alternativos)

(NB: as despesas da “mídia alternativa” estão também incluídas nas respectivas categorias nas listas acima)

Servidores GDF abril 2017: menos concursados, mais comissionados. De novo

O Diário Oficial de 12 de maio de 2017 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Brasília em 31/03/2017.

Março de 2017

O total de servidores ativos em 31/03/2017 é de 130.782. A Secretaria de Educação continua o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 38.732 servidores, seguida da SE Saúde com 33.306 e Polícia Militar com 12.327.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 13.495. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (2.024), seguida da Polícia Civil (1.122) e da SE Segurança Pública com 624.

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 5.954, que corresponde a 4,55 % do total de servidores.

A PMDF, que não tinha servidores fora do quadro até dezembro de 2016, indica agora ter 400, tornando-se a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso), seguida da SE Saúde (341) e da SE Trabalho, Mulhres e Igualdade Racial (295).

Em termos percentuais, exceto a CEB Gás onde o único servidor é de fora do quadro, a Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do Distrito Federal-FUNAP aparece como o maior percentual de não-vinculados com 38 de seus 41 servidores (92,68 %), seguida da Administração Regional do SCIA/Estrutural com 43 de seus 47 servidores (91,49 %) e da AR Varjão tendo 34 de seus 38 servidores fora do quadro efetivo (89,47 %)

Confira os servidores do GDF em 31/03/2017 > Servidores GDF mar 2017

NB: a tabela indica: “total” o número total de servidores; “comis” o número de cargos em comissão; “sem vinc” o número de servidores fora do quadro em cargos comissionados.

 

Dezembro 2016/Março 2017

(NB: Os números da PMDF foram repetidos do balanço de setembro de 2016 já que os de dezembro de 2016 publicados no DODF estavam errados, mas não foram retificados até a presente data.)

O total da força de trabalho está em baixa de 2.508 servidores (- 1,88 %), isto apesar do aumento importante dos cargos em comissão (+ 329) e dos sem vínculo (+ 532).

A situação da Polícia Militar já passa de alarmante, com mais de 1.500 Servidores saindo do serviço efetivo em seis meses, o que representa mais de 10 % da força. Estranhamente, a “Gloriosa” indica, pela primeira vez, ter Servidores sem vínculo, e numerosos: 400. Mesmos com esses, o saldo da força da PM agora mal ultrapassa 12.000. O CBMDF também é atingido pela onda de reservas remuneradas, perdendo mais de 200 concursados. Para os Bombeiros também, houve forte aumento de cargos de livre provimento: passaram de 5 para 48 desde o início do ano.

A SE Saúde é a segunda em perdas de Servidores (- 592), mas com aumento de contratados de fora (+ 51)

Pouquíssimas unidades tiveram reforço, com destaque na SE Segurança Publica que tem mais 49 Servidores (todos sem concurso) e a ADASA mais 28.

Nova ligeira baixa nas Administrações Regionais: 2.072 Servidores (20 a menos que em dezembro de 2016)), 1.321 cargos em comissão (- 25) e 1.160 fora-do-quadro (- 38). É devido ao corte de 1/3 do quadro da AR Santa Maria.

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre dezembro de 2016 e março de 2017 > Servidores dez 2016 – mar 2017

Gastos de propaganda e publicidade no 1o trimestre 2017: R$ 20 milhões

O DODF 070, de 11/04/2017, informa que os gastos do Governo com Publicidade no primeiro trimestre de 2017 foram de R$ 20.971.807,00.

Cópia do DODF > DODF Gastos propaganda 1o trimestre 2017

(NB: O Portal da Transparência do GDF, em 13/04/2017 às 14H45, não tinha publicado esses números. O que impediu o blog de verificar em quais itens há uma diferença entre a soma dos gastos e os totais indicados no DODF. Nossas tabelas de Excel (verificadas) indicam um total de gastos de R$ 20.936.311,97. É esse que usaremos nas tabelas a seguir)

Apesar de pago no primeiro trimestre de 2017, o valor se refere quase que totalmente a produção e veiculação em 2016 > Total pago 2017 1o tri por ano de realização

Este montante foi distribuído da forma seguinte (confira o gráfico por tipo de mídia e produção > Total pago 1o tri 2017 por tipo de mídia)

Veiculação em TV: R$ 7.300.402,90 (confira os montantes por emissora > DODF 2017 1o tri midia TV)

Veiculação em Jornal: R$ 3.990.949,79 (confira os montantes por jornal > DODF 2017 1o tri midia jornal)

Veiculação em Radio: R$ 3.226.257,41 (confira os montantes por radio > DODF 2017 1o tri midia radio)

Produção: R$ 3.154.762,01 (confira os montantes por produtor e tipo > DODF 2017 1o tri midia produção)

Veiculação na Internet: R$ 2.308.968,09 (confira os montantes por endereço > DODF 2017 1o tri midia internet)

Veiculação em suportes alternativos (*): R$ 752.721,38 (confira os montantes por empresa > DODF 2017 1o tri midia alternativa)

Veiculação em revista: R$ 192.926,80 (confira os montantes por revista > DODF 2017 1o tri midia revista)

Publicação no Diário Oficial da União: R$ 9.323,59

(*) a veiculação em suporte alternativos – outdoors, paradas de ônibus, carros de som – não deve ser confundida com a veiculação em mídia alternativa, objeto da Emenda 74/2014 ao artigo 149 da Lei Orgânica, de autoria da Deputada Luzia de Paula, que destina “no mínimo, dez por cento do total das despesas com publicidade do Poder Legislativo e dos órgãos ou entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo para contratação de veículos alternativos de comunicação comunitária impressa, falada, televisada e on-line sediados no Distrito Federal.”

No primeiro trimestre de 2017, o GDF elencou nesta categoria de “veiculação em mídia alternativa” gastos num total de R$ 2.042.915,70 (que corresponde a 9,76 % da despesa total) (confira a lista e os montantes da mídia alternativa > DODF 2017 1o tri midia v alt)

(NB: as despesas da “mídia alternativa” estão também incluídas nas respectivas categorias nas listas acima)

DF: As 195 Leis e os 894 Decretos de 2016

Foram publicados no Diário Oficial do DF, 195 Leis e 894 Decretos datados de 2016 (levando em consideração a data de sanção – para as leis – e de decretação, não a data de publicação)

 

Leis

Das 195 Leis, o Poder Executivo foi o autor mais prolixo, com 56 autorias, das quais 26 são referentes a matérias orçamentária e financeira (aberturas de crédito adicional e especial). Os Deputados Distritais mais “legisladores” foram Julio Cesar (10 leis), Agaciel Maia e Rodrigo Delmasso (9 cada). Algumas têm mais de um autor.

Ranking dos autores das leis do DF datadas de 2016GDF Leis 2016 tableau autorias

Lista das leis do DF datadas de 2016 por número > 2016 GDF Leis

Lista das leis do DF datadas de 2016 por ordem alfabética de autor2016 GDF Leis por autor

 

Decretos

Foram 894 Decretos, dos quais 459 relativos à matéria orçamentária, realizando remanejamentos no valor total de R$ 8.964.216.525,79 (cerca de 27,5 % do Orçamento 2016)

Lista dos Decretos datados de 2016 por número2016 GDF Decretos

(NB: 15 Decretos não foram encontrados, nem no DODF, nem no SINJ-DF, o Sistema Integrado de Normas Jurídicas do DF. Na suposta data de 16/09/2016, são os de 37.632 a 37.638; na suposta data de 30/12/2016 são os de 37.914 a 37.917, bem como o 37.920 e o 37.921. Nesta mesma data de 30/12/2016, surpreendentemente, o Decreto 37.918 revoga o de número… 37.929, ou seja, com numeração superior)

 

Categorias:2016, Distritais, DODF, GDF

Gastos do GDF com publicidade em 2016: R$ 79,4 milhões

7 de fevereiro de 2017 Deixe um comentário

(Nota do Blog: São contabilizados os gastos do GDF unicamente e não os das empresas, tais como Terracap, CEB ou Detran, que têm contratos, planilhas e receitas independentes. É provavelmente o que explica a diferença com a soma encontrada na excelente matéria do trio Kelly Almeida, Lilian Tahan e Sara Alves, com belíssima arte sob supervisão de Gui Primola, no Portal Metrópoles > http://www.metropoles.com/distrito-federal/politica-df/gdf-gastou-r-877-milhoes-com-publicidade-oficial-em-2016

(Nota do blog: Diante das “inconsistências” e da ausência de traçabilidade do sistema Siga Brasília, o politicadfemnumeros somente o consulta por eventuais verificações, mas não o considera como fonte, desde sua criação, privilegiando o Diário Oficial do DF. No entanto, este também apresenta lacunas neste início de 2017: até agora não publicou, justamente, as despesas de propaganda e publicidade do GDF no quatro trimestre de 2016 (as tabelas a seguir foram realizadas com os valores indicadas no Portal da Transparência, que costumam corresponder à publicação no DODF – em valores líquidos) e também até agora não retificou a tabela do quadro de preenchimento de cargos em comissão publicada na edição de 20/01/2017 e que contém flagrante erro nos números da Polícia Militar)

No ano de 2016, o GDF realizou, via as agências Agnelo Pacheco, CCA e Propeg, pagamentos no total de R$ 79.417.323,22 para produção e veiculação de propaganda e publicidade institucional.

Deste total pago, R$ 16,7 milhões são referentes a dívidas ainda de 2014, R$ 17,3 milhões a 2015 e R$ 45,3 milhões realmente a 2016 (há de se prever restos a pagar de 2016 no primeiro trimestre de 2017) > total-pago-em-2016-por-ano-de-realizacao

 

A TV (R$ 29,3 milhões) e os jornais (R$ 15,7 milhões) continuam os maiores postos de gastos, representando mais da metade do gasto total > total-pago-em-2016-por-tipo-de-midia

Veiculação em TV: R$ 29.324.490,64 (confira os montantes por emissora > total-pago-em-2016-ranking-tv)

Veiculação em Jornal: R$ 15.730.256,16 (confira os montantes por jornal > total-pago-em-2016-ranking-jornal)

Produção: R$ 12.511.656,67 (confira os montantes por produtor e tipo > total-pago-em-2016-ranking-producao )

Veiculação em Radio: R$ 11.309.249,04 (confira os montantes por radio > total-pago-em-2016-ranking-radio)

Veiculação na Internet: R$ 4.517.026,68 (confira os montantes por endereço > total-pago-em-2016-ranking-internet)

Veiculação em suportes alternativos: R$ 4.397.980,94 (confira os montantes por empresa > total-pago-em-2016-ranking-alternativa)

Veiculação em revista: R$ 1.332.284,23 (confira os montantes por revista > total-pago-em-2016-ranking-revista)

Veiculação em cinemas: R$ 205.698,47 (confira os montantes por complexos > total-pago-em-2016-ranking-cinema )

Publicação no Diário Oficial da União: R$ 88.680,40

 

 

Gastos do GDF com publicidade e propaganda 3o trimestre 2016

12 de dezembro de 2016 2 comentários

O DODF 192, de 10/10/2016, informa que os gastos do Governo com Publicidade no terceiro trimestre de 2016 foram de R$ 16.304.885,00.

Este montante foi divido da forma seguinte (confira este gráfico > despesas-propaganda-gdf-3o-trimestre-2016)

Veiculação em TV: R$ 5.049.486,57 (confira os montantes por emissora > dodf-2016-3o-tri-midia-tv)

Produção: R$ 3.774.565,64 (confira os montantes por produtor e tipo > dodf-2016-3o-tri-midia-producao)

Veiculação em Jornal: R$ 3.302.573,37 (confira os montantes por jornal > dodf-2016-3o-tri-midia-jornal)

Veiculação em Radio: R$ 2.219.254,79 (confira os montantes por radio > dodf-2016-3o-tri-midia-radio)

Veiculação na Internet: R$ 949.917,22 (confira os montantes por endereço > dodf-2016-3o-tri-midia-internet)

Veiculação em suportes alternativos (*): R$ 816.717,06 (confira os montantes por empresa > dodf-2016-3o-tri-midia-alternativa)

Veiculação em revista: R$ 175.181,45 (confira os montantes por revista > dodf-2016-3o-tri-midia-revista)

Publicação no Diário Oficial da União: R$ 17.189,42

 

(*) a veiculação em suporte alternativos – outdoors, paradas de ônibus, carros de som – não deve ser confundida com a veiculação em mídia alternativa, objeto da Emenda 74/2014 ao artigo 149 da Lei Orgânica, de autoria da Deputada Luzia de Paula, que destina “no mínimo, dez por cento do total das despesas com publicidade do Poder Legislativo e dos órgãos ou entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo para contratação de veículos alternativos de comunicação comunitária impressa, falada, televisada e on-line sediados no Distrito Federal.”

No terceiro trimestre de 2016, o GDF elencou nesta categoria de “veiculação em mídia alternativa” gastos num total de R$ 1.082.077,48 (que corresponde a 6,64 % da despesa total) (confira a lista e os montantes da mídia alternativa > dodf-2016-3o-tri-midia-v-alt)

(NB: as despesas da “mídia alternativa” estão também incluídas nas respectivas categorias nas listas acima)