Arquivo

Archive for the ‘GDF’ Category

Servidores GDF, setembro de 2019: tendência continua, + comissionados, – concursados

O Diário Oficial do Distrito Federal de 15 de outubro de 2019 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Brasília em 30/09/2019, terceiro balanço do Governo Ibaneis.

Cópia do DODF > DODF 197 15-10-2019 INTEGRA-páginas-5-9

 

Setembro de 2019

O total de servidores próprios ativos em 30/09/2019 é de 124.738. A Secretaria de Educação continua o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 35.629 servidores, seguida da SE Saúde com 34.612 e da Polícia Militar com 10.919.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 13.494. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (1.777), seguida da Polícia Civil (1.148) e da SE Justiça & Cidadania (702).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 6.677, que corresponde a 5,35 % do total de servidores.

Neste trimestre, a SE Justiça e Cidadania é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 376, seguida da PMDF (354) e da SE Saúde (330).

Em termos percentuais, exceto a CEB Gás onde o único servidor é de fora do quadro, a recém-criada Administração Regional do Sol Nascente/Por do Sol tem seus 6 servidores apadrinhados, seguida da Junta Comercial, também recém integrada ao serviço público distrital, com 82 dos 85 funcionários sem concurso (96,47 %) e do INAS – Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do DF com 13 de seus 14 servidores fora do quadro (92,86 %).

Confira os servidores do GDF em 30/09/2019 > Comissionados set 2019

 

Junho/Setembro 2019

Terceiro trimestre da gestão Ibaneis Rocha, e a tendência de alta se confirma, pelos menos nas nomeações em cargos de confiança (+ 170) e nos de livre provimento (+ 461). Por outro lado, a tendência também se mantém, só que no outro sentido, para os concursados: são 118.061 em setembro, 1.286 a menos que há três meses.

Com o aumento dos cargos de livre nomeação, a diminuição da força total é de 825 servidores.

 

Em alta: O CBMDF foi a força que mais cresceu no semestre (+ 288), seguido da SE Mobilidade (+ 194) e da SE Governo (+ 120).

A Secretaria de Mobilidade, em alta pelo segundo trimestre, terminou a integração do DFTrans com 219 servidores no total, 29 dos quais sem vínculo.

O contingente total de comissionados sem vínculo cresceu 7,42 %. Os destaques de alta foram a SE Governo (+ 97), a SE Economia (+ 57) e a SE Mobilidade (+ 38).

A Junta Comercial integra o quadro distrital pela primeira vez, com seus 82 cargos de indicados.

Em baixa: As SE Educação (- 736) e SE Saúde (- 420) são as maiores perdedores, seguidas da PMDF (- 289).

Pouquíssimas unidades tiveram saldo negativo de servidores sem vínculo. A SE Educação, em linha com sua perda total, conta 43 a menos, a PMDF 25 e a Casa Militar 14.

 

O contingente das Administrações Regionais está em alta, passando de novo acima de 2.000, com um total de 2.035 (+ 67 no trimestre), sendo 1.276 “indicados”, 44 a mais que em junho deste ano. Os “fora do quadro” representam 62,70 % da força de trabalho das ARs.

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre junho e setembro de 2019 > Servidores jun-set 2019

 

Histórico:

Confira a variação da força de trabalho total do GDF desde dezembro de 2014 > Tableau servidores GDF total

Confira a variação dos comissionados sem vínculo desde dezembro de 2014 > Tableau servidores GDF comissionados set 2019

 

Propaganda do GDF no 3o trimestre 2019: R$ 20,1 milhões

O DODF 191, de 07/10/2019, informa que os gastos do Governo com Publicidade no primeiro trimestre de 2019 foram de R$ 20.170.155,14.

Cópia do DODF > DODF 191 07-10-2019 Publicidade GDF

NB: A publicação da SECOM no DODF tem dois “totais”, e nenhum corresponde ao nosso ! 

A explicação para os dois totais diferente do Diário está no título: o primeiro é de despesas pagas, o segundo das liquidadas. Em contabilidade, “liquidada” significa que a compra ou o serviço foi feita, os documentos de comprovação e de pagamento estão prontos, mas o pagamento ainda não foi realizado. É normal que as “liquidadas” sejam maiores que as “pagas”

Para as despesas pagas, que devem ser a soma dos itens discriminados na publicação, há uma divergência com nosso total. Uma “estranha” diferença de R$ 954.615,56. Estranha porque corresponde ao total dos veículos alternativos. Refizemos a tabela publicada com os totais por capítulos indicados

Este blog não é propriamente de teor jornalística. Ele só mostra publicações em órgão oficial. Por esta razão, não fazemos contato prévio com os responsáveis pelas informações. Mas o espaço está, claro, aberto à SECOM para indicar onde… nós erramos. 

 

Confira a série histórica por trimestre desde 2015 > GASTOS EM PROPAGANDA GDF Tableau

Para o terceiro trimestre de 2019, o montante foi distribuído da forma seguinte (confira o gráfico por tipo de mídia e produção > Total pago 3o tri 2019 por tipo de mídia

 

Veiculação em TV: R$ 9.182.952,89 (confira os montantes por emissora > DODF 2019 3o tri midia TV

Veiculação em Jornal: R$ 4.260.824,74 (confira os montantes por jornal > DODF 2019 3o tri midia jornal

Produção: R$ 2.000.542,79 (confira os montantes por empresa > DODF 2019 3o tri midia produção

Veiculação em suportes alternativos (*): R$ 1.955.783,17 (confira os montantes por empresa > DODF 2019 3o tri midia alternativa

Veiculação na Internet: R$ 1.884.632,94 (confira os montantes por endereço > DODF 2019 3o tri midia internet

Veiculação em Radio: R$ 828.337,97 (confira os montantes por emissora > DODF 2019 3o tri midia rádio

Veiculação em revista: R$ 33.886,61 (confira os montantes por jornal > DODF 2019 3o tri midia revista

Veiculação no Diário Oficial da União > R$ 23.194,08.

(*) a veiculação em suporte alternativos – outdoors, paradas de ônibus, carros de som – não deve ser confundida com a veiculação em mídia alternativa, objeto da Emenda 74/2014 ao artigo 149 da Lei Orgânica, de autoria da Deputada Luzia de Paula, que destina “no mínimo, dez por cento do total das despesas com publicidade do Poder Legislativo e dos órgãos ou entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo para contratação de veículos alternativos de comunicação comunitária impressa, falada, televisada e on-line sediados no Distrito Federal.”

No terceiro trimestre de 2019, o GDF elencou nesta categoria de “veiculação em mídia alternativa” gastos num total de R$ 954.615,57 (que corresponde a 4,73 % da despesa total) (confira a lista e os montantes da mídia alternativa > DODF 2019 3o tri midia v alt

(NB: as despesas da “veiculação alternativa” estão também incluídas nas respectivas categorias – internet e jornal – nas listas precedentes)

Gastos em propaganda do GDF no 2o trimestre 2019: despesa aumenta mas fica abaixo do Gov. Rollemberg

O DODF 126, de 07/07/2019, informa que os gastos do Governo com Publicidade no primeiro trimestre de 2019 foram de R$ 7.266.732,18. Deste total, R$ 207.315,78 são referentes a gastos de 2018.

Cópia do DODF > DODF 126 08072019

Confira a série histórica por trimestre desde 2015 > GASTOS EM PROPAGANDA GDF Tableau

 

Para o segundo trimestre de 2019, o montante foi distribuído da forma seguinte (confira o gráfico por tipo de mídia e produção > Total pago 2o tri 2019 por tipo de mídia

 

Veiculação em TV: R$ 2.402.364,20 (confira os montantes por emissora > DODF 2019 2o tri midia TV

Produção: R$ 1.558.570,88 (confira os montantes por empresa > DODF 2019 2o tri midia produção

Veiculação na Internet: R$ 933.699,30 (confira os montantes por endereço > DODF 2019 2o tri midia internet

Veiculação em Jornal: R$ 910.368,59 (confira os montantes por jornal > DODF 2019 2o tri midia jornal

Veiculação em suportes alternativos (*): R$ 563.932,46 (confira os montantes por empresa > DODF 2019 2o tri midia alternativa

Veiculação em Radio: R$ 452.495,30 (confira os montantes por emissora > DODF 2019 2o tri midia radio

Veiculação de publicidade legal: R$ 438.682,19 (confira os montantes por jornal > DODF 2019 2o tri midia legal

Veiculação em revista: R$ 6.619,36, na revista Traços.

(*) a veiculação em suporte alternativos – outdoors, paradas de ônibus, carros de som – não deve ser confundida com a veiculação em mídia alternativa, objeto da Emenda 74/2014 ao artigo 149 da Lei Orgânica, de autoria da Deputada Luzia de Paula, que destina “no mínimo, dez por cento do total das despesas com publicidade do Poder Legislativo e dos órgãos ou entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo para contratação de veículos alternativos de comunicação comunitária impressa, falada, televisada e on-line sediados no Distrito Federal.”

No primeiro trimestre de 2019, o GDF elencou nesta categoria de “veiculação em mídia alternativa” gastos num total de R$ 602.340,29 (que corresponde a 8,29 % da despesa total) (confira a lista e os montantes da mídia alternativa > DODF 2019 2o tri midia v alt

(NB: as despesas da “veiculação alternativa” estão também incluídas nas respectivas categorias – internet e jornal – nas listas precedentes)

Servidores GDF, junho de 2019: os comissionados voltam

O Diário Oficial de 16 de junho de 2019 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Brasília em 30/06/2019, segundo balanço do Governo Ibaneis.

Cópia do DODF > DODF 132 16072019

 

Junho de 2019

O total de servidores próprios ativos em 30/06/2019 é de 125.563. A Secretaria de Educação continua o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 36.365 servidores, seguida da SE Saúde com 35.032 e da Polícia Militar com 11.208.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 13.324. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (1.678), seguida da Polícia Civil (1.148) e da SE Fazenda, Planejamento e Orçamento (915).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 6.216, que corresponde a 4,95 % do total de servidores.

Neste trimestre, a SE Justiça e Cidadania é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 387, seguida da PMDF (379) e da SE Saúde (304).

Em termos percentuais, exceto a CEB Gás onde o único servidor é de fora do quadro, o INAS – Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do DF aparece como o maior percentual de não-vinculados com todos seus 13 servidores fora do quadro (100 %), seguida da FUNAP – Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso com 47 de seus 51 servidores (92,16 %) e da CODHAB com 190 de seus 207 servidores (91,79 %)

Confira os servidores do GDF em 30/06/2019 > Total Servidores ativos jun 2019

 

Março/Junho 2019

Segundo trimestre da gestão Ibaneis Rocha, e as nomeações em cargos de confiança deram um salto. 809 Servidores a mais ocupam funções gratificadas, dos quais 520 nomeados por livre provimento. É quase 25 % a mais que no segundo trimestre da gestão Rollemberg. Por outro lado, o número de concursados continua em baixa: 1.045 saíram da força ativa desde abril.

 

Em alta: A PMDF foi a que mais cresceu no semestre (+ 222), seguido da SE Educação (+ 172) e da SE Segurança Pública (+ 120).

O contingente total de comissionados sem vínculo cresceu quase 10 %. Os destaques de alta foram a SE Trabalho (+ 53), a SE Desenvolvimento Econômico (+ 49) e a SE Educação (+ 48).

Em baixa: A SE Saúde perde um total de 280 Servidores, a SE Justiça e Cidadania 218 e a CODEPLAN 156.

Examinando os quadros fora do GDF, raras são as unidades que perderam efetivo no trimestre: a SE Casa Civil foi a que mais desligou apadrinhados (- 81), seguida da AR Recanto das Emas (- 11) e da AR Jardim Botânico (- 10).

 

As Administrações Regionais empregam um total de 1.968 pessoas (+ 72), sendo 1.232 “indicados”, 88 a mais que em março deste ano. Os “fora do quadro” representam 62,60 % da força de trabalho das ARs.

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre março e junho de 2019 > Servidores mar-jun 2019

 

Histórico:

Confira a variação da força de trabalho total do GDF desde dezembro de 2014 > Tableau servidores GDF Força Junho 2019

Confira a variação dos comissionados sem vínculo desde dezembro de 2014 > Tableau servidores GDF comissionados

 

 

Gastos de propaganda e publicidade do GDF no 1o trimestre 2019: menos de R$ 3 milhões

O DODF 069, de 11/04/2019, informa que os gastos do Governo com Publicidade no primeiro trimestre de 2019 foram de R$ 2.869.391,91 (todos referentes a despesas de 2018).

(NB: a publicação no DODF indica, pela primeira vez, os montantes empenhados e liquidados, estes referentes a 2019. Verificaremos na próximo publicação como apresentá-los).

Cópia do DODF > DODF 069 11-04-2019 INTEGRA Prop 1o tri 2019-páginas-43-45

Confira a série histórica por trimestre desde 2015 > GASTOS EM PROPAGANDA GDF Tableau

 

Para o primeiro trimestre de 2019, o montante foi distribuído da forma seguinte (confira o gráfico por tipo de mídia e produção > Total pago 1o tri 2019 por tipo de mídia

Os gastos, todos de 2018, são de veiculação. Não houve pagamento de produção.

 

Veiculação em TV: R$ 1.417.386,84 (confira os montantes por emissora > DODF 2019 1o tri midia TV

Veiculação na Internet: R$ 384.246,85 (confira os montantes por endereço > DODF 2019 1o tri midia internet

Veiculação em Jornal: R$ 336.014,46 (confira os montantes por jornal > DODF 2019 1o tri midia jornal

Veiculação em suportes alternativos (*): R$ 305.219,06 (confira os montantes por empresa > DODF 2019 1o tri midia alternativa

Veiculação de publicidade legal: R$ 182.535,72 (confira os montantes por jornal > DODF 2019 1o tri midia legal

Veiculação em Radio: R$ 147.217,50 (confira os montantes por emissora > DODF 2019 1o tri midia radio

Veiculação em revista: R$ 96.771,48 (confira os montantes por revista > DODF 2019 1o tri midia revista

(*) a veiculação em suporte alternativos – outdoors, paradas de ônibus, carros de som – não deve ser confundida com a veiculação em mídia alternativa, objeto da Emenda 74/2014 ao artigo 149 da Lei Orgânica, de autoria da Deputada Luzia de Paula, que destina “no mínimo, dez por cento do total das despesas com publicidade do Poder Legislativo e dos órgãos ou entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo para contratação de veículos alternativos de comunicação comunitária impressa, falada, televisada e on-line sediados no Distrito Federal.”

No primeiro trimestre de 2019, o GDF elencou nesta categoria de “veiculação em mídia alternativa” gastos num total de R$ 127.293,79 (que corresponde a 4,44 % da despesa total) (confira a lista e os montantes da mídia alternativa > DODF 2019 1o tri midia v alternativos

(NB: as despesas da “mídia alternativa” estão também incluídas nas respectivas categorias – internet e jornal – nas listas precedentes)

Servidores GDF, março de 2019: baixa de 15% dos comissionados

O Diário Oficial de 15 de abril de 2019 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Brasília em 31/03/2019, primeiro balanço do Governo Ibaneis.

Cópia do DODF > DODF 071 15-04-2019 Força GDF

 

Março de 2019

O total de servidores próprios ativos em 31/03/2019 é de 126.088. A Secretaria de Educação continua o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 36.193 servidores, seguida da SE Saúde com 35.312 e da Polícia Militar com 10.986.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 12.515. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (1.611), seguida da Polícia Civil (1.116) e da SE Fazenda, Planejamento e Orçamento (862).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 5.696, que corresponde a 4,52 % do total de servidores.

A PMDF é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 373, seguida da SE Justiça e Cidadania (344) e da SE Saúde (271).

Em termos percentuais, exceto a CEB Gás onde o único servidor é de fora do quadro, a SE Juventude aparece como o maior percentual de não-vinculados com todos seus 11 servidores fora do quadro (100 %), seguida do INAS – Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores com 13 de seus 14 servidores (92,86 %) e da CODHAB com 192 de seus 207 servidores (92,75 %)

Confira os servidores do GDF em 31/03/2019 > Comissionados mar 2019

 

Dezembro 2018/Março 2019

O primeiro trimestre do Governo Ibaneis traz várias modificações na estrutura do Governo do Distrito Federal: (re)criação de Secretarias, transferências de competências, as comparações ficam prejudicadas em alguns órgãos. No entanto, em números totais, todos os indicadores indicam baixas: a força total diminui ligeiramente (- 149), as funções gratificadas (somando os cargos em comissão ocupados tanto por Servidores do quadro quanto por pessoal de fora) abaixam em mais de 12 %, e os indicados de fora estão em franca queda, passando de 6.734 no último dia do Governo Rollemberg, a 5.696 após três meses de Ibaneis Rocha no Buriti (- 15 %). No entanto, o número desses é mais elevado que no primeiro trimestre de 2015, há quatro anos, quando atingia 5.198.

 

Em alta: Com as modificações na estrutura do GDF, algumas unidades exibem números inflados, tanto na alta quanto na baixa dos efetivos. A SE Justiça e Cidadania foi a que mais cresceu no semestre (+ 2.472), seguido da SE Fazenda, Orçamento e Gestão – era duas distintas até dezembro – (+ 1.081) e da SE Saúde (+ 1.080).

O contingente total de comissionados sem vínculo baixou muito. Excluindo as Secretarias recriadas ou modificadas, os destaques de alta foram SE Desenvolvimento Urbano e Habitação ( +32), Vice Governadoria (+ 30) e Caesb (+ 25).

Em baixa: A SE Desenvolvimento Social perde 504 Servidores, a PMDF 472 e a SE Educação 192.

Examinando os quadros fora do GDF, e sem levar em conta as unidades extintas ou reformuladas, de novo a SE Desenvolvimento Social foi a unidade que mais desligou servidores (- 289), seguida da SE Saúde (- 129) e da SE Esporte, Lazer e Turismo (- 98).

 

As Administrações Regionais empregam um total de 1.896 pessoas, sendo 1.144 “indicados”, 320 a menos que no fim do Governo Rollemberg. Os “fora do quadro” representam 60,34 % da força de trabalho das ARs.

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre dezembro de 2018 e março de 2019 > Servidores dez 2018-mar 2019

 

Histórico:

Confira a variação da força de trabalho total do GDF desde dezembro de 2014 > Tableau servidores GDF Força março 2019

Confira a variação dos comissionados sem vínculo desde dezembro de 2014 > Tableau comissionados GDF março 2019

 

 

Servidores GDF, dezembro de 2018: mais concursados, menos comissionados

O Diário Oficial de 31 de dezembro de 2018 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Brasília em 31/12/2018.

Cópia do DODF > DODF 247 31-12-2018 INTEGRA

 

Dezembro de 2018

O total de servidores ativos em 31/12/2018 é de 126.237. A Secretaria de Educação continua o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 36.325 servidores, seguida da SE Saúde com 34.232 e Polícia Militar com 11.458.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 14.340. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (1.908), seguida da Polícia Civil (1.172) e da SE Trabalho (613).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 6.734, que corresponde a 5,33 % do total de servidores.

A SE Saúde é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 400, seguida da PMDF (370) e da SE Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres e Igualdade Racial (369).

Em termos percentuais, exceto a CEB Gás onde o único servidor é de fora do quadro, a Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do Distrito Federal-FUNAP aparece como o maior percentual de não-vinculados com 52 de seus 53 servidores (98,11 %), da CODHAB com 192 de seus 207 servidores (92,75 %) e da Administração Regional do SCIA/Estrutural com 46 de seus 50 servidores (92,00 %)

Confira os servidores do GDF em 31/12/2018 > Comissionados dez 2018

 

Setembro/Dezembro 2018

 

O último trimestre do Governo Rollemberg produziu uma redução do número de comissionados fora do quadra (- 249), e contratou mais de 1.000 concursados na SE Saúde. O número de Funções Gratificadas (Servidores concursados com comissão além do salário).

 

Em alta: A SE Saúde foi o que mais cresceu no semestre (+ 1.062), seguido da SE Gestão do Território e Habitação (+ 159) e da SE Fazenda (+ 72).

O contingente total de comissionados sem vínculo baixou muito. Somente algumas Administrações Regionais tiveram contratações, e em pouco número: AR SIA (+ 6), e as AR Plano Piloto (+ 5) e SCIA/Estrutural (+ 5).

Em baixa: A SE Educação perde 392 Servidores, o Corpo de Bombeiros 81 e a SEPLAG 75

Examinando os quadros fora do GDF, de novo a SE Educação foi a unidade que mais desligou servidores (- 43), seguida da Sec. Gestão do Território (- 35) e da SEPLAG (- 23).

 

As Administrações Regionais empregam um total de 2.227 pessoas, tendo dispensado 15 comissionados no trimestre. Os “indicados” representam 65,74 % da força de trabalho das ARs.

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre setembro e dezembro de 2018 > Servidores set-dez 2018

 

Histórico:

Confira a variação da força de trabalho total do GDF de dezembro de 2014 a dezembro de 2018 > Tableau servidores GDF Força

Confira a variação dos comissionados sem vínculo desde dezembro de 2014 > Tableau servidores GDF comissionados

O saldo do Governo Rollemberg (de 31/12/2014 a 31/12/2018) é de 16.722 Servidores a menos (- 11,70 %), com 2.657 cargos em comissão a menos (- 15,63 %), e 1.703 quadros de fora (- 20,18 %).

Excluindo as que foram remanejadas, renomeadas ou fundidas, as unidades que mais perderam Servidores foram a SE Educação (- 5.957), PMDF (- 3.141), CBMDF (- 561).

As Administrações Regionais perderam mais de um terço de sua força de trabalho, passando de um total de 3.543 Servidores para 2.227.

Confira a variação dos efetivos de cada unidade do GDF entre dezembro de 2014 e dezembro de 2018 > Força total GDF dezembro 2014-2018