Propaganda do GDF no 3o trimestre 2020: R$ 44 milhões

O Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) n° 191, de 07/10/2020, informa que os gastos do Governo com publicidade no terceiro trimestre de 2020 foram de R$ 43.839.556,83.

Cópia do DODF > DODF 191 07-10-2020 GDF 3o tri

Confira a série histórica por trimestre desde 2015 > GASTOS EM PROPAGANDA GDF Tableau

Para o terceiro trimestre de 2020, o montante foi distribuído da forma seguinte (confira o gráfico por tipo de mídia e produção  DODF 2020 3o tri midia pizza tipo

Veiculação em TV: R$ 13.011.600,11 (confira os montantes por emissora > DODF 2020 3o tri midia TV

Veiculação na Internet: R$ 9.676.997,95 (confira os montantes por endereço > DODF 2020 3o tri midia internet

Veiculação em suportes alternativos (*): R$ 6.428.362,57 (confira os montantes por empresa > DODF 2020 3o tri midia alternativa

Veiculação em Jornal: R$ 5.713.710,04 (confira os montantes por jornal > DODF 2020 3o tri midia jornal

Veiculação em Radio: R$ 4.492.605,06 (confira os montantes por emissora > DODF 2020 3o tri midia radio

Produção: R$ 4.306.786,39 (confira os montantes por empresa > DODF 2020 3o tri midia produção

Veiculação em revistas: R$ 170.657,27 (confira os montantes por veículo > DODF 2020 3o tri midia revista

Diário Oficial da União (DOU): R$ 40.837,44

(*) a veiculação em suporte alternativos – outdoors, paradas de ônibus, carros de som – não deve ser confundida com a veiculação em mídia alternativa, objeto da Emenda 74/2014 ao artigo 149 da Lei Orgânica, de autoria da Deputada Luzia de Paula, que destina “no mínimo, dez por cento do total das despesas com publicidade do Poder Legislativo e dos órgãos ou entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo para contratação de veículos alternativos de comunicação comunitária impressa, falada, televisada e on-line sediados no Distrito Federal.”

No terceiro trimestre de 2020, o GDF elencou nesta categoria de “veiculação em mídia alternativa” gastos num total de R$ 5.554.510,97 (que corresponde a 12,67 % da despesa total) (confira a lista e os montantes da mídia alternativa > DODF 2020 3o tri midia v alt

(NB: as despesas da “veiculação alternativa” estão também incluídas nas respectivas categorias – internet e jornal – nas listas precedentes)

 

Filiados a partido político no DF: a diferença que Ceilândia faz

Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Na última atualização do cadastro dos eleitores filiados a um dos partidos políticos existentes no Distrito Federal, o Partido dos Trabalhadores (PT-DF) ampliou ainda mais sua vantagem diante do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB-DF) na preferência dos militantes.

A tal ponto que os tucanos, que já perderam a liderança em 2019, agora tem até a segunda posição ameaçada pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB-DF), partido do governador Ibaneis Rocha.

Os números já foram analisados em post com os levantamentos em todo o País, o objetivo deste é olhar de mais perto onde a liderança do PT se afirma nas regiões administrativas.

E Ceilândia faz toda a diferença: no maior colégio eleitoral do DF, o partido atualmente presidido por Jacy Afonso, antes diretor de mobilização da agremiação, registra seus maiores percentuais, em particular na parte norte da cidade, onde 18,67% dos filiados têm carteira com a estrela vermelha.

Os mais de 30 mil filiados ao PT não estão concentrados em Ceilândia. Afinal, com liderança em 9 das 19 zonas eleitorais, o partido é também quem mais aparece no topo das preferências.

Mas o MDB, que também lidera em 7 outras divisões cartoriais, poderia reduzir sua desvantagem de mais de 6 mil filiados. Se não fosse sua completa ausência na cidade da caixa d´água, onde não aparece no Top 5 das preferências, deixando terreno ao PSDB, que domina Ceilandia sul, e 2 outras zonas eleitorais.

Somente esses três partidos (PT, PSDB e MDB) chegam ao topo da militância numa das 19 zonas eleitorais.

Confira a tabela do Top 5 dos filiados a partido político no DF por zona eleitoral (fonte dos números: TSE, abril de 2020) > 2020 abril por ZE

 

Servidores GDF, junho 2020: Saúde ultrapassa Educação apesar de baixa

O Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) de 22 de julho de 2020 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Distrito Federal (GDF) em 30/06/2020.

Cópia do DODF > DODF 137 22-07-2020 INTEGRA-páginas-5-9

 

Junho de 2020

O total de servidores próprios ativos em 30/06/2020 é de 122.047. A Secretaria de Saúde é o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 34.053 servidores, seguida da Secretaria de Educação com 33.613 e da Polícia Militar com 10.443.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 15.027. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (1.829), seguida da Polícia Civil (1.175) e da SE Economia (1.056).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 7.560, que corresponde a 6,19 % do total de servidores. Em termos de cargos e funções comissionadas, os sem vínculo representam 50,30% do total, o que parece em desacordo com o artigo 2º da Lei nº 4.858 de 2012, que estipula que “pelo menos 50% do total de cargos em comissão, incluídos os cargos de natureza especial, da administração direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo, devem ser exercidos por servidores ocupantes de cargo de provimento efetivo”.

A SE Justiça e Cidadania é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 430, seguida da PMDF (389) e da SE Saúde (334).

Duas unidades só tem pessoas indicadas (100%): a Secretaria de Desenvolvimento de Região Metropolitana, com 26 e a CEB Gás, com 4.

Confira os servidores do GDF em 30/06/2020 > Servidores jun 2020

 

Março/junho 2020

Apesar de ultrapassar a SE Educação pela primeira vez, e também das contratações em razão da pandemia do novo coronavírus, a SE Saúde tem um saldo negativo no trimestre: 82 profissionais a menos. Explicações podem ser encontradas nesta matéria do portal Metrópoles. A SES vira maio empregador do DF porque a SE Educação perde muito mais no trimestre: -893, reflexo dos pedidos de aposentadorias que continuam em volume elevado.

O trimestre é de ampliação das mesmas tendências desde o início do governo Ibaneis: alta nos cargos de confiança e funções comissionadas (+703) e na contratação de sem vínculo (+564), e baixa nos concursados (-1.172)

O saldo da força total no trimestre é negativo em 608 servidores.

 

Em alta: A Polícia Civil (PCDF) é a única unidade que integra mais de 100 servidores no trimestre. A SE Economia aparece em segundo com 97 seguida de SE Trabalho e da SE Extraordinária da Pessoa com Deficiência, criada há menos de um ano. Ambas vê o efetivo aumentar em 72 pessoas, quase todas sem vinculo.

Entra pela primeira vez na lista a recém-criada Secretaria de Empreendedorismo, com força de trabalho de 91 pessoas. Muitas delas vêem da SE Desenvolvimento Econômico (SDE) que tem baixa de 77 servidores.

O total de comissionados sem vínculo cresceu 8,06% e ultrapassou 7,5 mil, contingente que não se via desde o governo Agnelo. Os destaques de alta foram a SE Extraordinária da Pessoa com Deficiência (+68), a SE Trabalho (+61) e a SE Justiça e Cidadania (Sejus) com 57.

 

Em baixa: A SE Educação é a maior perdedora de força de trabalho no trimestre, mais uma vez, com 893 servidores a menos. A seguir, forças de segurança: PMDF (-230) e CBMDF (-147).

Com saldo positivo de entrada de 564 servidores sem vínculo no trimestre, foram poucas as unidades a perder esta categoria de funcionários. Os 52 da Secretaria de Desenvolvimento Econômico foram realocados na SE Empreendedorismo. A SE Economia se separou de 36 sem vínculo, a SE Saúde de 36 e a CEB dispensou 15.

A SE Trabalho teve reorganização e viu seu contingente de “indicados” passar de 143 para 86 (-57), seguida da SE Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEDUH) que perdeu 15 “sem vínculo” e do Gabinete do Governador com -13.

 

Ligeiro aumento da força de trabalho das Administrações Regionais, que chega a um total de 2.116 (+66 no trimestre), sendo 1.389 “apadrinhados”, 81 a mais que no fim de março. Os “fora do quadro” representam 65,64 % da força de trabalho das ARs.

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre março e junho de 2020 > Servidores mar-jun 2020

 

Histórico:

Confira a variação da força de trabalho total do GDF desde dezembro de 2014 > Tableau servidores GDF

Confira a variação dos comissionados sem vínculo desde dezembro de 2014 > Tableau sem vínculo GDF

 

Propaganda do GDF no 2o trimestre 2020: R$ 37 milhões

O Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) n° 125, de 06/07/2020, informa que os gastos do Governo com Publicidade no segundo trimestre de 2020 foram de R$ 36.957.744,46.

Cópia do DODF > DODF gastos prop GDF 2o tri 2020

 

Confira a série histórica por trimestre desde 2015 > GASTOS EM PROPAGANDA GDF Tableau

Para o segundo trimestre de 2020, o montante foi distribuído da forma seguinte (confira o gráfico por tipo de mídia e produção > DODF 2020 2o tri pizza tipo

 

Veiculação em TV: R$ 18.274.994,00 (confira os montantes por emissora > DODF 2020 2o tri midia TV

Veiculação em suportes alternativos (*): R$ 5.101.157,51 (confira os montantes por empresa > DODF 2020 2o tri midia alternativa

Veiculação em Jornal: R$ 4.769.630,53 (confira os montantes por jornal > DODF 2020 2o tri midia jornal

Veiculação na Internet: R$ 4.154.909,25 (confira os montantes por endereço > DODF 2020 2o tri midia internet

Veiculação em Radio: R$ 2.396.708,58 (confira os montantes por emissora > DODF 2020 2o tri midia radio

Produção: R$ 1.791.206,53 (confira os montantes por empresa > DODF 2020 2o tri midia produção

Veiculação de anúncios legais > R$ 433.261,57 (confira os montantes por veículo > DODF 2020 2o tri midia legal

Veiculação em cinema: R$ 35.876,49 no Flix Mídia.

(*) a veiculação em suporte alternativos – outdoors, paradas de ônibus, carros de som – não deve ser confundida com a veiculação em mídia alternativa, objeto da Emenda 74/2014 ao artigo 149 da Lei Orgânica, de autoria da Deputada Luzia de Paula, que destina “no mínimo, dez por cento do total das despesas com publicidade do Poder Legislativo e dos órgãos ou entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo para contratação de veículos alternativos de comunicação comunitária impressa, falada, televisada e on-line sediados no Distrito Federal.”

No segundo trimestre de 2020, o GDF elencou nesta categoria de “veiculação em mídia alternativa” gastos num total de R$ 3.449.057,54 (que corresponde a 9,33 % da despesa total) (confira a lista e os montantes da mídia alternativa > DODF 2020 2o tri midia v alt

(NB: as despesas da “veiculação alternativa” estão também incluídas nas respectivas categorias – internet e jornal – nas listas precedentes)

Filiados partidos BR abril 2020: recuperação no semestre para todos, PSL continua crescendo

8 de junho de 2020 2 comentários

O Brasil conta com 33 (*) partidos políticos cadastrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Duas vezes ao ano, em abril e outubro, as agremiações devem atualizar suas relações de filiações, que são transmitidas e verificadas pelo TSE.

(*) Desde a última atualização em outubro de 2019, foi aprovado em 10 de dezembro de 2019 pelo TSE a criação da Unidade Popular (UP), partido que se declara socialista.

Este post, continuando a série começada em outubro de 2013, relata os números do cadastro atualizado em abril de 2020.

 

Brasil: 

Dos 146.560.933 eleitores brasileiros (-0,71% em relação a outubro de 2019), um total de 16.492.478 está filiado a um dos 33 partidos políticos em funcionamento no Brasil em abril de 2020. O número representa um crescimento de 4,97%, mas não recupera ainda a queda de quase 7% de semestre passado. Já a queda do eleitorado provém de três estados só, mas de grande população: Pará (-0,77%) e sobretudo Bahia (-3,39%) e São Paulo (-4,56%). O estado mais populoso do Brasil perdeu mais de 1,5 milhão de eleitores no semestre.

Abril de ano par representa, desde a mudança de legislação em 2016, a data considerada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para averiguar o prazo mínimo de filiação exigido para participar das eleições de outubro (6 meses depois). Se houver adiamento do pleito este ano por causa da pandemia da CoVid19, será preciso verificar nas resoluções da Justiça Eleitoral se o prazo de 6 meses está mantido, ou se a atualização de abril continuará a ser o marco da verificação de filiação dos candidatos.

Em pouquíssimos estados, o cadastro ainda menciona filiados a três partidos que foram absorvidos por outros em 2019. Como já fizemos no post precedente, decidimos somar os filiados dos partidos incorporados. Aderentes do PPL estão somados aos do PCdoB, os do PRP figuram no PATRI e militantes do PHS se encontram no PODE.

Os números na tabela está quase todos verdes ou azuis. A cor verde representa um crescimento num percentual acima da média nacional (4,97% neste semestre), a cor azul destaca um número positivo, mas inferior à média no Brasil. Somente três partidos amargaram perda de filiados: PSTU, PCB e sobretudo Novo.

No ranking, o Republicanos (ex-PRB) chega ao Top 10, de onde tira o Cidadania (ex-PPS), invertendo a desvantagem de mais de 10 mil votos que tinha. Destaque para o PSL que, apesar de perder seu filiado mais famoso ainda no final do semestre precedente, ganha 4 posições. O Avante avança dois degraus, sendo um dos cinco partidos a registrar crescimento acima de 20%. Solidariedade e PMB ganham uma posição cada.

Em números absolutos, o PSL registra o maior número de novos filiados, pelo terceiro semestre consecutivo (86.445), seguido do PSD (75.885) e do Progressistas (62.760).

Em termos proporcionais, é a REDE que comemora o mair percentual no novos adeptos (+38,44%), seguido do PSL (+24,74%) e do PSD (+22,96%).

O Novo é quem mais perde filiados no semestre (-6.415), seguido de PCB (-173) e do PSTU (-61). São os três únicas a perder filiados no semestre.

Proporcionalmente, a maior diminuição está no Novo (após dois semestres de recordes positivos (-13,24%), seguido de PCB (-1,34%) e PSTU (-0,38%)

 

LISTA DOS PARTIDOS, NÚMERO DE FILIADOS NO BRASIL > 2020 abril filiados BR total

 

Estado por Estado 

AC – ACRE

 

Habitantes: 881.935 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 548.565 (+1,42%)

Eleitores filiados: 78.701 (14,35 % do eleitorado)

Partido do Governador: PP

Partido do Prefeito da Capital: PSB

 

Comentário do semestre: Aumento significativo do número total de filiados no semestre, mas que esconde situações bem diferentes. 14 partidos perdem membros, incluído o PT, que já tem a liderança ameaçada pelo MDB. Em um ano, a diferença entre os dois primeiros baixou de 879 para 59.

Top 5: PT, MDB, PCdoB, PP, PSDB. Sem modificação

Muita modificação no ranking: o PSD ganha 11 posições, PSL 7, Solidariedade 5, Pros 4, Republicanos 2, PSTU e PCO 1 cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para Solidariedade, que mais que dobra seu número de aderentes (+107,61%), PSD (+70,48%) e PSL (+60,09%), e negativo para Novo (-17,95%), Rede (-12,50%) e PV (-5,77%).

Confira o ranking dos partidos no Acre em abril de 2020 > 2020 abril AC

 

AL – ALAGOAS

Habitantes: 3.337.357 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.212.142 (+1,44%)

Eleitores filiados: 185.529 (8,39 % do eleitorado)

Partido do Governador: MDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: Rui Palmeira na prefeitura impulsiona o PSDB, que sobe no pódio por 12 membros a mais que o PSB. Progressistas ganha mais de 3 mil aderentes, e já ameaça a liderança do MDB. União Popular já entra deixando dois partidos para trás.

Top 5: MDB, PP, PSDB (+1), PSB (-1), PTB.

Na classificação, Republicanos e Rede ganham 3 posições cada, PROS 2, PSDB, PL, Avante, PMN e PSD uma cada. UP entra em 31o.

Proporcionalmente, destaques positivo para PROS (+86,45%), Rede (+85,50%) e PP (+22,11%), e negativo para Novo (-18,95%), PMB (-16,97%) e PCdoB (-4,48%).

Confira o ranking dos partidos em Alagoas em abril de 2020 > 2020 abril AL

 

AM – AMAZONAS

Habitantes: 4.144.597 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.446.888 (+2,03%)

Eleitores filiados: 263.669 (10,78 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSC

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: O PCdoB, único partido do Top 20 a perder filiados, deixa de ser o preferido. Perde até a vice-liderança para o PT. Já o Republicanos continua sua trajetória de acensão e leva Amazonas a ser o único estado onde o PRB lidera o número de filiados. O maior estado do Brasil também é o que mais cresce em número total de filiados no semestre (+8,64%) e o terceiro em crescimento de eleitores (+2,03%).

Top 5: Republicanos (+1), PT (+1), PCdoB (-2), PSC (+1), MDB (-1).

Vários partidos ganham uma posição no ranking, PSD e Solidariedade sobem três degraus.

Proporcionalmente, destaques positivo para Rede (+57,96%), Avante (+43,05%) e PRTB (+23,01%), e negativo para Novo (-8,94%), PCB (-2,88%) e PMN (-2,69%).

Confira o ranking dos partidos no Amazonas em abril de 2020 > 2020 abril AM

 

AP-AMAPÁ

Habitantes: 845.731 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 515.426 (+1,08%)

Eleitores filiados: 105.569 (20,48 % do eleitorado)

Partido do Governador: PDT

Partido do Prefeito da Capital: REDE

 

Comentário do semestre: Não foi um bom semestre para os partidos “progressistas”, mesmo se o PSOL conserva a liderança adquirida no semestre passado e que o PDT segue como vice. PT, PSB, PCdoB perdem filiados e posições no ranking, enquanto PSL chega ao pódio. Espetacular progressão do Podemos que quadruplica seus membros e atinge o Top 10.

Top 5: PSOL, PDT, PSL (+6), PSDB (-1), PT (-1).

O Podemos ganha quinze posições na classificação, PSL seis, Pros três e PRTB duas.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Podemos (+305,00%), PSL (+43,67%) e PRTB (+22,18%), e negativo para Novo (-13,21%), PTC (-9,95%) e DC (-6,86%).

Confira o ranking dos partidos no Amapá em abril de 2020 > 2020 abril AP

 

BA-BAHIA

Habitantes: 14.873.064 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 10.115.727 (-3,39%)

Eleitores filiados: 989.494 (9,78 % do eleitorado)

Partido do Governador: PT

Partido do Prefeito da Capital: DEM

 

Comentário do semestre: O PT chega à liderança na preferência dos eleitores baianos na hora de filiar-se. Em ano ano, o partido do Governador inverteu a diferença com o então líder MDB, que era de 10 mil negativos, para 3,5 mil positivos. O Democratas recupera a segunda colocação perdida semestre passado. Bahia é segundo estado que mais perde eleitores (-3,39%), ficando só atrás de São Paulo.

Avante e Rede ganham duas posições no ranking, PT, novo líder, DEM, PSD, Pros e PCO uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para Rede (+151,20%), Pros (+44,06%) e PSD (+34,31%), e negativo para Novo (-19,62%), PMB (-4,00%) e PRTB (-3,35%).

Confira o ranking dos partidos na Bahia em abril de 2020 > 2020 abril BA

 

CE-CEARÁ

Habitantes: 9.132.078 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 6.563.481 (+1,92%)

Eleitores filiados: 540.671 (8,24 % do eleitorado)

Partido do Governador: PT

Partido do Prefeito da Capital: PDT

 

Comentário do semestre: PT, PDT e PSB são os únicos do Top 10 a ganhar filiados em um ano, após um semestre precedente negativo. O partido do Governador amplia ainda mais sua vantagem, que beira os 30 mil filiados. PSB e DEM trocam de novo de posição.

Top 5: PT, PSDB, MDB, PP, PDT (+1).

Ranking sem modificação significativa, PDT, PSB, PSD e Rede ganham uma posição cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para Rede (+63,93%), PSD (+35,40%) e Solidariedade (+20,76%), e negativo para Novo (-11,11%), PRTB (-4,75%) e PMB (-4,36%).

Confira o ranking dos partidos no Ceará em abril de 2020 > 2020 abril CE

 

DF: DISTRITO FEDERAL

Habitantes: 3.015.268 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.096.574 (+0,44%)

Eleitores filiados: 218.629 (10,43 % do eleitorado)

Partido do Governador: MDB

 

Comentário do semestre: O DF não passou por grande queda de filiados no semestre passado, por isso também não conhece recuperação neste. É a unidade da Federação que menos cresce em termos totais (+0,35%). O ninho tucano fica cada vez menor. Já foi o maior, e agora seu segundo está ameaçado pelo MDB do Governador. A vantagem do líder PT já se aproxima de 6 mil militantes.

O Top 5 não tem modificações: PT, PSDB, MDB, PP, DEM.

No ranking, só o PTB ganha uma posição, a nona.

Em termos percentuais, os três partidos que mais cresceram no semestre foram PCO (+22,58%), PSL (+13,93%) e PTB (+7,36%).

Destaque negativo proporcional para Novo (-9,42%), PSDB (-9,34%) e PRTB (-2,50%).

Confira o ranking dos partidos no DF em abril de 2020 > 2020 abril DF

 

ES-ESPÍRITO SANTO

Habitantes: 4.018.650 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.769.163 (-0,33%)

Eleitores filiados: 335.324 (12,11 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSB

Partido do Prefeito da Capital: PPS

 

Comentário do semestre: Ligeira recuperação do número total de filiados, mas ainda longe de retornar ao que era um ano atrás. O MDB perde membros, mas continua na liderança graças à grande vantagem que tem. Sem mudança no Top 10.

Top 5: MDB, PDT, PP, PSDB, PT (sem modificação)

Republicanos ganha cinco posições no ranking, Podemos duas, PRTB e REDE uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Republicanos (+38,56%), Rede (+30,57%) e PSD (+22,28%), e negativo para Novo (-21,74%), DEM (-2,94%) e PCB (-2,05%).

Confira o ranking dos partidos no Espírito Santo em abril de 2020 > 2020 abril ES

 

GO-GOIÁS

Habitantes: 7.018.354 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 4.574.694 (+1,60%)

Eleitores filiados: 678.493 (14,83 % do eleitorado)

Partido do Governador: DEM

Partido do Prefeito da Capital: MDB

 

Comentário do semestre: Os dois líderes perdem filiados, mas a vantagem que MDB e PSDB têm os deixa fora do alcance dos outros partidos. A grande maioria das agremiações tem um semestre positivo, somente seis perdem militantes.

Top 5: MDB, PSDB, PP, DEM (+1), PT (-1).

O PSL ganha seis posições no ranking, Solidariedade três, Republicanos duas, DEM, Podemos, PV e Rede uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PSL pelo segundo semestre consecutivo (+45,15%), Solidariedade (+25,48%) e Avante (+23,49%), e negativo para Novo (-8,37%), PCdoB (-5,13%) e PSDB (-2,32%).

Confira o ranking dos partidos em Goiás em abril de 2020 > 2020 abril GO

 

MA-MARANHÃO

Habitantes: 7.075.181 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 4.538.323 (-0,24%)

Eleitores filiados: 579.199 (12,76 % do eleitorado)

Partido do Governador: PCdoB

Partido do Prefeito da Capital: PDT

 

Comentário do semestre: Alta generalizada no semestre, cinco partidos somente perdem filiados. Só o PSB fica no vermelho no Top 10. O Progressistas recupera a quinta posição perdida no semestre passado.

Top 5: MDB, PDT, PTB, DEM, PP (+1).

PSL e Solidariedade ganham duas posições, PDT, PSDB e Republicanos uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para a Rede pelo terceiro semestre consecutivo (+39,42%), PL (+23,20%) e PRepublicanos (+19,88%), e negativo para Novo (-8,97%), PCB (-4,03%) e PV (-2,87%).

Confira o ranking dos partidos no Maranhão em abril de 2020 > 2020 abril MA

 

MG – MINAS GERAIS

Habitantes: 21.168.791 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 15.790.851 (+0,54%)

Eleitores filiados: 1.722.756 (10,91 % do eleitorado)

Partido do Governador: NOVO

Partido do Prefeito da Capital: PSD

 

Comentário do semestre: Somente quatro partidos perdem filiados num semestre de recuperação que no entanto não volta aos níveis de abril de 2019. O crescimento é ainda maior na segunda metade do ranking, com números a dois dígitos. Já o partido do Governador Romeu Zema é quem amarga a maior queda de filiados no semestre.

Top 5: MDB, PT, PSDB, DEM, PTB. Sem modificação.

Avante ganha quatro posições, PSL, PSD e Patriotas duas, PSC, Solidariedade e PRTB uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para Rede (59,61%), Avante (+48,59%) e PMB (+38,05%) e negativo para Novo (-20,71%), PCdoB (-1,02%) e Pros (-0,67%).

Confira o ranking dos partidos em Minas Gerais em abril de 2020 > 2020 abril MG

 

MS – MATO GROSSO DO SUL

Habitantes: 2.778.986 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 1.882.429 (-0,35%)

Eleitores filiados: 303.135 (16,10 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSDB

Partido do Prefeito da Capital: PSD

 

Comentário do semestre: Mato Grosso do Sul perde eleitores, ganha poucos filiados, mas há várias modificações fora do Top 5. Aos poucos, o PSDB se aproxima da vice-liderança, a menos de 2 mil membros atrás do PT. A Rede mais que dobra sua militância.

Top 5: MDB, PT, PSDB, PDT, PTB (sem modificação)

O Podemos ganha quatro posições no ranking, o PSL três, PSD e Rede duas, PP, DEM e Avante uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para Rede (+146%), PSL (+42,62%) e Podemos (+41,30%), e negativo para Pros (-16,33%), Republicanos (-8,86%) e Novo (-5,91%).

Confira o ranking dos partidos no Mato Grosso do Sul em abril de 2020 > 2020 abril MS

 

MT – MATO GROSSO

Habitantes: 3.484.466 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.207.635 (+2,52%)

Eleitores filiados: 356.447 (16,15 % do eleitorado)

Partido do Governador: DEM

Partido do Prefeito da Capital: MDB

 

Comentário do semestre: Após dois semestres em queda, o número de eleitores cresce tão fortemente que é o maior percentual do Brasil (+2,52%). O número de filiados também está em alta, mas não permite voltar à situação de abril de 2019. O Progressistas recupera a sexta colocação perdida no semestre passado.

Top 5: DEM, MDB, PSDB, PL, PPS (sem modificação)

Pros e PRTB ganham duas posições no ranking, PP, PSL, Patriotas e PMB uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Podemos (+85,90%), PRTB (+50,18%) e Patriotas (+48,02%), e negativo para Novo (-13,97%), Avante (-9,21%) e PMN (-3,81%).

Confira o ranking dos partidos no Mato Grosso em abril de 2020 > 2020 abril MT

 

PA – PARÁ

Habitantes: 8.602.865 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 5.448.677 (+0,50%)

Eleitores filiados: 598.307 (10,98 % do eleitorado)

Partido do Governador: MDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: O Pará se destaca em dois registros neste semestre, que parecem paradoxais: é o terceiro estado que mais perde eleitores (-0,77%) e a unidade da federação que mais cresce em filiados (+7,60%). 4 partidos só estão no vermelho. O PSC dá um pulo no Top 10, atingido a sétima colocação.

Top 5: MDB, PT, PSDB, PRB, PL (sem modificação).

O PSC ganha três posições no ranking, PSD, Podemos, Solidariedade, Avante e PSTU uma cada. A Unidade Popular entra já passando o PCO, apesar do crescimento deste.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PCO (+63,64%), Rede (+56,10%) e PMB (+52,14%), e negativo para Novo (-21,39%, PSOL (-1,07%) e PSTU (-0,95%).

Confira o ranking dos partidos no Pará em abril de 2020 > 2020 abril PA

 

PB – PARAÍBA

Habitantes: 4.018.127 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.934.538 (+1,43%)

Eleitores filiados: 339.569 (11,57 % do eleitorado)

Partido do Governador: Cidadania

Partido do Prefeito da Capital: PV

 

Comentário do semestre: Recuperação do número de filiados no semestre, mas não suficiente para voltar à situação de abril de ano passado. O líder MDB está no vermelho, mas sua vantagem é suficiente para não estar preocupado com seus concorrentes mais próximos, que só conheceram um acréscimo moderado, inferior à média.

Top 5: MDB, DEM, PSDB, PT, PP (sem modificação)

Unidade Popular entra diretamente em 30o, deixando três agremiações atràs, Cidadania ganha três posições, Solidariedade duas, PL, Avante, PV e Rede uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para Rede (+116,19%), Cidadania (+54,15%) e Pros (+41,30%), e negativo para Novo (-18,24%), PSB (-10,17%) e PSTU (-9,00%).

Confira o ranking dos partidos na Paraíba em abril de 2020 > 2020 abril PB

 

PE-PERNAMBUCO

Habitantes: 9.557.071 (Estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 6.715.073 (+1,12%)

Eleitores filiados: 590.594 (8,80 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSB

Partido do Prefeito da Capital: PSB

 

Comentário do semestre: Semestre de crescimento, mais moderado que a média nacional. No Top 10, o PSB ganha duas posições de uma vez, e já pode mirar o quinteto da liderança. A parte de baixo da tabela cresce com mais força.

Top 5: PT, PP, MDB, PDT, PSDB. (sem modificação)

Republicanos ganha três posições no ranking, PSB duas, Podemos, Cidadania, PSC, Solidariedade e PMB sobem uma cada. Unidade Popular entra em 32o.

Proporcionalmente, destaques positivo para a Avante (+38,57%), PMB (+27,47%) e PSD (+26,89%), e negativo para Novo (-10,94%), PCB (-3,10%) e PMN (-1,93%).

Confira o ranking dos partidos em Pernambuco em abril de 2020 > 2020 abril PE

 

PI – PIAUÍ

Habitantes: 3.273.227 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.436.810 (+1,70%)

Eleitores filiados: 310.158 (12,73 % do eleitorado)

Partido do Governador: PT

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: Recuperação robusta no semestre, que acaba anulando a queda do semestre passado. Bastante modificação no ranking, o PP dá um salto para entrar no Top 3, mas MDB e PT também crescem acima da média. No entanto, a maioria das agremiações perde filiados.

Top 5: MDB, PT, PP (+2), PTB, PSDB (-2).

No ranking, PSL e PSD sobem quatro posições, Progressistas e PL duas, Republicanos, Solidariedade, Avante e PSOL uma cada.

Proporcionalmente, destaque positivo para o PSD (+53,05%), PSL (+36,63%) e Republicanos (+27,30%), e negativo para PTC (-10,42%), Novo (-9,63%) e PRTB (-8,79%).

Confira o ranking dos partidos no Piauí em abril de 2020 > 2020 abril PI

 

PR – PARANÁ

Habitantes: 11.433.957 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 7.992.243 (-0,77%)

Eleitores filiados: 1.002.815 (12,55 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSD

Partido do Prefeito da Capital: DEM

 

Comentário do semestre: Só o Progressistas cresce no Top 3, mas as diferenças ainda são muito grandes para modificar as posições, a única mudança no Top 10 é a chegada do PSD. A recuperação do semestre permite voltar acima de 1 milhão de filiados no Paraná.

Top 5: MDB, PP, PSDB, PT, PDT (sem modificação)

No ranking, Pros ganha 5 posições, PSD, PSL e PTC três e o Republicanos uma.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PCO (+76,56%), Pros (+57,59%) e PSD (+49,29%), e negativo para Novo (-10,68%), PMB (-5,02%) e PMN (-4,62%).

Confira o ranking dos partidos no Paraná em abril de 2020 > 2020 abril PR

 

RJ – RIO DE JANEIRO

Habitantes: 17.264.943 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 12.468.896 (+0,78%)

Eleitores filiados: 1.076.923 (8,64 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSC

Partido do Prefeito da Capital: Republicanos

 

Comentário do semestre: Rio de Janeiro foi é o estado que mais perdeu filiados no semestre passado, foi um dos que menos recuperou neste, somente um terço. As grandes diferenças entre os primeiros colocados impedem as modificações. O PSL, o que mais cresce, só chega à 11a colocação.

Top 5: PDT, MDB, PT, PSDB, PP (sem modificação)

Poucas mudanças no ranking, PSL ganha duas posições, Republicanos, Cidadania e Solidariedade uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para PCO (+48,51%), PSL (+38,69%) e PSD (+31,44%), e negativo para Novo (-8,46%), PSTU (-0,79%) e PTB (-0,37%).

Confira o ranking dos partidos no Rio de Janeiro em abril de 2020 > 2020 abril RJ

 

RN – RIO GRANDE DO NORTE

Habitantes: 3.506.853 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.430.002 (+1,42%)

Eleitores filiados: 270.983 (11,15 % do eleitorado)

Partido da Governadora: PT

Partido do Prefeito da Capital: MDB

 

Comentário do semestre: O PSDB que estava em quarto ainda semestre passado já pode mirar a segunda colocação, num semestre onde os partidos da parte de cima da tabela estão crescendo. Mais quase a metade perde filiados.

Top 5: MDB, DEM, PSDB, PP, PL. (sem modificação)

Solidariedade e PSC ganham duas posições no ranking, Republicanos, PRTB e Rede uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Rede (+54,96%), PCO (+47,83%), e PSC (+38,95%), e negativo para Novo (-8,36%), PTC (-7,78%) e PMB (-7,43% cada).

Confira o ranking dos partidos no Rio Grande do Norte em abril de 2020 > 2020 abril RN

 

RO – RONDÔNIA

Habitantes: 1.777.225 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 1.155.978 (+1,17%)

Eleitores filiados: 170.296 (14,73 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSL

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: O Top 10 cresce, a segunda metade é mais mista, a última negativa. Há bastante mudanças no ranking atrás dos primeiros.

Top 5: MDB, PSDB, PP, PT, PTB (sem modificação)

PSD sobe quatro posições no ranking, Republicanos três, Podemos, PSL e Patriotas duas, Avante, PRTB e Rede uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PSD (+55,58%), Republicanos (+36,69%) e Patriotas (+36,21%), e negativo para Novo (-17,22%), PMN (-8,44%) e PMB (-4,35%).

Confira o ranking dos partidos em Rondônia em abril de 2020 > 2020 abril RO

 

RR – RORAIMA

Habitantes: 605.761 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 341.253 (+1,95%)

Eleitores filiados: 62.124 (18,20 % do eleitorado)

Partido do Governador: sem partido (ex-PSL)

Partido da Prefeita da Capital: MDB

 

Comentário do semestre: Estado que mais conhece crescimento de filiados no semestre (empatado com o Rio Grande do Sul), +3,56%. No entanto os principais partidos perdem militantes, com exceção do Progressistas. Perdendo menos que o PDT, o PSDB recupera a terceira colocação.

Top 5: Patriota, PP, PSDB (+1), PDT (-1), PTB.

PSL, Pros e PMB ganham três posições, PSDB, PL, PSB, PV, PSD e Solidariedade uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para PMB (+151,39%), Rede (+98,40%) e Pros (+59,86%), e negativo para Novo (-15,91%), PCB (-9,52%) e PCdoB (-8,56%).

Confira o ranking dos partidos em Roraima em abril de 2020 > 2020 abril RR

 

RS – RIO GRANDE DO SUL

Habitantes: 11.377.239 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 8.383.164 (+0,85%)

Eleitores filiados: 1.343.940 (16,03 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: Estado que vê maior crescimento de número total de filiados (empatado com Roraima). E a maioria dos partidos conhece aumento de militantes, é só além do Top 20 que o semestre fica em vermelho.

Top 5: MDB, PDT, PP, PT, PTB. (sem modificação)

PRTB sobe quatro posições no ranking, Republicanos, PSL, Avante e Patriotas uma. Unidade Popular entra em 32o.

Proporcionalmente, destaques positivo para PRTB (+70,84%), PSL (+56,26%) e PCO (+42,73%), e negativo para Novo (-11,05%), PMN (-5,70%) e PMB (-5,36%).

Confira o ranking dos partidos no Rio Grande do Sul em abril de 2020 > 2020 abril RS

 

SC – SANTA CATARINA

Habitantes: 7.164.788 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 5.141.539 (+0,16%)

Eleitores filiados: 885.366 (17,22 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSL

Partido do Prefeito da Capital: DEM (ex-MDB)

 

Comentário do semestre: Santa Catarina quase recupera os filiados perdidos no semestre precedente. Mas o crescimento não vem do Top 10. Quatro partidos no mínimo dobram seus militantes: Podemos, Avante, PRTB e PCO.

Top 5: MDB, PP, PSDB, DEM, PT. (sem modificação).

Podemos ganha cinco posições no ranking, PSL e Patriotas três, PCO e DC uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para Podemos (+137,37%), PRTB (+108,85%) e Avante (+105,55%), e negativo para Novo (-14,01%), Rede (-13,00%) e PSB (-3,52%).

Confira o ranking dos partidos em Santa Catarina em abril de 2020 > 2020 abril SC

 

SE – SERGIPE

Habitantes: 2.298.696 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 1.602.105 (+1,64%)

Eleitores filiados: 177.027 (11,05 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSD

Partido do Prefeito da Capital: PDT (ex PCdoB)

 

Comentário do semestre: Sergipe recupera o número total de filiados perdido no semestre passado, e o PT volta à liderança. O crescimento no topo da tabela é modesto em relação à média, com isso o Progressistas pula duas posições para entrar no Top 5 em quarto. O Novo tem seu pior resultado do Brasil, perdendo um quarto de seus militantes.

Top 5: PT (+1), MDB (-1), DEM, PP (+2), PDT.

PSL ganha três posições, Progressistas e Solidariedade duas, PT, PL, PSD, Pros e PSTU uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para PSD (+40,15%), PSL (+27,31%) e Rede (+25,34%), e negativo para Novo (-25,40%), Patriotas (-6,47%) e PTC (-5,82%).

Confira o ranking dos partidos em Sergipe em abril de 2020 > 2020 abril SE

 

SP – SÃO PAULO

Habitantes: 45.919.049 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 31.724.548 (-4,56%)

Eleitores filiados: 3.091.691 (9,75 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: Quando algo acontece com os números de São Paulo, a situação repercuta no Brasil. E este semestre foi de queda abrupta do número de eleitores, 1,5 milhão a menos (-4,56%), o equivalente do eleitorado de Sergipe. No entanto, o número de filiados cresce, e somente dois partidos estão no vermelho: Novo e PCB.

Top 5: MDB, PT, PTB, PSDB, PP (sem modificação)

Todos os partidos que sobem no ranking só ganham uma posição: PL, PSL, Republicanos, PSD, Avante, PRTB, Pros e Rede.

Proporcionalmente, destaques positivo para Rede (+46,46%), PCO (+32,49%) e PSL (+21,71%), e negativo para Novo (-11,03%) e PCB (-0,64%).

Confira o ranking dos partidos em São Paulo em abril de 2020 > 2020 abril SP

 

TO – TOCANTINS

Habitantes: 1.572.866 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 1.023.821 (+2,21%)

Eleitores filiados: 206.251 (20,15 % do eleitorado)

Partido do Governador: DEM

Partido da Prefeita da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: Segundo maior crescimento de eleitores e de filiados em comparação com as outras unidades da União, Tocantins vê o DEM recuperar a terceira posição perdida para os tucanos no semestre anterior. E também forte avanço dos partidos no meio da tabela, que garantem a liderança do estado no quesito percentual de filiados/eleitores.

Top 5: MDB, PP, DEM (+1), PSDB (-1), PT.

Solidariedade ganha três posições (foram cinco em um ano), PSD duas e DEM e Avante uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para Avante(+ 159,59%), Solidariedade (+98,98%) e PCO (que passa de 2 para 3 militantes (+50,00%), e negativo para Novo (-16,27%), PMN (-10,39%) e PSTU (-10,00%).

Confira o ranking dos partidos no Tocantins em abril de 2020 > 2020 abril TO

 

ZZ – BRASILEIROS NO EXTERIOR

Habitantes: segundo o TSE, dos quase 3 milhões de brasileiros que moram fora do país, estima-se que pelo menos 1,5 milhão poderiam participar do pleito.

Eleitores: 477.363 registrados (+4,82%)

Eleitores filiados: 8.739 (1,83 % do eleitorado)

Partido do Presidente da República: sem partido (ex-PSL)

 

Comentário do semestre: Crescimento de novo no pequeno contingente dos eleitores brasileiros no exterior filiados a partido político. Após o enorme salto do semestre passado, a subida é mais modesta (+12,10%) e não modifica muito o quadro, apesar dos números serem pequenos. Nenhuma agremiação perde militante, mas Novo e PMB ficam estagnados.

Top 5: MDB, PT, PSDB, PP, PTB. (sem modificação).

No ranking, PSL ganha quatro posições, Patriotas e PCO duas cada.

Destaque proporcional para PCO (que passa de 1 a 8 filiados) (+700,00 %), PSL (+179,55%) e Solidariedade (+41,67%). Não tem destaque negativo.

Confira o ranking dos partidos para os brasileiros no exterior em abril de 2020 > 2020 abril ZZ

 

 

TABELA RECAPITULATIVA BRASIL abril 2020 > 2020 abril Recapitulatif

 

Servidores GDF, março 2020: maior número de apadrinhados desde Agnelo

O Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) de 15 de abril de 2020 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Distrito Federal (GDF) em 31/03/2020.

Cópia do DODF > DODF 071 15-04-2020 Força GDF

 

Março de 2020

O total de servidores próprios ativos em 31/03/2020 é de 122.655. A Secretaria de Educação continua o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 34.506 servidores, seguida da SE Saúde com 34.135 e da Polícia Militar com 10.673.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 14.324. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (1.816), seguida da Polícia Civil (1.178) e da SE Economia (1.048).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 6.996, que corresponde a 5,70 % do total de servidores.

A SE Justiça e Cidadania é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 373, seguida da PMDF (367) e da SE Saúde (353).

Quatro unidades só tem pessoas indicadas (100%): a Secretaria de Desenvolvimento de Região Metropolitana, com quinze, a Administração Regional do Sol Nascente/Por do Sol, com dez; a CEB Gás, com quatro e a Administração Regional de Arniqueiras com um.

Confira os servidores do GDF em 31/03/2020 > Servidores mar 2020

 

Dezembro 2019/Março 2020

As tendências são as mesmas desde o início do governo Ibaneis: alta nas nomeações em cargos de confiança (+ 271) e nos de livre provimento (+ 164), e baixa nos concursados (- 633)

Com o aumento dos cargos de livre nomeação, a diminuição da força total no trimestre é de 469 servidores.

Houve nomeações na Secretaria de Saúde em março por causa da pandemia de CoVid19, mas que não impediram baixa de 210 servidores na pasta. No entanto, deve aumentar com a efetivação dos novos chamados, e com mais concursados em abril.

 

Em alta: Apesar da baixa geral, vários órgãos tiveram aumento da força de trabalho. A CEB é a unidade que mais ganha servidores (102), seguida da SE Justiça e Cidadania (Sejus) com 97 e a SE Mulher (+ 77).

O total de comissionados sem vínculo cresceu 2,40%, e atingiu quase 7 mil, o maior número do Governo Ibaneis, e maior que no governo Rollemberg. Os destaques de alta foram a SE Economia (+ 58), a SE Educação (+ 57) e a SE Agricultura (+ 17) e a recém-criada SE de Relações Parlamentares (+ 17).

 

Em baixa: As SE Educação (-317) e SE Saúde (-210) são as maiores perdedores pelo terceiro trimestre consecutivo, seguidas da PMDF (-143).

Com saldo total de entrada de 164 servidores sem vínculo no trimestre, foram poucas as unidades a perder esta categoria de funcionários. A SE Trabalho teve reorganização e viu seu contingente de “indicados” passar de 143 para 86 (-57), seguida da SE Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEDUH) que perdeu 15 “sem vínculo” e do Gabinete do Governador com -13.

 

Ligeiro aumento da força de trabalho das Administrações Regionais que chega a um total de 2.050 (+48 no trimestre), sendo 1.308 “apadrinhados”, 42 a mais que no fim do ano passado. Os “fora do quadro” representam 63,80 % da força de trabalho das ARs.

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre dezembro de 2019 e março de 2020 > Servidores dez 2019-mar 2020

 

Histórico:

Confira a variação da força de trabalho total do GDF desde dezembro de 2014 > Tableau Força GDF

Confira a variação dos comissionados sem vínculo desde dezembro de 2014 > Tableau sem vínculo GDF

 

Propaganda do GDF no 1o trimestre 2020: R$ 22,8 milhões

O Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), na edição suplementar 067, de 08/04/2020, informa que os gastos do Governo com Publicidade no primeiro trimestre de 2020 foram de R$ 22.792.472,48.

Cópia do DODF > DODF 067 08-04-2020 SUPLEMENTO

Apesar de serem pagos em 2020, a grande maioria das despesas são referentes a veiculação e produção ainda em 2019 > DODF 2020 1o tri midia período

Desde o início da série histórica, nós optamos por considerar a data de realização dos pagamentos, e não de veiculação. Confira a série histórica por trimestre desde 2015 > GASTOS EM PROPAGANDA GDF Tableau

 

Para o primeiro trimestre de 2020, o montante foi distribuído da forma seguinte (confira o gráfico por tipo de mídia e produção > DODF 2020 1o tri midia pizza tipo

 

Veiculação em TV: R$ 7.907.430,45 (confira os montantes por emissora > DODF 2020 1o tri midia TV

Veiculação em suportes alternativos (*): R$ 5.362.173,89 (confira os montantes por empresa > DODF 2020 1o tri midia alternativa

Veiculação em Jornal: R$ 3.153.622,73 (confira os montantes por jornal > DODF 2020 1o tri midia jornal

Veiculação na Internet: R$ 2.483.800,98 (confira os montantes por endereço > DODF 2020 1o tri midia internet

Produção: R$ 2.323.986,97 (confira os montantes por empresa > DODF 2020 1o tri midia produção

Veiculação em Radio: R$ 1.313.756,82 (confira os montantes por emissora > DODF 2020 1o tri midia radio

Veiculação de anúncios legais > R$ 201.406,78 (confira os montantes por veículo > DODF 2020 1o tri midia legal

Veiculação em revista: R$ 46.294,16 (confira os montantes por revista > DODF 2020 1o tri midia revista

(*) a veiculação em suporte alternativos – outdoors, paradas de ônibus, carros de som – não deve ser confundida com a veiculação em mídia alternativa, objeto da Emenda 74/2014 ao artigo 149 da Lei Orgânica, de autoria da Deputada Luzia de Paula, que destina “no mínimo, dez por cento do total das despesas com publicidade do Poder Legislativo e dos órgãos ou entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo para contratação de veículos alternativos de comunicação comunitária impressa, falada, televisada e on-line sediados no Distrito Federal.”

No primeiro trimestre de 2020, o GDF elencou nesta categoria de “veiculação em mídia alternativa” gastos num total de R$ 1.795.968.08 (que corresponde a 7,88 % da despesa total) (confira a lista e os montantes da mídia alternativa > DODF 2020 1o tri midia v alt

(NB: as despesas da “veiculação alternativa” estão também incluídas nas respectivas categorias – internet e jornal – nas listas precedentes)

Propaganda do GDF no 4o trimestre 2019: R$ 37 milhões

O DODF 005, de 08/01/2020, informa que os gastos do Governo com Publicidade no quarto trimestre de 2019 foram de R$ 37.001.102,18., fechando o primeiro ano do Governo Ibaneis com um total de R$ 67.307.381,56

Cópia do DODF > DODF 005 08-01-2020 INTEGRA-páginas-29-39

 

Confira a série histórica por trimestre desde 2015 > GASTOS EM PROPAGANDA GDF Tableau

Para o quarto trimestre de 2019, o montante foi distribuído da forma seguinte (confira o gráfico por tipo de mídia e produção > Total pago 4o tri 2019 por tipo de mídia

 

Veiculação em TV: R$ 14.745.249,06 (confira os montantes por emissora > DODF 2019 4o tri midia TV

Veiculação em suportes alternativos (*): R$ 8.041.583,79 (confira os montantes por empresa > DODF 2019 4o tri midia alternativa

Veiculação em Jornal: R$ 4.553.267,85 (confira os montantes por jornal > DODF 2019 4o tri midia jornal

Produção: R$ 3.736.461,76 (confira os montantes por empresa > DODF 2019 4o tri midia produção

Veiculação na Internet: R$ 3.409.293,25 (confira os montantes por endereço > DODF 2019 4o tri midia internet

Veiculação em Radio: R$ 1.848.196,70 (confira os montantes por emissora > DODF 2019 4o tri midia radio

Veiculação de anúncios legais > R$ 548.635,62 (confira os montantes por veículo > DODF 2019 4o tri midia legal

Veiculação em revista: R$ 118.414,15 (confira os montantes por jornal > DODF 2019 4o tri midia revista

(*) a veiculação em suporte alternativos – outdoors, paradas de ônibus, carros de som – não deve ser confundida com a veiculação em mídia alternativa, objeto da Emenda 74/2014 ao artigo 149 da Lei Orgânica, de autoria da Deputada Luzia de Paula, que destina “no mínimo, dez por cento do total das despesas com publicidade do Poder Legislativo e dos órgãos ou entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo para contratação de veículos alternativos de comunicação comunitária impressa, falada, televisada e on-line sediados no Distrito Federal.”

No quarto trimestre de 2019, o GDF elencou nesta categoria de “veiculação em mídia alternativa” gastos num total de R$ 2.002.823,45 (que corresponde a 5,41 % da despesa total) (confira a lista e os montantes da mídia alternativa > DODF 2019 4o tri midia v alter

(NB: as despesas da “veiculação alternativa” estão também incluídas nas respectivas categorias – internet e jornal – nas listas precedentes)

Emendas parlamentares dos Distritais à LOA 2020

Cada um dos 24 Deputados Distritais teve direito de apresentar Emendas Parlamentares à Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2020 de montante total (por parlamentar) de R$ 19.804.636.

No entanto, a lista das Emendas Parlamentares publicada pela Câmara Legislativa do DF revela um total diferente para os Deputados Agaciel Maia (R$ 19.804.600), Daniel Donizet (R$ 19.804.600), Fábio Felix (R$ 19.704.636), Reginaldo Sardinha (R$ 19.894.636), Robério Negreiros (R$ 18.804.636), Telma Rufino (R$ 13.546.577) e Valdelino Barcelos (R$ 19.804.635).

Por isto, o total de Emendas Parlamentares é de R$ 468.043.132 (ao invés de 24 x 19.804.636 = R$ 475.211.364).

(Nota do blog: foram compiladas as emendas individuais que foram publicadas no Diário da Câmara Legislativa em duas edições – 242 de 22/11/2019 e 246 de 28/11/2019 – com as correções dos Relatores parciais e do Relator geral publicadas no DCL 261 de 16/12/2019)

Urbanismo e infraestrutura continuam os favoritos dos distritais. Mesmo em ligeira baixa após os R$ 151 milhões em 2018, R$ 148 milhões em 2019 e agora R$ 143,7 milhões, as obras oferecem visibilidade a seus autores, um resultado concreto. O item Educação segue trajetória contrária, subindo de R$ 92 milhões em 2018 para R$ 94,6 milhões ano passado, e agora a barra de R$ 100 milhões ultrapassada para 2020. Com destaque para o programa PDAF, que permite aportar recursos financeiros diretamente às escolas para pequenas compras, serviços e reparos. Na terceira colocação, a Cultura receberá R$ 34,27 milhões, deixando a Saúde logo atrás (R$ 34,07 milhões). A Saúde continua perdendo recursos, passando de R$ 47,5 milhões em 2018, R$ 38,3 milhões em 2019 a R$ 34,1 milhões em 2020.

Confira as Emendas Parlamentares 2020 por função > EP 2020 Distritais por função

 

Secretaria de Educação, Novacap e Fundo de Saúde são as três unidades que mais podem agradecer aos distritais por ter lembrando deles. Mesmo se as obras de urbanização foram as mais plebiscitadas, as emendas foram distribuídas entre várias unidades, contando também com as Administrações Regionais.

Confira as Emendas Parlamentares 2020 por UO > EP 2020 Distritais por UO

 

Muitas Emendas não especificam a localização do trabalho indicado, por isto o “genérico” “DF” representa para 2020 quase três quartos da distribuição geográfica dos projetos dos Distritais. Campeões em 2017 e 2018, Ceilândia e Brazlândia são ultrapassadas em 2020 por Planaltina e pelo Plano Piloto.

Confira as Emendas Parlamentares 2020 por Região Administrativa > EP 2020 Distritais por local

 

EMENDAS POR DEPUTADO DISTRITAL

(As fotos são de reprodução da internet)

 

Agaciel Maia:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Agaciel Maia gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Agaciel Maia lista

 

Arlete Sampaio

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Arlete Sampaio gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Arlete Sampaio lista

 

Chico Vigilante:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Chico Vigilante gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Chico Vigilante lista

 

Claudio Abrantes:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Claudio Abrantes gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Claudio Abrantes lista

 

Daniel Donizet:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Daniel Donizet gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Daniel Donizet lista

 

Delmasso:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Delmasso gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Delmasso lista

 

Eduardo Pedrosa:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Eduardo Pedrosa gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Eduardo Pedrosa lista

 

Fábio Felix:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Fábio Felix gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Fábio Felix lista

 

Hermeto:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Hermeto gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Hermeto lista

 

Iolando:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Iolando gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Iolando lista

 

Jaqueline Silva:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Jaqueline Silva gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Jaqueline Silva lista

 

João Cardoso:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais João Cardoso gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais João Cardoso lista

 

Jorge Vianna:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Jorge Vianna gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Jorge Vianna lista

 

José Gomes:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais José Gomes gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais José Gomes lista

 

Júlia Lucy:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Júlia Lucy gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Júlia Lucy lista

 

Leandro Grass:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Leandro Grass gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Leandro Grass lista

 

Martins Machado:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Martins Machado gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Martins Machado lista

 

Rafael Prudente:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Rafael Prudente gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Rafael Prudente lista

 

Reginaldo Sardinha:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Reginaldo Sardinha gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Reginaldo Sardinha lista

 

Reginaldo Veras:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Reginaldo Sardinha gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Reginaldo Veras lista

 

Robério Negreiros:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Robério Negreiros gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Robério Negreiros lista

 

Roosevelt Vilela:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Roosevelt Vilela gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Roosevelt Vilela lusta

 

Telma Rufino (assumiu o mandato do Delegado Fernando Fernandes):

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Telma Rufino gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Telma Rufino lista

 

Valdelino Barcelos:

Emendas por função e localização > EP 2020 Distritais Valdelino Barcelos gráficos

Lista das Emendas > EP 2020 Distritais Valdelino Barcelos lista

 

 

Servidores GDF, dezembro de 2019. trajetória sem mudança: + comissionados, – concursados

O Diário Oficial do Distrito Federal de 24 de janeiro de 2019 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Distrito Federal (GDF) em 31/12/2019, fim do primeiro ano do Governo Ibaneis.

Cópia do DODF > DODF 017 24-01-2020 Força Trabalho GDF

 

Dezembro de 2019

O total de servidores próprios ativos em 31/12/2019 é de 123.124. A Secretaria de Educação continua o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 34.823 servidores, seguida da SE Saúde com 34.345 e da Polícia Militar com 10.816.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 14.053. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (1.789), seguida da Polícia Civil (1.172) e da SE Economia (981).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 6.832, que corresponde a 5,55 % do total de servidores.

A SE Justiça e Cidadania é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 370, seguida da PMDF (365) e da SE Saúde (349).

Em termos percentuais, três unidades tem 100 % da força de trabalho constituída de pessoas indicadas: a CEB Gás, com um único servidor, a recém-criada Administração Regional de Arniqueiras, também com um servidor só, e também recém-criada Administração Regional do Sol Nascente/Por do Sol, que conta agora com 10 funcionários, todos apadrinhados.

A seguir, aparecem a Junta Comercial, também recém integrada ao serviço público distrital, com 86 dos 89 funcionários sem concurso (96,63 %), a Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (FUNAP) com 96,08 % (49 dos 51 servidores) e o INAS – Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do DF com 14 de seus 15 trabalhadores de fora do quadro (93,33 %).

Confira os servidores do GDF em 31/12/2019 > Comissionados dez 2019

 

Setembro/Dezembro 2019

Último trimestre do primeiro ano da gestão Ibaneis Rocha, as tendências se confirmam: alta nas nomeações em cargos de confiança (+ 559) e nos de livre provimento (+ 155), e baixa nos concursados (- 1.769)

Com o aumento dos cargos de livre nomeação, a diminuição da força total no trimestre é de 1.614 servidores.

 

Em alta: Pouquíssimos órgãos conhecem um aumento de seus efetivos e estes são pequenos: a Fundação Hemocentro (+ 25), o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) (+ 17) e a Governadoria (+ 15) são os mais notáveis.

O total de comissionados sem vínculo cresceu 2,32 %. Os destaques de alta foram a SE Desenvolvimento Social (+ 22), a SE Saúde (+ 19) e a SE Segurança Pública (+ 15).

A Secretaria Extraordinária da Pessoa com Deficiência integra o quadro com 6 servidores sem vínculo (100 % de seu efetivo) e o Proflora com 4, num total de 7 integrantes.

 

Em baixa: As SE Educação (- 806) e SE Saúde (- 267) são as maiores perdedores, como também foram no 3o trimestre, seguidas da PCDF (- 113).

Pouquíssimas unidades tiveram saldo negativo de servidores sem vínculo. A SE Agricultura perdeu 17 “indicados”, a SE Justiça 6 e a AR Ceilândia 5 (quatro dos quais foram reforçar a AR Sol Nascente/Por do Sol).

 

O contingente das Administrações Regionais está em ligeira baixa, raspando a barra de 2.000, com um total de 2.002 (- 33 no trimestre), sendo 1.266 “apadrinhados”, 10 a menos que em setembro deste ano. Os “fora do quadro” representam 63,24 % da força de trabalho das ARs.

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre setembro e dezembro de 2019 > Servidores set-dez 2019

 

Histórico:

Confira a variação da força de trabalho total do GDF desde dezembro de 2014 > Tableau Força GDF

Confira a variação dos comissionados sem vínculo desde dezembro de 2014 > Tableau sem vínculo GDF

 

Filiados partidos BR outubro 2019: queda acentuada, Novo, PSL e PSOL se salvam

27 de dezembro de 2019 Deixe um comentário

O Brasil conta com 32 (*) partidos políticos cadastrados no Tribunal Superior Eleitoral. Duas vezes ao ano, em abril e outubro, as agremiações devem atualizar suas relações de filiações, que são transmitidas e verificadas pelo TSE.

(*) Desde a última atualização em abril, três partidos foram incorporados por outros: o PRP pelo Patriota, PPL pelo PCdoB e o PHS pelo PODEmos. Também houve mudanças de nomes, tais o PPS que virou Cidadania, o PR que se tornou Partido Liberal, o PP que agora é Progressistas e o Republicanos, ex-PRB.

Este post, continuando a série começada em outubro de 2013, relata os números do cadastro atualizado em outubro de 2019.

 

Brasil: 

Dos 147.607.069 eleitores brasileiros  (- 0,39 % em relação a abril de 2019), um total de 15.712.340 está filiado a um dos 32 partidos políticos em funcionamento no Brasil em outubro, uma queda de mais de 1,1 milhão nos últimos seis meses, representando 6,91 %. O Tribunal Superior Eleitoral não emitiu comunicado apresentando explicações a esta inversão de tendência histórica, nem respondeu ao e-mail que lhe mandamos. A pista mais plausível resta o reflexo do recadastramento biométrico.

Já se passaram duas eleições (2016 e 2018) com o novo prazo mínimo de filiação – era de um ano, agora são seis meses – por isto as mudanças prováveis em vista das eleições municipais de 2020 devem ocorrer no balanço de abril próximo.

Por razões de lisibilidade estatística, decidimos somar os filiados dos partidos incorporados (PCdoB + PPL; PATRI + PRP; PODE + PHS) na coluna A, correspondente aos filiados em abril. Em alguns estados, houve indicação de filiados ainda registrados nos partidos incorporados, foram somados à nova agremiação.

São os partidos grandes, os do Top 10, que sofreram as maiores quedas no semestre, 8 deles acima da média. Só o MDB perde 250 mil filiados !

No ranking, destaque para o PSOL que ganha 4 posições, o Republicanos chega às portas do Top 10 com duas posições a mais, mesmo score para o PSL. O Novo sobe um degrau.

Em números absolutos, o PSL acolheu o maior número de novos filiados no semestre (77.744), pela segunda vez consecutiva, seguido do PSOL (29.164) e do NOVO (14.573).

Em termos proporcionais, é o NOVO que obteve o maior crescimento pelo terceiro semestre consecutivo (+ 43,00 %), seguido do PSL (+ 28,61 %) e do PSOL (+ 18,77 %).

O MDB é quem mais perde filiados no semestre (- 258.013), seguido de Progressistas (- 166.232) e do PDT (- 130.353).

Proporcionalmente, a maior diminuição está no PCB (- 11,63 %), seguido de Progressistas (- 11,50 %) e MDB (- 10,78 %)

 

LISTA DOS PARTIDOS, NÚMERO DE FILIADOS NO BRASIL > 2019 Outubro BR

 

Estado por Estado 

AC – ACRE

 

Habitantes: 882.572 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 540.868 (-2,19 %)

Eleitores filiados: 73.828 (13,65 % do eleitorado)

Partido do Governador: PP

Partido do Prefeito da Capital: PSB

 

Comentário do semestre: Situação parecida com a nacional: queda forte, os 10 maiores partidos no vermelho. O Progressistas recupera a quarta posição perdida para o PSDB no semestre passado só por cair menos que o tucano. Só seis partidos têm ganhos de filiados.

Top 5: PT, MDB, PCdoB, PP (+1), PSDB (-1)

No ranking, PSOL e Patriota ganham três posições cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para PSL (segundo semestre consecutivo) (+ 34,74 %), Patriota (+ 23,66 %) e PSOL (+ 11,01 %), e negativo para PTB (- 19,35 %), PCB (- 15,48 %) e PTC (- 14,30 %).

Confira o ranking dos partidos no Acre em outubro de 2019 > 2019 Outubro AC

 

AL – ALAGOAS

Habitantes: 3.338.196 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.180.638 (-0,71 %)

Eleitores filiados: 174.434 (8,00 % do eleitorado)

Partido do Governador: MDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: O MDB vai bem em Alagoas, único dos grandes a crescer pelo segundo semestre consecutivo. E apesar da baixa geral. Após o partido do Governador, é preciso descer até a 14a colocação no ranking para ver uma agremiação (PSL) no positivo

Top 5: MDB, PP, PSB, PSDB, PTB (sem modificação)

O PSOL ganha duas posições, Patriota e PCdoB uma.

Proporcionalmente, destaques positivo para PSOL (+ 31,45 %), NOVO (+ 30,14 %) e PCB (+ 5,88 %), e negativo para PSB (- 12,63 %), PSC (- 12,03 %) e Avante (- 11,91 %).

Confira o ranking dos partidos em Alagoas em outubro de 2019 > 2019 Outubro AL

 

AM – AMAZONAS

Habitantes: 4.146.774 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.405.342 (-1,93 %)

Eleitores filiados: 242.697 (10,09 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSC

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: O extraordinário movimento para cima do Republicanos (ex-PRB) continua, trazendo o partido na vice-liderança e ameaçando o PCdoB. Em um ano, o número de filiados foi multiplicado por cinco. Os outros partidos do Top 10 estão em baixa.

Top 5: PCdoB, PRB (+1), PT (- 1), MDB, PSC.

Vários partidos ganham uma posição no ranking, o PMN avança três degraus.

Proporcionalmente, destaques positivo para o NOVO (+ 31,79 %), Republicanos (+ 14,70 %) e PSOL (+ 10,54 %), e negativo para PCB (- 9,82 %), Rede (- 7,76 %) e DEM (- 7,36 %).

Confira o ranking dos partidos no Amazonas em outubro de 2019 > 2019 Outubro AM

 

AP-AMAPÁ

Habitantes: 846.092 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 509.899 (-0,83 %)

Eleitores filiados: 98.557 (19,33 % do eleitorado)

Partido do Governador: PDT

Partido do Prefeito da Capital: REDE

 

Comentário do semestre: o PSOL conforta sua liderança, permitindo ao Amapá ser um dos poucos estados que vêem crescimento dos eleitores filiados. O PSL mais que dobra de tamanho e entra no Top 10. O PSB aproveita o mau resultado do DEM para alcançar a quinta colocação.

Top 5: PSOL, PDT, PSDB, PT, PSB (+1).

O PSL ganha cinco posições, PSB, PROS, PPS, PSC e PCB uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PSL (+ 125,37 %), MDB (+ 10,33 %) e REDE (+ 9,15 %), e negativo para DEM (- 12,13 %), PSTU (- 11,30 %) e PTC (- 8,62 %).

Confira o ranking dos partidos no Amapá em outubro de 2019 > 2019 Outubro AP

 

BA-BAHIA

Habitantes: 14.875.031 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 10.470.863 (-0,23 %)

Eleitores filiados: 933.616 (8,92 % do eleitorado)

Partido do Governador: PT

Partido do Prefeito da Capital: DEM

 

Comentário do semestre: Forte queda dos maiores partidos, quem baixa menos ganha até posições, como é o caso do PT e do PSDB. Quatro dos maiores partidos do campo conservador sofrem as maiores perdas.

PSOL e PSD ganham três posições no ranking, Solidariedade duas, PT, PSDB, Republicanos e Novo uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para Novo, pelo terceiro semestre consecutivo (+ 117,64 %), PSOL (+ 35,80 %) e Solidariedade (+ 6,18 %), e negativo para PCB (- 13,86 %), PTB (- 12,57%) e DEM (- 11,88 %).

Confira o ranking dos partidos na Bahia em outubro de 2019 > 2019 Outubro BA

 

CE-CEARÁ

Habitantes: 9.134.233 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 6.439.757 (+0,84 %)

Eleitores filiados: 515.906 (8,01 % do eleitorado)

Partido do Governador: PT

Partido do Prefeito da Capital: PDT

 

Comentário do semestre: Ninguém sobe no Top 10, somente 8 partidos têm crescimento.

Top 5: PT, PSDB, MDB, PP, PTB (sem modificação)

PSOL ganha três posições no ranking, PSD duas, PSB, PCdoB e PMN uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para PSOL (+ 28,54 %), Novo (+ 15,63 %) e Rede (+ 11,25 %), e negativo para PPS (- 11,50 %), DEM (- 10,10 %) e Progessista (- 9,83 %).

Confira o ranking dos partidos no Ceará em outubro de 2019 > 2019 Outubro CE

 

DF: DISTRITO FEDERAL

Habitantes: 3.013.786 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.087.261 (-0,85 %)

Eleitores filiados: 217.874 (10,44 % do eleitorado)

Partido do Governador: MDB

 

Comentário do semestre: O DF é uma das poucas unidades da Federação que cresceu em número de filiados, em especial com os partidos fora do Top 10. O PT amplia sua liderança, ainda com regularização de inscritos antigos, como foi explicado pelo ex-Secretario de Mobilização, agora novo Presidente Jacy Afonso, nesta matéria.

O Top 5 não tem modificações: PT, PSDB, MDB, PP, DEM.

No ranking, o PSL ganha cinco posições, o PSOL duas, várias agremiações uma cada.

Em termos percentuais, os três partidos que mais cresceram no semestre foram PSL pelo segundo semestre consecutivo (+ 49,72 %), DC (+ 33,58 %) e PV (+ 31,40 %).

Destaque negativo proporcional para PSTU (- 10,77 %), PCB (- 9,59 %) e PSC (- 7,41 %).

Confira o ranking dos partidos no DF em outubro de 2019 > 2019 Outubro DF

 

 

ES-ESPÍRITO SANTO

Habitantes: 4.019.907 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.778.233 (-0,13 %)

Eleitores filiados: 322.215 (11,60 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSB

Partido do Prefeito da Capital: PPS

 

Comentário do semestre: Um dos estados que mais perde filiados, em particular com os maus resultados dos três partidos da liderança MDB, PDT e PP. Mas todo o Top 10 está em baixa.

Top 5: MDB, PDT, PP, PSDB, PT (sem modificação)

PSL ganha quatro posições no ranking pelo segundo semestre consecutivo, PSB e PSOL uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo(+ 69,52 %), PSL (+ 24,33 %) e PSOL (+ 21,87 %), e negativo para PSTU (- 20,90 %), PCB (- 20,14 %) e Progressista (- 15,36 %).

Confira o ranking dos partidos no Espírito Santo em outubro de 2019 > 2019 Outubro ES

 

GO-GOIÁS

Habitantes: 7.023.230 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 4.502.547 (-0,29 %)

Eleitores filiados: 637.898 (14,16 % do eleitorado)

Partido do Governador: DEM

Partido do Prefeito da Capital: MDB

 

Comentário do semestre: Forte queda do Top 7, alguns avanços na parte mediana. MDB continua com forte vantagem.

Top 5: MDB, PSDB, PP, PT, DEM (sem modificação)

O PSL ganha quatro posições no ranking para entrar no Top 20, PSB, PSC, PSD e Novo uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PSL (+ 61,29 %), Novo (+ 23,59 %) e PMN (+ 11,86 %), e negativo para REDE pelo terceiro semestre consecutivo (- 19,83 %), MDB (- 11,63 %) e Progressista (- 10,73 %).

Confira o ranking dos partidos em Goiás em outubro de 2019 > 2019 Outubro GO

 

MA-MARANHÃO

Habitantes: 7.077.101 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 4.549.216 (-0,59 %)

Eleitores filiados: 541.634 (11,91 % do eleitorado)

Partido do Governador: PCdoB

Partido do Prefeito da Capital: PDT

 

Comentário do semestre: Somente cinco partidos conhecem aumento de filiados, No Top 5, a queda é generalizada, a tal ponto que quem perde menos ganha posição.

Top 5: MDB, PDT (+1), PTB (-1), DEM, PSDB (+1)

PSL e Solidariedade ganham duas posições, PDT, PSDB e Republicanos uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo terceiro semestre consecutivo (+ 43,19 %), PSOL (+ 12,62 %) e PSL (+ 9,89 %), e negativo para PCB (- 15,22 %), PTB (- 11,23 %) e DEM (- 10,92 %).

Confira o ranking dos partidos no Maranhão em outubro de 2019 > 2019 Outubro MA

 

MG – MINAS GERAIS

Habitantes: 21.172.984 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 15.706.008 (-0,37 %)

Eleitores filiados: 1.628.015 (10,37 % do eleitorado)

Partido do Governador: NOVO

Partido do Prefeito da Capital: PSD

 

Comentário do semestre: Forte queda dos filiados nas Minas Gerais, que atinge os maiores partidos. Tem que descer até a 14a posição no ranking para achar uma agremiação que cresce.

Top 5: MDB, PT, PSDB, DEM, PTB (+1)

PSL ganha duas posições, PTB, PSB, PPS e Republicanos uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo terceiro semestre consecutivo (+ 57,81 %), PSL (+ 19,73 %) e PSOL (+ 16,98 %), e negativo para Progressista (- 13,06 %), DEM (- 11,69 %) e MDB (- 10,80 %).

Confira o ranking dos partidos em Minas Gerais em outubro de 2019 > 2019 Outubro MG

 

MS – MATO GROSSO DO SUL

Habitantes: 2.779.690 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 1.889.036 (-0,03 %)

Eleitores filiados: 291.415 (15,43 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSDB

Partido do Prefeito da Capital: PSD

 

Comentário do semestre: Situação parecida como a nacional: fortes quedas no Top 10, PSL, Novo e PSOL se destacando para cima

Top 5: MDB, PT, PSDB, PDT, PTB (sem modificação)

O PSL ganha quatro posições no ranking, PMN e Solidariedade duas, Republicanos, PSOL e PRTB uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PSL (+ 63,59 %), Novo (+ 43,74 %) e Rede (+ 16,28 %), e negativo para PCB (- 23,36 %), PSTU (- 17,61 %) e PTC (- 16,16 %).

Confira o ranking dos partidos no Mato Grosso do Sul em outubro de 2019 > 2019 Outubro MS

 

MT – MATO GROSSO

Habitantes: 3.484.911 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.153.448 (-3,19 %)

Eleitores filiados: 335.892 (15,60 % do eleitorado)

Partido do Governador: DEM

Partido do Prefeito da Capital: MDB

 

Comentário do semestre: Segundo semestre consecutivo de forte diminuição do número de eleitores, agora acompanhada de importante queda do número de filiados. Metade cresce, metade cai, mas a queda é abrupta. O PCB mais que triplica seus militantes: passa de 7 para 26 !

Top 5: DEM, MDB, PSDB, PL (+1), PPS (-1)

O PDt ganha duas posições no ranking, PL, PSL, Pros, PRTB e PCB uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PCB (+ 271,43 %), PSL (+ 62,09 %) e Novo (+ 56,58 %), e negativo para DEM (- 17,83 %), PPS (- 13,46 %) e MDB (- 10,46 %).

Confira o ranking dos partidos no Mato Grosso em outubro de 2019 > 2019 Outubro MT

 

PA – PARÁ

Habitantes: 8.607.254 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 5.421.572 (-1,57 %)

Eleitores filiados: 556.060 (10,26 % do eleitorado)

Partido do Governador: MDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: queda também também no Pará, mais moderada. Mas no Top 10, só o Republicanos cresce.

Top 5: MDB, PT, PSDB, PRB, PL (+1).

O PSD ganha três posições no ranking, o PROS duas, PL, PDT, PSOL, Patriota e Novo uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo terceiro semestre consecutivo (+ 78,96 %), PSOL (+ 21,71 %) e PSD (+ 14,62 %), e negativo para PPS (- 11,95 %, PCB (- 10,27 %) e MDB (- 7,97 %).

Confira o ranking dos partidos no Pará em outubro de 2019 > 2019 Outubro PA

 

PB – PARAÍBA

Habitantes: 4.017.705 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.893.251 (+0,64 %)

Eleitores filiados: 324.776 (11,23 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSB

Partido do Prefeito da Capital: PV

 

Comentário do semestre: O Top 10 é duramente impactado pela queda dos filiados. Apesar de variações importantes, não há muita modificação na relação de forças.

Top 5: MDB, DEM, PSDB, PT, PP (sem modificação)

O PRTB ganha uma posição no ranking, por cair menos que o PTC.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo terceiro semestre consecutivo (+ 31,95 %), PCB (+ 28,57 %) e PSOL (+ 14,22 %), e negativo para PDT (- 10,61 %), Progressista (- 10,40 %) e DEM (- 10,39 %).

Confira o ranking dos partidos na Paraíba em outubro de 2019 > 2019 Outubro PB

 

PE-PERNAMBUCO

Habitantes: 9.560.709 (Estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 6.640.498 (+0,43 %)

Eleitores filiados: 562.831 (8,48 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSB

Partido do Prefeito da Capital: PSB

 

Comentário do semestre: o Top 10 inteiro tem severa queda, em particular o Progressista, que acaba perdendo a liderança para o PT, com baixa menos intensa. Pernambuco era o único trunfo do ex-PP.

Top 5: PT (+1), PP (-1), MDB, PDT, PSDB.

PT, PTB, Podemos, PV, Patriota, Republicanos, Solidariedade e Rede ganham uma posição no ranking.

Proporcionalmente, destaques positivo para a Rede (+ 16,84 %), PSOL (+ 13,38 %) e Novo (+ 10,80 %), e negativo para PP (- 18,01 %), DEM (- 15,19 %) e MDB (- 13,62 %).

Confira o ranking dos partidos em Pernambuco em outubro de 2019 > 2019 Outubro PE

 

PI – PIAUÍ

Habitantes: 3.272.803 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.396.013 (+0,66 %)

Eleitores filiados: 291.643 (12,17 % do eleitorado)

Partido do Governador: PT

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: situação similar à registrada no Brasil inteiro: os maiores partidos em forte baixa, Novo, PSL e PSOL sobem.

Top 5: MDB, PT, PSDB, PTB, DEM (sem modificação)

No ranking, o PSL sobe três posições, Solidariedade e PSOL uma cada.

Proporcionalmente, destaque positivo para o Novo pelo terceiro semestre consecutivo (+ 42,34 %), PSOL (+ 30,21 %) e PSL (+ 9,30 %), e negativo para DEM (- 10,71 %), PCB (- 9,27 %) e Rede (- 7,92 %).

Confira o ranking dos partidos no Piauí em outubro de 2019 > 2019 Outubro PI

 

PR – PARANÁ

Habitantes: 11.435.252 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 8.054.127 (+0,25 %)

Eleitores filiados: 952.409 (11,83 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSD

Partido do Prefeito da Capital: DEM

 

Comentário do semestre: o número total de filiados repassa abaixo do milhão, por causa da queda generalizada no Top 10 e além.

Top 5: MDB, PP, PSDB, PT, PDT (sem modificação)

PSL, DC, Pros e Novo ganham uma posição no ranking cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo terceiro semestre consecutivo (+ 38,43 %), PSL (+ 32,44 %) e PSOL (+ 25,50 %), e negativo para Progressista (- 13,40 %), MDB (- 12,64 %) e PTB (- 12,32 %)

Confira o ranking dos partidos no Paraná em outubro de 2019 > 2019 Outubro PR

 

RJ – RIO DE JANEIRO

Habitantes: 17.265.675 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 12.372.601 (-0,96 %)

Eleitores filiados: 1.042.174 (8,42 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSC

Partido do Prefeito da Capital: Republicanos

 

Comentário do semestre: O Rio de Janeiro é o estado que mais perde filiados, quase 10 %. São 10 agremiações que perdem mais de 10 % de seus militantes.

Top 5: PDT, MDB, PT, PSDB, PP (sem modificação)

Mudanças no ranking: o PSL ganha oito posições, o PSOL três, o PSC e o PMB uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PSL (+ 41,96 %), Novo (+ 25,09 %) e PMB (+ 20,58 %), e negativo para PDT (- 16,93 %), PCB (- 16,63 %) e PTC (- 14,66 %).

Confira o ranking dos partidos no Rio de Janeiro em outubro de 2019 > 2019 Outubro RJ

 

RN – RIO GRANDE DO NORTE

Habitantes: 3.508.331 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.396.013 (+0,31 %)

Eleitores filiados: 256.153 (10,69 % do eleitorado)

Partido da Governadora: PT

Partido do Prefeito da Capital: MDB

 

Comentário do semestre: Tem que descer até a 17a colocação do ranking para encontrar um partido que não perde filiados. No jogo do “quem cai menos”, PSDB e PT ganham uma posição.

Top 5: MDB, DEM, PSDB (+1), PP (-1), PR

PSL e PSOL ganham duas posições no ranking, PSDB, PT e Pros uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PSOL (+ 44,48 %), o PSL (+ 29,85 %), e o Novo (+ 11,99 %), e negativo para PSTU (- 15,63 %), Progressista (- 10,39 %) e PTB (- 10,11 % cada).

Confira o ranking dos partidos no Rio Grande do Norte em outubro de 2019 > 2019 Outubro RN

 

RO – RONDÔNIA

Habitantes: 1.777.703 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 1.142.601 (-3,45 %)

Eleitores filiados: 160.799 (14,07 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSL

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: A maior queda do semestre em número de eleitores, o Top 10 em baixa nos filiados, e grandes variações na metade de baixo do ranking.

Top 5: MDB, PSDB, PP, PT, PTB (sem modificação)

PSL sobe três posições no ranking, Solidariedade duas, Podemos, Novo e PMB uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PMB (+ 43,75 %), Solidariedade(+ 28,10 %) e Novo (+ 23,29 %), e negativo para PCO (- 27,78 %), PSTU (- 17,25 %) e PCB (- 16,67 %).

Confira o ranking dos partidos em Rondônia em outubro de 2019 > 2019 Outubro RO

 

RR – RORAIMA

Habitantes: 599.998 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 334.719 (-0,46 %)

Eleitores filiados: 59.987 (17,92 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSL

Partido da Prefeita da Capital: MDB

 

Comentário do semestre: Um dos pouquíssimos estados a conhecer crescimento do total de filiados. A incorporação do PRP no Patriota se fez com ligeira perda, mas garante ao partido a manutenção da liderança.

Top 5: Patriota, PP (+2), PDT, PSDB (-2), PTB

Progressista e PPS ganham duas posições cada, PT e PSOL uma.

Proporcionalmente, destaques positivo para a Rede (+ 67,86 %), PCB (+ 40,00 %) e Novo (+ 39,68 %), e negativo para PMN (- 5,49 %), Avante (- 4,16 %) e PCO (- 4,08 %).

Confira o ranking dos partidos em Roraima em outubro de 2019 > 2019 Outubro RR

 

RS – RIO GRANDE DO SUL

Habitantes: 11.377.211 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 8.312.455 (-0,83 %)

Eleitores filiados: 1.297.803 (15,61 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: Um dos piores estados do Brasil para os partidos e seus filiados: queda de quase 10 % no semestre. Como o MDB cai um pouco menos que o PDT, há troca de liderança, e o partido trabalhista só conserva o Rio de Janeiro. PSL mais que dobra.

Top 5: MDB (+1), PDT (-1), PP, PT, PTB

PSL ganha quatro posições, Republicanos e Novo duas, MDB uma, a primeira.

Proporcionalmente, destaques positivo para PSL pelo segundo semestre consecutivo (+ 126,13 %), Novo (+ 44,25 %) e PSOL (+ 11,16 %), e negativo para PTC (- 15,63 %), PCB (- 14,63 %) e PDT (- 13,41 %).

Confira o ranking dos partidos no Rio Grande do Sul em outubro de 2019 > 2019 Outubro RS

 

SC – SANTA CATARINA

Habitantes: 7.166.387 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 5.133.269 (+0,39 %)

Eleitores filiados: 846.832 (16,50 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSL

Partido do Prefeito da Capital: MDB

 

Comentário do semestre: Mais da metade (17) partidos vêem crescimento de filiados, mas não no Top 10. Por isso, o reultado total é de queda. PSL mais que triplica mais ainda longe do Top 10.

Top 5: MDB, PP, PSDB (+1), DEM (-1), PT

PSL ganha cinco posições no ranking, PSDB, Novo e PSOL uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para PSL (+ 237,71 %), Novo (+ 60,38 %) e PCB (+ 26,47 %), e negativo para PTC (- 16,20 %), DEM (- 12,47 %) e Progressista (- 10,78 %).

Confira o ranking dos partidos em Santa Catarina em outubro de 2019 > 2019 Outubro SC

 

SE – SERGIPE

Habitantes: 2.299.747 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 1.576.221 (-0,30 %)

Eleitores filiados: 168.438 (10,69 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSD

Partido do Prefeito da Capital: PCdoB

 

Comentário do semestre: Só seis partidos conhecem crescimento de filiados, só um no Top 10. Nas maiores agremiações, quem cai menos acaba ganhando. Como o MDB, que ultrapassa o PT por 13 militantes, e conquista a liderança.

Top 5: MDB (+1), PT (-1), DEM, PSDB, PDT

Progressista ganha três posições, PSD e PSOL duas, MDB e Solidariedade uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para Novo pelo terceiro semestre consecutivo (+ 52,15 %), PSOL (+ 39,53 %) e PSD (+ 14,53 %), e negativo para PCB (- 12,10 %), DEM (- 11,60 %) e PSTU (- 10,46 %).

Confira o ranking dos partidos em Sergipe em outubro de 2019 > 2019 Outubro SE

 

SP – SÃO PAULO

Habitantes: 45.928.004 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 33.241.373 (-0,14 %)

Eleitores filiados: 2.980.725 (8,97 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: O maior estado da União não escapa da tendência nacional: queda abrupta do total de filiados que passa abaixo de 3 milhões, particularmente nos maiores partidos. PSDB, por cair menos, tem a terceira colocação em linha de mira. Novo, PSL e PSOL sobem.

Top 5: MDB, PT, PTB, PSDB, PP (sem modificação)

PSL ganha três posições no ranking, PSOL e Novo uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para PSL (+ 48,45 %), Novo (+ 37,86 %) e PSOL (+ 20,03 %), e negativo para Progressista (- 15,90 %), MDB (- 14,84 %) e PCB (- 13,44 %).

Confira o ranking dos partidos em São Paulo em outubro de 2019 > 2019 Outubro SP

 

TO – TOCANTINS

Habitantes: 1.573.765 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 1.001.691 (-3,91 %)

Eleitores filiados: 189.933 (18,96 % do eleitorado)

Partido do Governador: DEM

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: Tocantins continua sendo a unidade mais “filiada” do Brasil, mesmo com o número total voltando abaixo de 200 mil. A vantagem do MDB é considerável na liderança, e o PSDB, que ganha uma posição por cair menos, pode também vislumbrar a vice liderança no próximo semestre.

Top 5: MDB, PP, PSDB (+1), DEM (-1), PT.

Solidariedade ganha duas posições, PSDB e PSC uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para PCO, que passa de 1 a 2 militantes (+ 100,00), Novo (+ 37,19 %), Solidariedade (+ 19,73 %), e negativo para Progressista (- 13,54 %), Democrata (- 12,93 %) e PL (- 8,50 %).

Confira o ranking dos partidos no Tocantins em outubro de 2019 > 2019 Outubro TO

 

ZZ – BRASILEIROS NO EXTERIOR

Habitantes: segundo o TSE, dos quase 3 milhões de brasileiros que moram fora do país, estima-se que, pelo menos, 1,5 milhão poderiam participar do pleito.

Eleitores: 477.363 registrados (-6,98 %)

Eleitores filiados: 7.796 (1,63 % do eleitorado)

Partido do Presidente da República: sem partido

 

Comentário do semestre: É a boa surpresa, também não explicada até agora: os brasileiros filiados e domiciliados no exterior foram multiplicado por quatro no semestre. Sem que haja grande modificação na correlação de forças. O PT chega à vice-liderança e já ameaça o MDB líder.

Top 5: MDB, PT (+1), PSDB (-1), PP, PTB.

Várias agremiações progressem no ranking, e quatro (Pros, Rede, PMB e PCO) registram seus primeiros filiados, completando os 32 existentes.

Semestre positivo para todos e destaque porporcional para Republicanos (+ 3.000,00 %), PSOL (+2.700,00 %) e Solidariedade (+ 1.100,00 %)

Confira o ranking dos partidos para os brasileiros no exterior em outubro de 2019 > 2019 Outubro ZZ

 

 

TABELA RECAPITULATIVA BRASIL outubro 2019 > 2019 Outubro Recapitulatif

 

Servidores GDF, setembro de 2019: tendência continua, + comissionados, – concursados

O Diário Oficial do Distrito Federal de 15 de outubro de 2019 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Brasília em 30/09/2019, terceiro balanço do Governo Ibaneis.

Cópia do DODF > DODF 197 15-10-2019 INTEGRA-páginas-5-9

 

Setembro de 2019

O total de servidores próprios ativos em 30/09/2019 é de 124.738. A Secretaria de Educação continua o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 35.629 servidores, seguida da SE Saúde com 34.612 e da Polícia Militar com 10.919.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 13.494. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (1.777), seguida da Polícia Civil (1.148) e da SE Justiça & Cidadania (702).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 6.677, que corresponde a 5,35 % do total de servidores.

Neste trimestre, a SE Justiça e Cidadania é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 376, seguida da PMDF (354) e da SE Saúde (330).

Em termos percentuais, exceto a CEB Gás onde o único servidor é de fora do quadro, a recém-criada Administração Regional do Sol Nascente/Por do Sol tem seus 6 servidores apadrinhados, seguida da Junta Comercial, também recém integrada ao serviço público distrital, com 82 dos 85 funcionários sem concurso (96,47 %) e do INAS – Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do DF com 13 de seus 14 servidores fora do quadro (92,86 %).

Confira os servidores do GDF em 30/09/2019 > Comissionados set 2019

 

Junho/Setembro 2019

Terceiro trimestre da gestão Ibaneis Rocha, e a tendência de alta se confirma, pelos menos nas nomeações em cargos de confiança (+ 170) e nos de livre provimento (+ 461). Por outro lado, a tendência também se mantém, só que no outro sentido, para os concursados: são 118.061 em setembro, 1.286 a menos que há três meses.

Com o aumento dos cargos de livre nomeação, a diminuição da força total é de 825 servidores.

 

Em alta: O CBMDF foi a força que mais cresceu no semestre (+ 288), seguido da SE Mobilidade (+ 194) e da SE Governo (+ 120).

A Secretaria de Mobilidade, em alta pelo segundo trimestre, terminou a integração do DFTrans com 219 servidores no total, 29 dos quais sem vínculo.

O contingente total de comissionados sem vínculo cresceu 7,42 %. Os destaques de alta foram a SE Governo (+ 97), a SE Economia (+ 57) e a SE Mobilidade (+ 38).

A Junta Comercial integra o quadro distrital pela primeira vez, com seus 82 cargos de indicados.

Em baixa: As SE Educação (- 736) e SE Saúde (- 420) são as maiores perdedores, seguidas da PMDF (- 289).

Pouquíssimas unidades tiveram saldo negativo de servidores sem vínculo. A SE Educação, em linha com sua perda total, conta 43 a menos, a PMDF 25 e a Casa Militar 14.

 

O contingente das Administrações Regionais está em alta, passando de novo acima de 2.000, com um total de 2.035 (+ 67 no trimestre), sendo 1.276 “indicados”, 44 a mais que em junho deste ano. Os “fora do quadro” representam 62,70 % da força de trabalho das ARs.

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre junho e setembro de 2019 > Servidores jun-set 2019

 

Histórico:

Confira a variação da força de trabalho total do GDF desde dezembro de 2014 > Tableau servidores GDF total

Confira a variação dos comissionados sem vínculo desde dezembro de 2014 > Tableau servidores GDF comissionados set 2019

 

Conselho Tutelar DF 2019: Os resultados consolidados

As eleições para os Conselhos Tutelares no Distrito Federal foram realizadas em 6 de outubro de 2019

Recapitulativo dos resultados: comparecimento, nome mais votado, % do mais votado.

Os eleitores do Lago Sul foram os menos interessados na eleição do Conselho Tutelar (2,34 % de comparecimento), e o Varjão foi o mais mobilizado: 25,46 %.

O mais votado, proporcionalmente, foi Vinícius Lobão, no Lago Sul, com 32,09 % dos votos válidos.

Os resultados das urnas por Região Administrativa são:

Conselho Tutelar de Águas Claras RA XX (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Águas Claras

Conselhos Tutelares de Brasília RA I (2 CT, 10 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Brasília

Conselho Tutelar de Brazlândia RA IV (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Brazlândia

Conselho Tutelar da Candangolândia RA XIX (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Candangolândia

Conselhos Tutelares de Ceilândia RA IX (4 CT, 20 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Ceilândia

Conselho Tutelar do Cruzeiro RA XI (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Cruzeiro

Conselho Tutelar da Fercal RA XXXI (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Fercal

Conselhos Tutelares do Gama RA II (2 CT, 10 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Gama

Conselho Tutelar do Guará RA X (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Guará

Conselho Tutelar do Itapoã RA XXVIII (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Itapoã

Conselho Tutelar do Jardim Botânico RA XXVII (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Jardim Botânico

Conselho Tutelar do Lago Norte RA XVIII (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Lago Norte

Conselho Tutelar do Lago Sul RA XVI (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Lago Sul

Conselho Tutelar do Núcleo Bandeirante RA VIII (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados N Bandeirante

Conselho Tutelar do Paranoá RA VII (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Paranoá

Conselho Tutelar do Park Way RA XXIV (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Park Way

Conselhos Tutelares de Planatina RA VI (2 CT, 10 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Planaltina

Conselho Tutelar do Recanto das Emas RA XV (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Recanto das Emas

Conselho Tutelar do Riacho Fundo (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Riacho Fundo

Conselho Tutelar do Riacho Fundo II (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Riacho Fundo II

Conselhos Tutelares de Samambaia RA XII (2 CT, 10 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Samambaia

Conselhos Tutelares de Santa Maria RA XIII (2 CT, 10 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Santa Maria

Conselho Tutelar de São Sebastião RA XIV (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Sáo Sebastião

Conselho Tutelar do SCIA/Estrutural (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados SCIA

Conselho Tutelar de Sobradinho RA V (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Sobradinho

Conselho Tutelar de Sobradinho II RA XXVI (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Sobradinho II

Conselho Tutelar do Sudoeste/Octogonal RA XXII (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Sudoeste Octogonal

Conselhos Tutelares de Taguatinga RA III (2 CT, 10 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Taguatinga

Conselho Tutelar do Varjão RA XXIII (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Varjão

Conselho Tutelar de Vicente Pires RA XXX (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Resultados consolidados Vicente Pires

Conselho Tutelar do SIA RA XXX (1 CT, 5 vagas) > A eleição dar-se-á em conjunto com a eleição do Conselho Tutelar do Guará
RA-X (observado o critério do desmembramento), em face da ausência de seção eleitoral que compreende apenas os eleitores do SIA, conforme informações prestadas pelo TRE-DF.

Propaganda do GDF no 3o trimestre 2019: R$ 20,1 milhões

O DODF 191, de 07/10/2019, informa que os gastos do Governo com Publicidade no primeiro trimestre de 2019 foram de R$ 20.170.155,14.

Cópia do DODF > DODF 191 07-10-2019 Publicidade GDF

NB: A publicação da SECOM no DODF tem dois “totais”, e nenhum corresponde ao nosso ! 

A explicação para os dois totais diferente do Diário está no título: o primeiro é de despesas pagas, o segundo das liquidadas. Em contabilidade, “liquidada” significa que a compra ou o serviço foi feita, os documentos de comprovação e de pagamento estão prontos, mas o pagamento ainda não foi realizado. É normal que as “liquidadas” sejam maiores que as “pagas”

Para as despesas pagas, que devem ser a soma dos itens discriminados na publicação, há uma divergência com nosso total. Uma “estranha” diferença de R$ 954.615,56. Estranha porque corresponde ao total dos veículos alternativos. Refizemos a tabela publicada com os totais por capítulos indicados

Este blog não é propriamente de teor jornalística. Ele só mostra publicações em órgão oficial. Por esta razão, não fazemos contato prévio com os responsáveis pelas informações. Mas o espaço está, claro, aberto à SECOM para indicar onde… nós erramos. 

 

Confira a série histórica por trimestre desde 2015 > GASTOS EM PROPAGANDA GDF Tableau

Para o terceiro trimestre de 2019, o montante foi distribuído da forma seguinte (confira o gráfico por tipo de mídia e produção > Total pago 3o tri 2019 por tipo de mídia

 

Veiculação em TV: R$ 9.182.952,89 (confira os montantes por emissora > DODF 2019 3o tri midia TV

Veiculação em Jornal: R$ 4.260.824,74 (confira os montantes por jornal > DODF 2019 3o tri midia jornal

Produção: R$ 2.000.542,79 (confira os montantes por empresa > DODF 2019 3o tri midia produção

Veiculação em suportes alternativos (*): R$ 1.955.783,17 (confira os montantes por empresa > DODF 2019 3o tri midia alternativa

Veiculação na Internet: R$ 1.884.632,94 (confira os montantes por endereço > DODF 2019 3o tri midia internet

Veiculação em Radio: R$ 828.337,97 (confira os montantes por emissora > DODF 2019 3o tri midia rádio

Veiculação em revista: R$ 33.886,61 (confira os montantes por jornal > DODF 2019 3o tri midia revista

Veiculação no Diário Oficial da União > R$ 23.194,08.

(*) a veiculação em suporte alternativos – outdoors, paradas de ônibus, carros de som – não deve ser confundida com a veiculação em mídia alternativa, objeto da Emenda 74/2014 ao artigo 149 da Lei Orgânica, de autoria da Deputada Luzia de Paula, que destina “no mínimo, dez por cento do total das despesas com publicidade do Poder Legislativo e dos órgãos ou entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo para contratação de veículos alternativos de comunicação comunitária impressa, falada, televisada e on-line sediados no Distrito Federal.”

No terceiro trimestre de 2019, o GDF elencou nesta categoria de “veiculação em mídia alternativa” gastos num total de R$ 954.615,57 (que corresponde a 4,73 % da despesa total) (confira a lista e os montantes da mídia alternativa > DODF 2019 3o tri midia v alt

(NB: as despesas da “veiculação alternativa” estão também incluídas nas respectivas categorias – internet e jornal – nas listas precedentes)

Eleição Conselhos Tutelares DF 2019. Os resultados

O Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente (CDCA) da Secretaria de Justiça do Distrito Federal (SEJUS/DF) comunicou no início da tarde deste domingo (06/10/2019) os resultados preliminares da eleição para os Conselhos Tutelares realizadas neste mesmo dia.

Confira os resultados completos > 2019 Resultado-Preliminar-Eleicao-CT CDCA

Conselho Tutelar DF 2019: Os candidatos e locais de votação

A eleição será neste domingo (06/10/2019) de 09H00 às 17H00

Os candidatos (lista publicada no Diário Oficial do DODF + alterações judiciais) e os locais de votação (fonte SEJUS)

 

Conselho Tutelar de Águas Claras RA XX (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselhos Tutelares de Brasília RA I (2 CT, 10 vagas) >

 

Conselho Tutelar de Brazlândia RA IV (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar da Candangolândia RA XIX (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselhos Tutelares de Ceilândia RA IX (4 CT, 20 vagas) >

 

Conselho Tutelar do Cruzeiro RA XI (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar da Fercal RA XXXI (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselhos Tutelares do Gama RA II (2 CT, 10 vagas) >

 

Conselho Tutelar do Guará RA X (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar do Itapoã RA XXVIII (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar do Jardim Botânico RA XXVII (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar do Lago Norte RA XVIII (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar do Lago Sul RA XVI (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar do Núcleo Bandeirante RA VIII (1 CT, 5 vagas) > 

 

Conselho Tutelar do Paranoá RA VII (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar do Park Way RA XXIV (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselhos Tutelares de Planatina RA VI (2 CT, 10 vagas) >

 

Conselho Tutelar do Recanto das Emas RA XV (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar do Riacho Fundo (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar do Riacho Fundo II (1 CT, 5 vagas) > 

 

Conselhos Tutelares de Samambaia RA XII (2 CT, 10 vagas) >

 

Conselhos Tutelares de Santa Maria RA XIII (2 CT, 10 vagas) >

 

Conselho Tutelar de São Sebastião RA XIV (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar do SCIA/Estrutural (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar de Sobradinho RA V (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar de Sobradinho II RA XXVI (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar do Sudoeste/Octogonal RA XXII (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselhos Tutelares de Taguatinga RA III (2 CT, 10 vagas) >

 

Conselho Tutelar do Varjão RA XXIII (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar de Vicente Pires RA XXX (1 CT, 5 vagas) >

 

Conselho Tutelar do SIA RA XXX (1 CT, 5 vagas) > A eleição dar-se-á em conjunto com a eleição do Conselho Tutelar do Guará RA-X (observado o critério do desmembramento), em face da ausência de seção eleitoral que compreende apenas os eleitores do SIA, conforme informações prestadas pelo TRE-DF.

 

Vagas: No total, serão preenchidas 200 vagas para membros titulares e até 400 de suplentes. O DF tem 40 conselhos tutelares, cada unidade tem 5 cinco conselheiros titulares e 10 suplentes. O valor da remuneração mensal é de R$ 4.684,66. O exercício dessa função será em regime de dedicação exclusiva ao serviço, ou seja, os conselheiros não poderão ter qualquer outra atividade profissional remunerada, pública ou privada.

Origem da votação de Daniel de Castro (PSC) Suplente Distrital 2018

29 de setembro de 2019 Deixe um comentário

(imagem publicada no site “Agenda Capital”)

O Pastor Daniel de Castro obteve a vigésima-quarta maior votação para Deputado Distrital na eleição 2018 no DF com 11.510 votos (0,76 % dos votos válidos.

Foi o segundo mais votado no PSC (sem coligação), e obteve a primeira suplência. Assumiu o mandato de Iolando Almeida quando este foi nomeado Secretário da Pessoa com Deficiência.

Teve seu maior resultado proporcional nas Zonas 06 (Planaltina) e 19 (Taguatinga/Vicente Pires) com 1,25 % dos votos válidos, e seu pior resultado na Zona 14 (Asa Norte) com 0,21 %.

Confira a origem geográfica dos votos do Pastor Daniel de Castro em 2018 > 2018 DF DD Pastor Daniel de Castro eleitorado

Foi sua segunda candidatura ao cargo de Distrital. Em 2014, foi segundo suplente, obtendo 9.244 votos (0,61 %) pelo PMDB.

O Pastor Daniel de Castro declarou patrimônio de R$ 361.654,00 (tinha declarado R$ 442.322,00 em 2014).

Também declarou receita (real) de campanha de R$ 794.819,10, provenientes dos doadores seguintes > 2018 DF DD Pastor Daniel de Castro receitas

Foram registradas R$ 794.806,58 em despesas, distribuídas da forma seguinte > 2018 DF DD Pastor Daniel de Castro despesas

 

Origem da votação de Kelly Bolsonaro (PRP) Suplente Distrital 2018

29 de setembro de 2019 Deixe um comentário

(imagem publicada no site “O Democrata”)

Kelly Bolsonaro obteve a septuagésima maior votação para Deputado Distrital na eleição 2018 no DF com 5.412 votos (0,36 % dos votos válidos.

Foi a segunda mais votada na coligação PRP/PRTB, e obteve a primeira suplência. Assumiu o mandato de Daniel Donizet quando este foi nomeado Administrador Regional do Gama.

Teve seu maior resultado proporcional na Zona 14 (Asa Norte) com 0,57 % dos votos válidos, e seu pior resultado na Zona 06 (Planaltina) com 0,21 %.

Confira a origem geográfica dos votos de Kelly Bolsonaro em 2018 > 2018 DF DD Kelly Bolsonaro eleitorado

Foi sua primeira candidatura ao cargo de Distrital.

Kelly Bolsonaro não declarou patrimônio.

Também declarou receita (real) de campanha de R$ 10.950,00, provenientes de doações do Diretório Distrital do PRP (R$ 6.500,00/59,36 %), Bia Kicis (R$ 4.250,00/38,81 %) e financiamento coletivo (R$ 200,00/1,83 %)

Foram registradas R$ 10.950,00 em despesas, distribuídas da forma seguinte > 2018 Df DD Kelly Bolsonaro despesas

 

Conselho Tutelar DF 2019: Os candidatos

29 de agosto de 2019 3 comentários

Os locais de votação:

Atenção aos locais de votação. Nem todos os colégios usados para as eleições “políticas” estarão abertos no próximo domingo 6 de outubro.

Confira aqui seu local de votação nas eleições gerais de 2018, e confirme o onde votará neste domingo para seu Conselho Tutelar >

O Diário Oficial do DF publicou na sexta-feira 23 de agosto a lista dos candidatos deferidos e habilitados a participar do pleito para a eleição dos membros do Conselho Tutelar para o período 2020/2023 que ocorrerá no domingo 6 de outubro.

Houve também inserção de outros candidatos sob judice após este período, todas publicadas no DODF.

Os candidatos são:

Conselho Tutelar de Águas Claras RA XX (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Águas Claras RA XX

Conselhos Tutelares de Brasília RA I (2 CT, 10 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Brasília RA I

Conselho Tutelar de Brazlândia RA IV (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Brazlândia RA IV

Conselho Tutelar da Candangolândia RA XIX (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Candangolândia RA XIX

Conselhos Tutelares de Ceilândia RA IX (4 CT, 20 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Ceilândia RA IX

Conselho Tutelar do Cruzeiro RA XI (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Cruzeiro RA XI

Conselho Tutelar da Fercal RA XXXI (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Fercal RA XXXI

Conselhos Tutelares do Gama RA II (2 CT, 10 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Gama RA II

Conselho Tutelar do Guará RA X (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Guará RA X

Conselho Tutelar do Itapoã RA XXVIII (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Itapoã RA XXVIII

Conselho Tutelar do Jardim Botânico RA XXVII (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Jardim Botânico RA XXVII

Conselho Tutelar do Lago Norte RA XVIII (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Lago Norte RA XVIII

Conselho Tutelar do Lago Sul RA XVI (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Lago Sul RA XVI

Conselho Tutelar do Núcleo Bandeirante RA VIII (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos N Bandeirante RA VIII

Conselho Tutelar do Paranoá RA VII (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Paranoá RA VII

Conselho Tutelar do Park Way RA XXIV (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Park Way RA XXIV

Conselhos Tutelares de Planatina RA VI (2 CT, 10 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Planaltina RA VI

Conselho Tutelar do Recanto das Emas RA XV (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Recanto das Emas RA XV

Conselho Tutelar do Riacho Fundo (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Riacho Fundo RA XVII

Conselho Tutelar do Riacho Fundo II (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Riacho Fundo II RA XXI

Conselhos Tutelares de Samambaia RA XII (2 CT, 10 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Samambaia RA XII

Conselhos Tutelares de Santa Maria RA XIII (2 CT, 10 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Santa Maria XIII

Conselho Tutelar de São Sebastião RA XIV (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos São Sebastião XIV

Conselho Tutelar do SCIA/Estrutural (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos SCIA RA XXV

Conselho Tutelar de Sobradinho RA V (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Sobradinho RA V

Conselho Tutelar de Sobradinho II RA XXVI (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Sobradinho II RA XXVI

Conselho Tutelar do Sudoeste/Octogonal RA XXII (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Sudoeste Octogonal RA XXII

Conselhos Tutelares de Taguatinga RA III (2 CT, 10 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Taguatinga RA III

Conselho Tutelar do Varjão RA XXIII (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Varjão RA XXIII

Conselho Tutelar de Vicente Pires RA XXX (1 CT, 5 vagas) > 2019 CT DF Candidatos Vicente Pires RA XXX

Conselho Tutelar do SIA RA XXX (1 CT, 5 vagas) > A eleição dar-se-á em conjunto com a eleição do Conselho Tutelar do Guará
RA-X (observado o critério do desmembramento), em face da ausência de seção eleitoral que compreende apenas os eleitores do SIA, conforme informações prestadas pelo TRE-DF.

 

Vagas: No total, serão preenchidas 200 vagas para membros titulares e até 400 de suplentes. O DF tem 40 conselhos tutelares, cada unidade tem 5 cinco conselheiros titulares e 10 suplentes. O valor da remuneração mensal é de R$ 4.684,66. O exercício dessa função será em regime de dedicação exclusiva ao serviço, ou seja, os conselheiros não poderão ter qualquer outra atividade profissional remunerada, pública ou privada.

Origem da votação de Telma Rufino (PROS) Suplente Distrital 2018

(imagem publicada no site “Informando e Detonando”)

Telma Rufino obteve a vigésima primeira maior votação para Deputado Distrital na eleição 2018 no DF com 11.715 votos (0,77 % dos votos válidos.

Foi a segunda mais votada no PROS (sem coligação), e obteve a primeira suplência. Assumiu o mandato do Delegado Fernando Fernandes quando este foi nomeado Administrador Regional de Ceilândia.

Teve seu maior resultado proporcional na Zona 15 (parte de Taguatinga/Águas Claras/Park Way) com 2,96 % dos votos válidos, e seu pior resultado na Zona 02 (Lago Norte/Paranoá/Itapoã/Varjão) com 0,10 %.

Confira a origem geográfica dos votos de Telma Rufino em 2018 > 2018 DF DD Telma Rufino eleitorado

Foi sua terceira candidatura ao cargo de Distrital. Confira suas votações precedentes > 2018 DF DD Telma Rufino precedentes

Telma Rufino declarou um patrimônio de R$ 1.203.000,00.

Também declarou receita (real) de campanha de R$ 377.857,33, provenientes das doações seguintes > 2018 DF DD Telma Rufino receitas

Foram registradas R$ 377.857,33 em despesas, distribuídas da forma seguinte > 2018 DF DD Telma Rufino despesas