Arquivo

Archive for the ‘2019’ Category

Filiados partidos BR abril 2019: PSL cresce mas continua fora do Top 15

21 de agosto de 2019 1 comentário

O Brasil conta com 35 (*) partidos políticos cadastrados no Tribunal Superior Eleitoral. Duas vezes ao ano, em abril e outubro, as agremiações devem atualizar suas relações de filiações, que são transmitidas e verificadas pelo TSE.

(*) na atualização do cadastro nacional, em abril, ainda constava os 35 partidos. Mas desde então, houve algumas mudanças: o PRP foi incorporado ao Patriota e o PPL ao PCdoB. Também tramita no TSE o pedido de incorporação do PHS ao PODEmos. Dois novos partidos estão aguardando julgamento na Corte eleitoral: o PNC (Partido Nacional Corinthiano) e o PED (Partido da Evolução Democrática). Há também um requerimento de reinstalação da UDN (União Democrática Nacional), extinta, como todos os outros partidos, por uma resolução de 1965. Enfim, os nomes dos partidos nas tabelas são os nomes constantes no TSE em abril de 2019, não levando em conta o Cidadania (ex-PPS), o Partido Liberal (ex-PR), o Progressistas (ex-PP) ou o Republicanos (ex-PRB).

Este post, continuando a série começada em outubro de 2013, relata os números do cadastro atualizado em outubro de 2018.

 

Brasil: 

Dos 148.184.023 eleitores brasileiros  (+ 0,60 % em relação a outubro de 2018), um total de 16.878.090 está filiado a um dos 35 partidos políticos em funcionamento no Brasil em abril, uma alta de 66.561 desde outubro do ano passado.

O crescimento total é importante num período não eleitoral, lembrando que o prazo legal mínimo para eventuais candidatos às eleições municipais em outubro de 2020 é de somente seis meses (abril do próximo ano). O percentual é de 0,40 %, sustentado por 12 partidos que crescem, contra 23 que perdem filiados.

Só duas agremiações evoluam no ranking: PSL e Solidariedade, que ganham uma posição cada (16a e 19a).

Em números absolutos, o PSL acolheu o maior número de novos filiados no semestre (30.549), seguido do PRB (17.151) e do NOVO (7.672).

Em termos proporcionais, é o NOVO que obteve o maior crescimento pelo segundo semestre consecutivo (+ 29,26 %), seguido do PSL (+ 12,67 %) e da PRB (+ 4,30 %).

O PSC é quem mais perde filiados no semestre (- 4.298), seguido PPS (- 1.653) e do PHS (- 1.108).

 

LISTA DOS PARTIDOS, NÚMERO DE FILIADOS NO BRASIL > Filiados 2019 abril Brasil

 

Estado por Estado 

AC – ACRE

 

Habitantes: 882.572 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 552.950 (+0,96 %)

Eleitores filiados: 77.328 (13,98 % do eleitorado)

Partido do Governador: PP

Partido do Prefeito da Capital: PSB

 

Comentário do semestre: Somente 9 partidos tem crescimento, mas com volume suficiente para ter um aumento acima da média nacional no estado. Apesar de contar com o Governador, o Progressistas (PP) perde uma posição no ranking. O PT em baixa e o MDB aumentando, a diferença entre o líder e o segundo está agora em menos de 1.000 filiados.

Top 5: PT, MDB, PCdoB, PSDB (+1), PP (-1)

O PROS ganha seis posições, o PSL quatro, o PSDB sobe para a quarta posição.

Proporcionalmente, destaques positivo para PSL (+ 53,23 %), Solidariedade (+ 28,67 %) e PROS (+ 24,98 %), e negativo para NOVO (- 12,77 %), REDE (- 6,36 %) e Patriotas (- 2,97 %).

Confira o ranking dos partidos no Acre em abril de 2019 > 2019 Abril AC

 

AL – ALAGOAS

Habitantes: 3.338.196 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.196.253 (+0,38 %)

Eleitores filiados: 184.346 (8,39 % do eleitorado)

Partido do Governador: MDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: Somente 9 partidos crescem, sem modificação no Top 10. O MDB, com Governador reconduzido, aumenta sua vantagem na liderança.

Top 5: MDB, PP, PSB, PSDB, PTB (sem modificação)

O PSL ganha três posições, o Novo uma.

Proporcionalmente, destaques positivo para PSL (+ 20,80 %), NOVO (+ 12,31 %) e PROS (+ 2,18 %), e negativo para PCO (- 3,03 %), PCB (- 2,86 %) e REDE (- 0,77 %).

Confira o ranking dos partidos em Alagoas em abril de 2019 > 2019 abril AL

 

AM – AMAZONAS

Habitantes: 4.146.774 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.452.697 (+1,02 %)

Eleitores filiados: 246.906 (10,06 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSC

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: Movimentos importantes e surpreendentes no semestre: o PSC, partido do novo Governador, perde quase um quarto de seu efetivo, e três posições. Por outro lado, o PRB triplica seu número de filiados e chega ao Top 3. Somente 6 partidos conhecem crescimento, mas o espetacular aumento do PRB garante o maior crescimento nacional.

Top 5: PCdoB, PT (+1), PRB (+ 21), MDB, PSC (- 3)

O PRB ganha vinte-e-uma posições, o PSL três, o PT uma para chegar à vice-liderança.

Proporcionalmente, destaques positivo para PRB (+ 310,72 %), NOVO (+ 65,68 %) e PSL (+ 28,23 %), e negativo para PSC (- 23,10 %), Patriotas (- 6,82 %) e PMN (- 2,71 %).

Confira o ranking dos partidos no Amazonas em abril de 2019 > 2019 Abril AM

 

AP-AMAPÁ

Habitantes: 846.092 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 514.176 (+ 0,41 %)

Eleitores filiados: 97.701 (19,00 % do eleitorado)

Partido do Governador: PDT

Partido do Prefeito da Capital: REDE

 

Comentário do semestre: PSOL e PDT aumentam ainda mais suas vantagens sobre os outros. O PCO continua ausente do estado.

Top 5: PSOL, PDT, PSDB, PT, DEM. (sem modificação)

O PSL é o único a ganhar posições (duas) no ranking para chegar à décima-quarta.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo segundo semestre consecutivo (+ 33,33 %), PSL (+ 7,68 %) e PRB (+ 3,91 %), e negativo para PPL (- 2,78 %), PODE (- 1,29 %) e PRP (- 1,05 %).

Confira o ranking dos partidos no Amapá em abril de 2019 > 2019 Abril AP

 

BA-BAHIA

Habitantes: 14.875.031 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 10.494.601 (+ 0,98 %)

Eleitores filiados: 999.271 (9,52 % do eleitorado)

Partido do Governador: PT

Partido do Prefeito da Capital: DEM

 

Comentário do semestre: Só o PSDB cresce acima da média no Top 10, moderadamente. O milhão de filiados está próximo.

Top 5: MDB, DEM, PT, PP, PTB (sem modificação)

O PSL e o Novo ganham uma posição no ranking cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para Novo, pelo segundo semestre consecutivo (+ 60,27 %), PSL (+ 8,37 %) e SD (+ 4,55 %), e negativo para REDE pelo segundo semestre consecutivo (- 2,46 %), PCB (- 1,21 %) e PSTU (- 0,77 %).

Confira o ranking dos partidos na Bahia em abril de 2019 > 2019 Abril BA

 

CE-CEARÁ

Habitantes: 9.134.233 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 6.385.829 (+ 0,65 %)

Eleitores filiados: 548.557 (8,59 % do eleitorado)

Partido do Governador: PT

Partido do Prefeito da Capital: PDT

 

Comentário do semestre: Somente doze partidos conhecem aumento de seus filiados, dos quais o líder PT, único a crescer no Top 5.

Top 5: PT, PSDB, MDB, PP, PTB (sem modificação)

PSL e PROS ganham uma posição cada no ranking.

Proporcionalmente, destaques positivo para Novo pelo segundo semestre consecutivo (+ 27,72 %), PSL (+ 17,36 %) e PROS (+ 6,25 %), e negativo para PCO (- 3,80 %), Patriotas (- 1,50 %) e PSD (- 0,97 %).

Confira o ranking dos partidos no Ceará em abril de 2019 > 2019 Abril CE

 

DF: DISTRITO FEDERAL

Habitantes: 3.013.786 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.105.090 (+ 0,99 %)

Eleitores filiados: 216.473 (10,28 % do eleitorado)

Partido do Governador: MDB

 

Comentário do semestre: Pelo segundo semestre consecutivo, o DF é a unidade da Federação que mais cresceu em número de filiados, particularmente graças ao PT, que chega à liderança após um ano no qual ganhou mais de 8 mil militantes.

O PSL dobra seu número de filiados, mas ainda longe do Top 10.

O Top 5 é modificado: PT (+2), PSDB (-1), MDB (-1), PP, DEM.

No ranking, o PSL ganha quatro posições, o PT duas, PTB, DC e PSTU uma cada.

Em termos percentuais, os três partidos que mais cresceram no semestre foram PSL (+ 103,98 %), PT (+ 17,95 %) e PRB (+ 11,98 %).

Destaque negativo proporcional para PPS (- 8,94 %), PPL (- 4,23 %) e PCO (- 3,13 %).

Confira o ranking dos partidos no DF em abril de 2019 > 2019 Abril DF

PT chega à liderança no DF

Pelo segundo semestre consecutivo, são mais de 4 mil novos filiados no Partido dos Trabalhadores do Distrito Federal, levando o partido ao posto de preferido na capital. Os novos filiados são provenientes do todas as regiões, em particular em Ceilândia, Samambaia e Recanto das Emas.

Confira a repartição geográfica dos novos filiados ao PT no DF entre outubro de 2018 e abril de 2019 > 2019 abril filiados novos PT

 

ES-ESPÍRITO SANTO

Habitantes: 4.019.907 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.781.860 (+0,98 %)

Eleitores filiados: 347.857 (12,50 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSB

Partido do Prefeito da Capital: PPS

 

Comentário do semestre: o crescimento total é importante, mas concentrado nos PSDB e PSL.

Top 5: MDB, PDT, PP, PSDB (+1), PT (-1)

PSL ganha quatro posições no ranking, PSDB, PRTB e NOVO uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PSL (+ 34,80 %), NOVO (+ 31,49 %) e PSDB (+ 7,63 %), e negativo para Patriotas (- 2,07 %), REDE (- 1,42 %) e PHS (- 1,36 %).

Confira o ranking dos partidos no Espírito Santo em abril de 2019 > 2019 Abril ES

 

GO-GOIÁS

Habitantes: 7.023.230 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 4.515.570 (+ 1,38 %)

Eleitores filiados: 675.794 (14,97 % do eleitorado)

Partido do Governador: DEM

Partido do Prefeito da Capital: MDB

 

Comentário do semestre: Crescimento muito pequeno, apesar dos quatro primeiros conhecer aumento. O novo Governador não atrai filiados a seu partido.

Top 5: MDB, PSDB, PP, PT, DEM (sem modificação)

O Pros ganha três posições no ranking para entrar no Top 20

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo segundo semestre consecutivo (+ 29,50 %), PROS (+ 4,12 %) e PRB (+ 2,14 %), e negativo para REDE pelo segundo semestre consecutivo (- 2,08 %), PMN (- 0,97 %) e PSTU (- 0,80 %).

Confira o ranking dos partidos em Goiás em abril de 2019 > 2019 Abril GO

 

MA-MARANHÃO

Habitantes: 7.077.101 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 4.576.030 (+ 0,86 %)

Eleitores filiados: 581.154 (12,70 % do eleitorado)

Partido do Governador: PCdoB

Partido do Prefeito da Capital: PDT

 

Comentário do semestre: somente dez partidos vêem seus filiados aumentar, o bastante para ter um crescimento na soma do Estado.

Top 5: MDB, PTB, PDT, DEM, PP (sem modificação)

O Novo ganha uma posição, deixando a penúltima ao PSTU.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo segundo semestre consecutivo (+ 82,27 %), PSL (+ 6,13 %) e DEM e Patriotas (+ 1,99 %), e negativo para PSTU pelo segundo semestre consecutivo (- 2,65 %), Podemos (- 1,27 %) e Rede (- 0,98 %).

Confira o ranking dos partidos no Maranhão em abril de 2019 > 2019 Abril MA

 

MG – MINAS GERAIS

Habitantes: 21.172.984 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 15.763.581 (+0,40 %)

Eleitores filiados: 1.760.181 (11,17 % do eleitorado)

Partido do Governador: NOVO

Partido do Prefeito da Capital: PSD

 

Comentário do semestre: Pouquíssimos mineiros se animaram para se filiar a um dos partidos disponíveis, o que já tinha acontecido no semestre passado. Em um ano, foram pouco mais de 500 novos militantes no total.

Top 5: MDB, PT, PSDB, DEM, PP (sem modificação)

O Novo, partido do Governador, ganha uma posição no ranking, como no semestre precedente.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo segundo semestre consecutivo (+ 52,09 %), PRB (+ 3,20 %) e Rede (+ 2,73 %), e negativo para PPL (- 1,23 %), PSTU (- 1,00 %) e PMB (- 0,85 %).

Confira o ranking dos partidos em Minas Gerais em abril de 2019 > 2019 Abril MG

 

MS – MATO GROSSO DO SUL

Habitantes: 2.779.690 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 1.889.585 (+ 0,62 %)

Eleitores filiados: 311.948 (16,51 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSDB

Partido do Prefeito da Capital: PSD

 

Comentário do semestre: Pouca modificação no geral, três partidos do Top 5 crescem.

Top 5: MDB, PT, PSDB, PDT, PTB (sem modificação)

O PSOL e o Novo ganham uma posição no ranking cada, o Novo pelo segundo semestre consecutivo.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo (+ 12,14 %), PSOL (+ 7,66 %) e PSD (+ 7,25 %), e negativo para Rede (- 4,44 %), PCO (- 2,63 %) e Avante (- 0,68 %).

Confira o ranking dos partidos no Mato Grosso do Sul em abril de 2019 > 2019 Abril MS

 

MT – MATO GROSSO

Habitantes: 3.484.911 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.224.463 (- 4,54 %)

Eleitores filiados: 362.562 (16,30 % do eleitorado)

Partido do Governador: DEM

Partido do Prefeito da Capital: MDB

 

Comentário do semestre: O Mato Grosso registrou uma diminuição importante do número de eleitores, compensando o fraco crescimento de filiados.

Top 5: DEM, MDB, PSDB, PPS, PR (sem modificação)

O PSL e o Novo ganham uma posição no ranking, o Novo pelo segundo semestre consecutivo.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo segundo semestre consecutivo  (+ 16,77 %), PROS (+ 2,72 %) e PSL (+ 1,66 %), e negativo para Rede (- 1,21 %), PCdoB (- 1,08 %) e Patriotas (- 0,77 %).

Confira o ranking dos partidos no Mato Grosso em abril de 2019 > 2019 Abril MT

 

PA – PARÁ

Habitantes: 8.607.254 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 5.508.033 (+ 0,16 %)

Eleitores filiados: 573.276 (10,41 % do eleitorado)

Partido do Governador: MDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: sete partidos do Top 10 crescem, levando o total perto de 1 %.

Top 5: MDB, PT, PSDB, PRB, PTB (sem modificação)

O PSL ganha duas posições no ranking, o Novo uma.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo segundo semestre consecutivo (+ 64,69 %), PSL (+ 20,46 %) e PSOL (+ 3,92 %), e negativo para PPL (- 2,99 %, PSTU (- 2,24 %) e Rede (- 2,05 %).

Confira o ranking dos partidos no Pará em abril de 2019 > 2019 Abril PA

 

PB – PARAÍBA

Habitantes: 4.017.705 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.874.874 (+ 0,25 %)

Eleitores filiados: 349.843 (12,17 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSB

Partido do Prefeito da Capital: PV

 

Comentário do semestre: Os três primeiros perdem filiados, mas guardam vantagem suficiente para não serem ameaçados.

Top 5: MDB, DEM, PSDB, PT, PP (sem modificação)

O PSL é o único a ganhar uma posição no ranking.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo segundo semestre consecutivo (+ 12,09 %), PSL (+ 11,49 %) e PROS (+ 3,91 %), e negativo para PMB (- 1,44 %), REDE (- 1,16 %) e PSTU (- 1,03 %).

Confira o ranking dos partidos na Paraíba em abril de 2019 > 2019 Abril PB

 

PE-PERNAMBUCO

Habitantes: 9.560.709 (Estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 6.612.084 (+ 0,64 %)

Eleitores filiados: 618.717 (9,36 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSB

Partido do Prefeito da Capital: PSB

 

Comentário do semestre: o PDT é o único do Top 10 que cresce acima da média, anulando a baixa dos outros.

Top 5: PP, PT, PMDB, PDT, PSDB (sem modificação)

O PSL ganha duas posições no ranking, o PSOL uma.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo terceiro semestre consecutivo (+ 28,63 %), PSL (+ 19,55 %) e PSOL (+ 10,70 %), e negativo para PCO (- 6,35 %), Rede (- 4,06 %) e PMB (- 1,26 %).

Confira o ranking dos partidos em Pernambuco em abril de 2019 > 2019 Abril PE

 

PI – PIAUÍ

Habitantes: 3.272.803 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.380.329 (+ 0,40 %)

Eleitores filiados: 308.138 (12,95 % do eleitorado)

Partido do Governador: PT

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: só o líder MDB cresce no Top 10, o número total de filiados em baixa pelo segundo semestre consecutivo.

Top 5: MDB, PT, PSDB, PTB, DEM (sem modificação)

No ranking, só o Novo cresce uma posição.

Proporcionalmente, destaque positivo para o Novo pelo segundo semestre consecutivo, dobrando de novo o número de filiados (+ 108,40 %), PSL (+ 21,85 %) e PSOL (+ 2,82 %), e negativo para PTC (- 2,29 %), PPL (- 1,97 %) e Rede e PCO (- 1,67 %).

Confira o ranking dos partidos no Piauí em abril de 2019 > 2019 abril PI

 

PR – PARANÁ

Habitantes: 11.435.252 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 8.034.268 (+ 0,79 %)

Eleitores filiados: 1.034.163 (12,87 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSD

Partido do Prefeito da Capital: DEM

 

Comentário do semestre: seis partidos somente crescem no semestre, o número total de filiados está de novo em baixa, como no semestre passado, de forma mais importante desta vez (quase 9 mil a menos).

Top 5: MDB, PP, PSDB, PT, PDT (sem modificação)

O PSOL ganha uma posição no ranking.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo segundo semestre consecutivo (+ 12,27 %), PSOL (+ 8,47 %) e Patriotas (+ 5,65 %), e negativo para PSTU (- 11,34 %), PCO (- 5,71 %) e PCB (- 3,53 %)

Confira o ranking dos partidos no Paraná em abril de 2019 > 2019 abril PR

 

RJ – RIO DE JANEIRO

Habitantes: 17.265.675 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 12.492.760 (+ 0,67 %)

Eleitores filiados: 1.147.615 (9,25 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSC

Partido do Prefeito da Capital: PRB

 

Comentário do semestre: De novo, o PDT é o único no alto do ranking a não perder filiados. O PSL é responsável pela maior parte do aumento total dos filiados fluminenses.

Top 5: PDT, MDB, PT, PSDB, PP (sem modificação)

Mudanças no ranking: o PSL ganha três posições, o PRB duas, o PMB e o Novo uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PSL (+ 43,33 %), Novo (+ 11,10 %) e PRB (+ 6,01 %), e negativo para REDE pelo segundo semestre consecutivo (- 7,51 %), PMN (- 1,21 %) e PPL (- 0,81 %).

Confira o ranking dos partidos no Rio de Janeiro em abril de 2019 > 2019 abril RJ

 

RN – RIO GRANDE DO NORTE

Habitantes: 3.508.331 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 2.388.759 (+ 0,64 %)

Eleitores filiados: 271.215 (11,35 % do eleitorado)

Partido da Governadora: PT

Partido do Prefeito da Capital: MDB

 

Comentário do semestre: A batalha para a terceira colocação continua entre PP e PSD, enquanto o PT já tem a sétima em linha de mira.

Top 5: MDB, DEM, PP, PSDB, PR (sem modificação)

O PSL ganha duas posições no ranking, o PSOL e o Novo uma cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para o PSL (+ 29,77 %), o Novo (+ 25,27 %), e o PSOL (+ 9,66 %), e negativo para PRTB (- 1,49 %), Rede (- 1,43 %) e PSD (- 1,39 % cada).

Confira o ranking dos partidos no Rio Grande do Norte em abril de 2019 > 2019 abril RN

 

RO – RONDÔNIA

Habitantes: 1.777.703 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 1.183.406 (+ 0,64 %)

Eleitores filiados: 170.093 (14,47 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSL

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: O crescimento do PSL e do Pros constituem a maior parte do crescimento total de filiados do Estado no semestre.

Top 5: MDB, PSDB, PP, PT, PTB (sem modificação)

Pros e Novo ganham uma posição cada no ranking.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo segundo semestre consecutivo (+ 48,98 %), Pros (+ 43,72 %) e PSL (+ 19,72 %), e negativo para PSTU (- 2,20 %), Patriotas (- 1,79 %) e PMN (- 1,73 %).

Confira o ranking dos partidos em Rondônia em abril de 2019 > 2019 abril RO

 

RR – RORAIMA

Habitantes: 599.998 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 336.262 (+ 0,84 %)

Eleitores filiados: 57.979 (17,24 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSL

Partido da Prefeita da Capital: MDB

 

Comentário do semestre: O aumento do número de filiados mantém o alto porcentagem de militantes de todos os partidos em Roraima. O PP já mira o Top 3, enquanto PR, PRB e PPS continuam a batalha do fim do Top 10.

Top 5: PRP, PSDB, PDT, PP, PTB (sem modificação)

O PSL, partido do novo Governador, ganha cinco posições do ranking, e o PSB duas.

Proporcionalmente, destaques positivo para o Novo pelo segundo semestre consecutivo (+ 18,87 %), PSL (+ 15,35 %) e PR (+ 6,96 %), e negativo para PMB (- 2,65 %), PTC (- 1,96 %) e Podemos (- 1,64 %).

Confira o ranking dos partidos em Roraima em abril de 2019 > 2019 abril RR

 

RS – RIO GRANDE DO SUL

Habitantes: 11.377.211 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 8.382.214 (+ 0,33 %)

Eleitores filiados: 1.430.935 (17,07 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: Crescimento generalizado no Top 12: só o PPS em baixa. Le MDB se aproxima da liderança, agora com menos de 500 filiados a menos que o PDT.

Top 5: PDT, MDB, PP, PT, PTB (sem modificação)

O Solidariedade e o Novo ganham duas posições cada, o PRB e o PSL uma.

Proporcionalmente, destaques positivo para PSL (+ 42,64 %), Novo (+ 32,17 %) e PSD (+ 5,61 %), e negativo para PMB (- 3,33 %), Rede (- 3,11 %) e PPL (- 1,87 %).

Confira o ranking dos partidos no Rio Grande do Sul em abril de 2019 > 2019 abril RS

 

SC – SANTA CATARINA

Habitantes: 7.166.387 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 5.113.129 (+ 0,84 %)

Eleitores filiados: 888.861 (17,28 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSL

Partido do Prefeito da Capital: MDB

 

Comentário do semestre: Só o MDB perde filiados no Top 10, mas sua vantagem na liderança continua confortável. No total, somente sete partidos estão no campo negativo.

Top 5: MDB, PP, DEM, PSDB, PT (sem modificação)

O Novo ganha seis posições no ranking.

Proporcionalmente, destaques positivo para Novo pelo segundo semestre consecutivo (+ 50,56 %), PSL (+ 24,66 %) e PCB (+ 13,33 %), e negativo para PCO (- 6,90 %), Rede (- 3,35 %) e PSB (- 1,75 %).

Confira o ranking dos partidos em Santa Catarina em abril de 2019 > 2019 abril SC

 

SE – SERGIPE

Habitantes: 2.299.747 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 1.580.971 (+ 0,25 %)

Eleitores filiados: 176.507 (11,16 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSD

Partido do Prefeito da Capital: PCdoB

 

Comentário do semestre: Número de filiados exatamente igual entre outubro 2018 e abril 2019, mas mudanças na parte baixa do Top 10.

Top 5: PT, MDB, DEM, PSDB, PDT (sem modificação)

PSB ganha uma posição no ranking pelo segundo semestre consecutivo, bem como PR e PSL.

Proporcionalmente, destaques positivo para Novo pelo segundo semestre consecutivo (+ 34,71 %), PSOL (+ 10,10 %) e PSL (+ 2,64 %), e negativo para Rede (- 4,10 %), PPL (- 3,97 %) e PP (- 2,33 %).

Confira o ranking dos partidos em Sergipe em abril de 2019 > 2019 abril SE

 

SP – SÃO PAULO

Habitantes: 45.928.004 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 33.288.613 (+ 0,79 %)

Eleitores filiados: 3.228.920 (9,70 % do eleitorado)

Partido do Governador: PSDB

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: seis partidos do Top 10 crescem, mas o percentual de filiados volta a baixar.

Top 5: MDB, PT, PTB, PSDB, PP (sem modificação)

PSL, PSD, PSOL e Novo ganham uma posição cada.

Proporcionalmente, destaques positivo para Novo pelo segundo semestre consecutivo (+ 25,09 %), PSL (+ 6,93 %) e PSOL (+ 4,99 %), e negativo para PSTU (- 1,44 %), PTC (- 1,14 %) e PPL (- 0,77 %).

Confira o ranking dos partidos em São Paulo em abril de 2019 > 2019 abril SP

 

TO – TOCANTINS

Habitantes: 1.573.765 (estimativa IBGE 07/2019)

Eleitores: 1.042.412 (+ 0,29 %)

Eleitores filiados: 202.365 (19,41 % do eleitorado)

Partido do Governador: DEM

Partido do Prefeito da Capital: PSDB

 

Comentário do semestre: 

Top 5: MDB, PP, DEM, PSDB, PT (+1).

O PT entra no Top 5, ultrapassando o PR.

Proporcionalmente, destaques positivo para Novo pelo segundo semestre consecutivo dobrando seus filiados (+ 98,36 %), PSL (+ 12,22 %) e PSOL (+ 4,60 %), e negativo para PMN (- 3,29 %), Rede (- 3,00 %) e Avante (- 2,72 %).

Confira o ranking dos partidos no Tocantins em abril de 2019 > 2019 abril TO

 

ZZ – BRASILEIROS NO EXTERIOR

Habitantes: segundo o TSE, dos quase 3 milhões de brasileiros que moram fora do país, estima-se que, pelo menos, 1,5 milhão poderiam participar do pleito.

Eleitores: 513.224 registrados (+2,50 %)

Eleitores filiados: 1.320 (0,27 % do eleitorado)

Partido do Presidente da República: PSL

 

Comentário do semestre: Pouquíssimos brasileiros radicados no exterior são filiados a um partido, mas o semestre viu um salto importante desses, passando de 1.320 para 1.859. O PSD e o Solidariedade ganham seus primeiros militantes fora do Brasil.

Top 5: MDB, PSDB, PT, PP, PTB (sem modificação)

PMN avança duas colocações, DEM, DC, PRTB e PSTU ganham uma posição cada.

Semestre positivo para todos (exceto o Avante que fica com seus 7 filiados) e destaque porporcional para PRB (+ 250,00 %), PSTU (+200,00 %) e DC, PRTB e PSOL (+ 100,00 %).

Confira o ranking dos partidos para os brasileiros no exterior em abril de 2019 > 2019 abril ZZ

 

 

TABELA RECAPITULATIVA BRASIL abril 2019 > 2019 Abril Recapitulatif

 

Anúncios

Gastos em propaganda do GDF no 2o trimestre 2019: despesa aumenta mas fica abaixo do Gov. Rollemberg

O DODF 126, de 07/07/2019, informa que os gastos do Governo com Publicidade no primeiro trimestre de 2019 foram de R$ 7.266.732,18. Deste total, R$ 207.315,78 são referentes a gastos de 2018.

Cópia do DODF > DODF 126 08072019

Confira a série histórica por trimestre desde 2015 > GASTOS EM PROPAGANDA GDF Tableau

 

Para o segundo trimestre de 2019, o montante foi distribuído da forma seguinte (confira o gráfico por tipo de mídia e produção > Total pago 2o tri 2019 por tipo de mídia

 

Veiculação em TV: R$ 2.402.364,20 (confira os montantes por emissora > DODF 2019 2o tri midia TV

Produção: R$ 1.558.570,88 (confira os montantes por empresa > DODF 2019 2o tri midia produção

Veiculação na Internet: R$ 933.699,30 (confira os montantes por endereço > DODF 2019 2o tri midia internet

Veiculação em Jornal: R$ 910.368,59 (confira os montantes por jornal > DODF 2019 2o tri midia jornal

Veiculação em suportes alternativos (*): R$ 563.932,46 (confira os montantes por empresa > DODF 2019 2o tri midia alternativa

Veiculação em Radio: R$ 452.495,30 (confira os montantes por emissora > DODF 2019 2o tri midia radio

Veiculação de publicidade legal: R$ 438.682,19 (confira os montantes por jornal > DODF 2019 2o tri midia legal

Veiculação em revista: R$ 6.619,36, na revista Traços.

(*) a veiculação em suporte alternativos – outdoors, paradas de ônibus, carros de som – não deve ser confundida com a veiculação em mídia alternativa, objeto da Emenda 74/2014 ao artigo 149 da Lei Orgânica, de autoria da Deputada Luzia de Paula, que destina “no mínimo, dez por cento do total das despesas com publicidade do Poder Legislativo e dos órgãos ou entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo para contratação de veículos alternativos de comunicação comunitária impressa, falada, televisada e on-line sediados no Distrito Federal.”

No primeiro trimestre de 2019, o GDF elencou nesta categoria de “veiculação em mídia alternativa” gastos num total de R$ 602.340,29 (que corresponde a 8,29 % da despesa total) (confira a lista e os montantes da mídia alternativa > DODF 2019 2o tri midia v alt

(NB: as despesas da “veiculação alternativa” estão também incluídas nas respectivas categorias – internet e jornal – nas listas precedentes)

Servidores GDF, junho de 2019: os comissionados voltam

O Diário Oficial de 16 de junho de 2019 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Brasília em 30/06/2019, segundo balanço do Governo Ibaneis.

Cópia do DODF > DODF 132 16072019

 

Junho de 2019

O total de servidores próprios ativos em 30/06/2019 é de 125.563. A Secretaria de Educação continua o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 36.365 servidores, seguida da SE Saúde com 35.032 e da Polícia Militar com 11.208.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 13.324. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (1.678), seguida da Polícia Civil (1.148) e da SE Fazenda, Planejamento e Orçamento (915).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 6.216, que corresponde a 4,95 % do total de servidores.

Neste trimestre, a SE Justiça e Cidadania é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 387, seguida da PMDF (379) e da SE Saúde (304).

Em termos percentuais, exceto a CEB Gás onde o único servidor é de fora do quadro, o INAS – Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do DF aparece como o maior percentual de não-vinculados com todos seus 13 servidores fora do quadro (100 %), seguida da FUNAP – Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso com 47 de seus 51 servidores (92,16 %) e da CODHAB com 190 de seus 207 servidores (91,79 %)

Confira os servidores do GDF em 30/06/2019 > Total Servidores ativos jun 2019

 

Março/Junho 2019

Segundo trimestre da gestão Ibaneis Rocha, e as nomeações em cargos de confiança deram um salto. 809 Servidores a mais ocupam funções gratificadas, dos quais 520 nomeados por livre provimento. É quase 25 % a mais que no segundo trimestre da gestão Rollemberg. Por outro lado, o número de concursados continua em baixa: 1.045 saíram da força ativa desde abril.

 

Em alta: A PMDF foi a que mais cresceu no semestre (+ 222), seguido da SE Educação (+ 172) e da SE Segurança Pública (+ 120).

O contingente total de comissionados sem vínculo cresceu quase 10 %. Os destaques de alta foram a SE Trabalho (+ 53), a SE Desenvolvimento Econômico (+ 49) e a SE Educação (+ 48).

Em baixa: A SE Saúde perde um total de 280 Servidores, a SE Justiça e Cidadania 218 e a CODEPLAN 156.

Examinando os quadros fora do GDF, raras são as unidades que perderam efetivo no trimestre: a SE Casa Civil foi a que mais desligou apadrinhados (- 81), seguida da AR Recanto das Emas (- 11) e da AR Jardim Botânico (- 10).

 

As Administrações Regionais empregam um total de 1.968 pessoas (+ 72), sendo 1.232 “indicados”, 88 a mais que em março deste ano. Os “fora do quadro” representam 62,60 % da força de trabalho das ARs.

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre março e junho de 2019 > Servidores mar-jun 2019

 

Histórico:

Confira a variação da força de trabalho total do GDF desde dezembro de 2014 > Tableau servidores GDF Força Junho 2019

Confira a variação dos comissionados sem vínculo desde dezembro de 2014 > Tableau servidores GDF comissionados

 

 

Gastos de propaganda e publicidade do GDF no 1o trimestre 2019: menos de R$ 3 milhões

O DODF 069, de 11/04/2019, informa que os gastos do Governo com Publicidade no primeiro trimestre de 2019 foram de R$ 2.869.391,91 (todos referentes a despesas de 2018).

(NB: a publicação no DODF indica, pela primeira vez, os montantes empenhados e liquidados, estes referentes a 2019. Verificaremos na próximo publicação como apresentá-los).

Cópia do DODF > DODF 069 11-04-2019 INTEGRA Prop 1o tri 2019-páginas-43-45

Confira a série histórica por trimestre desde 2015 > GASTOS EM PROPAGANDA GDF Tableau

 

Para o primeiro trimestre de 2019, o montante foi distribuído da forma seguinte (confira o gráfico por tipo de mídia e produção > Total pago 1o tri 2019 por tipo de mídia

Os gastos, todos de 2018, são de veiculação. Não houve pagamento de produção.

 

Veiculação em TV: R$ 1.417.386,84 (confira os montantes por emissora > DODF 2019 1o tri midia TV

Veiculação na Internet: R$ 384.246,85 (confira os montantes por endereço > DODF 2019 1o tri midia internet

Veiculação em Jornal: R$ 336.014,46 (confira os montantes por jornal > DODF 2019 1o tri midia jornal

Veiculação em suportes alternativos (*): R$ 305.219,06 (confira os montantes por empresa > DODF 2019 1o tri midia alternativa

Veiculação de publicidade legal: R$ 182.535,72 (confira os montantes por jornal > DODF 2019 1o tri midia legal

Veiculação em Radio: R$ 147.217,50 (confira os montantes por emissora > DODF 2019 1o tri midia radio

Veiculação em revista: R$ 96.771,48 (confira os montantes por revista > DODF 2019 1o tri midia revista

(*) a veiculação em suporte alternativos – outdoors, paradas de ônibus, carros de som – não deve ser confundida com a veiculação em mídia alternativa, objeto da Emenda 74/2014 ao artigo 149 da Lei Orgânica, de autoria da Deputada Luzia de Paula, que destina “no mínimo, dez por cento do total das despesas com publicidade do Poder Legislativo e dos órgãos ou entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo para contratação de veículos alternativos de comunicação comunitária impressa, falada, televisada e on-line sediados no Distrito Federal.”

No primeiro trimestre de 2019, o GDF elencou nesta categoria de “veiculação em mídia alternativa” gastos num total de R$ 127.293,79 (que corresponde a 4,44 % da despesa total) (confira a lista e os montantes da mídia alternativa > DODF 2019 1o tri midia v alternativos

(NB: as despesas da “mídia alternativa” estão também incluídas nas respectivas categorias – internet e jornal – nas listas precedentes)

Servidores GDF, março de 2019: baixa de 15% dos comissionados

O Diário Oficial de 15 de abril de 2019 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Brasília em 31/03/2019, primeiro balanço do Governo Ibaneis.

Cópia do DODF > DODF 071 15-04-2019 Força GDF

 

Março de 2019

O total de servidores próprios ativos em 31/03/2019 é de 126.088. A Secretaria de Educação continua o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 36.193 servidores, seguida da SE Saúde com 35.312 e da Polícia Militar com 10.986.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 12.515. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (1.611), seguida da Polícia Civil (1.116) e da SE Fazenda, Planejamento e Orçamento (862).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 5.696, que corresponde a 4,52 % do total de servidores.

A PMDF é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 373, seguida da SE Justiça e Cidadania (344) e da SE Saúde (271).

Em termos percentuais, exceto a CEB Gás onde o único servidor é de fora do quadro, a SE Juventude aparece como o maior percentual de não-vinculados com todos seus 11 servidores fora do quadro (100 %), seguida do INAS – Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores com 13 de seus 14 servidores (92,86 %) e da CODHAB com 192 de seus 207 servidores (92,75 %)

Confira os servidores do GDF em 31/03/2019 > Comissionados mar 2019

 

Dezembro 2018/Março 2019

O primeiro trimestre do Governo Ibaneis traz várias modificações na estrutura do Governo do Distrito Federal: (re)criação de Secretarias, transferências de competências, as comparações ficam prejudicadas em alguns órgãos. No entanto, em números totais, todos os indicadores indicam baixas: a força total diminui ligeiramente (- 149), as funções gratificadas (somando os cargos em comissão ocupados tanto por Servidores do quadro quanto por pessoal de fora) abaixam em mais de 12 %, e os indicados de fora estão em franca queda, passando de 6.734 no último dia do Governo Rollemberg, a 5.696 após três meses de Ibaneis Rocha no Buriti (- 15 %). No entanto, o número desses é mais elevado que no primeiro trimestre de 2015, há quatro anos, quando atingia 5.198.

 

Em alta: Com as modificações na estrutura do GDF, algumas unidades exibem números inflados, tanto na alta quanto na baixa dos efetivos. A SE Justiça e Cidadania foi a que mais cresceu no semestre (+ 2.472), seguido da SE Fazenda, Orçamento e Gestão – era duas distintas até dezembro – (+ 1.081) e da SE Saúde (+ 1.080).

O contingente total de comissionados sem vínculo baixou muito. Excluindo as Secretarias recriadas ou modificadas, os destaques de alta foram SE Desenvolvimento Urbano e Habitação ( +32), Vice Governadoria (+ 30) e Caesb (+ 25).

Em baixa: A SE Desenvolvimento Social perde 504 Servidores, a PMDF 472 e a SE Educação 192.

Examinando os quadros fora do GDF, e sem levar em conta as unidades extintas ou reformuladas, de novo a SE Desenvolvimento Social foi a unidade que mais desligou servidores (- 289), seguida da SE Saúde (- 129) e da SE Esporte, Lazer e Turismo (- 98).

 

As Administrações Regionais empregam um total de 1.896 pessoas, sendo 1.144 “indicados”, 320 a menos que no fim do Governo Rollemberg. Os “fora do quadro” representam 60,34 % da força de trabalho das ARs.

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre dezembro de 2018 e março de 2019 > Servidores dez 2018-mar 2019

 

Histórico:

Confira a variação da força de trabalho total do GDF desde dezembro de 2014 > Tableau servidores GDF Força março 2019

Confira a variação dos comissionados sem vínculo desde dezembro de 2014 > Tableau comissionados GDF março 2019

 

 

Eleição para o Conselho Tutelar DF 2019

(ilustração proveniente do site do CDCA/DF)

A SEJUS publica o resultado da segunda fase da escolha dos Conselheiros Tutelares para 2020/2023

O Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) publicou na sexta-feira (9/8) o resultado final na segunda fase – análise de documentação e registro de candidatura e a relação dos candidatos habilitados a participar do processo de eleição, referentes ao processo seletivo destinado à escolha dos membros do Conselho Tutelar do Distrito Federal para o quadriênio 2020/2023.

Confira a lista > DODF 150 09-08-2019 INTEGRA-páginas-46-48

 

 

DODF publica edital para contratação de empresa para coleta de votos

AVISO DE LICITAÇÃO

 

O Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) publicou nesta sexta-feira (12/07/2019) o Edital de Licitação para contratação de pessoa jurídica para prestação de serviços de apoio à realização da coleta de votos para o processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar do Distrito Federal no quadriênio 2020/2023. A modalidade será pregão eletrônico.

 

A despesa com a execução do objeto da licitação é estimada em R$ 2.386.728,14 (dois milhões trezentos e oitenta e seis mil setecentos e vinte e oito reais e quatorze centavos).

 

A abertura do certame será às 10h do dia 24 de julho de 2019. O Edital poderá ser retirado nos endereços eletrônicos http://www.comprasgovernamentais.gov.br e http://www.sejus.df.gov.br a partir do dia 12/07/2019. Informações pelo telefone: (61) 3213-0712.

 

Votação

Quem vai definir os próximos conselheiros tutelares é a população, por meio do voto direto e secreto, em 6 de outubro deste ano. Cada cidadão poderá votar em um candidato da região administrativa correspondente à seção em que o Título de Eleitor esteja registrado. O processo de escolha é organizado pelo Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Vagas

No total, serão preenchidas 200 vagas para membros titulares e até 400 para suplentes. O DF tem 40 conselhos tutelares, sendo cinco conselheiros titulares e dez suplentes para cada unidade. Os conselhos são vinculados administrativamente à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus/DF).

O valor da remuneração mensal é de R$ 4.684,66. O exercício dessa função será em regime de dedicação exclusiva ao serviço, ou seja, os conselheiros não poderão exercer qualquer outra atividade profissional remunerada, pública ou privada.

O Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente CDCA/DF adotou a Resolução Normativa 87, de 1o de abril de 2019, publicada no Suplemento 65 do DODF de 5 de abril, estabelecendo o regulamento do Processo de Escolha dos Membros dos Conselhos Tutelares do DF para o quadriênio 2020/2023.

Confira a publicação no DODF > DODF 065 05-04-2019 SUPLEMENTO conselho tutelar-páginas-6-9

Para o eleitor, a principal modificação em relação ao processo eleitoral de 2015 é que ele escolherá o nome de um só candidato, e não cinco. O número de Conselheiros permanece fixado em cinco por Conselho, totalizando 200 nos 40 CT do DF.

O dia do pleito será 6 de outubro de 2019, os eleitores aptos serão os mesmos que numa eleição política, seguindo os critérios do TSE, mas o voto é facultativo.

Será publicado um Edital de convocação do Processo de Escolha que detalhará o cronograma, os requisitos de candidatura e as regras das campanhas.

 

Nota do blog > À primeira leitura da Resolução, três pontos chamam à atenção:

. A regra da proibição do terceiro mandato consecutivo permanece (artigo 34o), mas o artigo 3o indica que o mandato de 2013/2015 não será computado no processo eleitoral. Assim, nosso entendimento é que um Conselheiro eleito em 2013, reeleito 2015 poderá participar da eleição 2019. O mesmo artigo 3o só impede esta possibilidade a quem teria exercido o mandato desde a primeira eleição, em 2009.

. O exame de Conhecimento Específico, primeira etapa após a inscrição dos candidatos, parece ser exigido de todos os candidatos, incluindo os atuais Conselheiros. Em 2015, o exame era reservado aos novos candidatos. O Edital de convocação para 2019 deverá confirmar ou infirmar esta novidade.

. O frequência mínima exigida no curso de formação (para os eleitos) passa de 75 % para 80 %.

 

 

 

Emendas de bancada dos parlamentares do DF ao Orçamento da União 2019

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou na terça-feira 26 de março a PEC 2/2015 que amplia a imposição de execução do Orçamento aprovado pelo Congresso Nacional por parte do Executivo.

A PEC agora segue para o Senado Federal. Em caso de aprovação por essa Casa, as emendas de bancada (emendas coletivas dos Deputados e Senadores apresentadas em conjunto) passarão a ser impositivas, como as emendas individuais já o são hoje.

A bancada Federal do DF apresentou ao Orçamento da União de 2019 emendas num total de R$ 833.828.521,00 . O relator geral diminuiu as pretensões distritais para R$ 210.484.125,00, autorizando as emendas seguintes:

. Saúde Apoio ao custeio do Hospital da Criança de Brasília: R$ 80.000.000,00

. Segurança Pública Apoio ao funcionamento do Centro Integrado de Operação de Brasília – CIOB: R$ 14.628.521,00

. Educação Construção de novas Escolas Classes e Creches: R$ 40.000.000,00

. Segurança Pública Reforma e construção do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças – CEFAP do CBMDF: R$ 15.000.000,00

. Segurança Pública Aquisição de 130 viaturas descaracterizadas para PCDF: R$ 10.000.000,00

. Saúde Custeio de assistência médica: R$ 10.000.000,00

. Habitação Construção de edifício habitacional linear no Setor de Chácaras Santa Luzia, assim como construção de 30 mil unidades habitacionais: R$ 3.000.000,00 (foram pedidos R$ 91 milhões)

. Saúde Aquisição de equipamentos e materiais permanentes para a atenção básica à saúde: R$ 19.589.767,00 (foram pedidos R$ 24 milhões)

. Transporte Construção do terminal da Asa Norte: R$ 3.000.000,00 (foram pedidos R$ 69 milhões)

. Transporte Construção de Anel Viário de Brasília: R$ 3.000.000,00 (foram pedidos R$ 120 milhões)

. Educação Oferta de 30 mil na modalidade EAD-Educação à Distância no Instituto Federal de Brasília: R$ 3.265.837,00 (foram pedidos R$ 45 milhões)

. Transporte Conclusão da Estação 104 Sul do Metrô: R$ 3.000.000,00 (foram pedidos R$ 25 milhões)

. Transporte Duplicação, drenagem, restauração, pavimentação e ampliação de estradas: R$ 3.000.000,00 (foram pedidos R$ 125 milhões)

. Urbanismo Pavimentação, drenagem e iluminação pública: R$ 3.000.000,00 (foram pedidos R$ 117,4 milhões)

. Saneamento básico Implantação do esgotamento sanitário em Arniqueira/DF para regularização de 6.717 unidades habitacionais: R$ 3.000.000,00 (foram pedidos R$ 50 milhões)