Inicial > 2020, Comissionados, GDF, Servidores > Servidores GDF, dezembro 2020: Sem vínculos continuam crescendo

Servidores GDF, dezembro 2020: Sem vínculos continuam crescendo

O Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) de 20 de janeiro de 2021 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Distrito Federal (GDF) em 31/12/2020.

Cópia do DODF > DODF 20_01_2021 Força GDF

Dezembro de 2020

O total de servidores próprios ativos no final de 2020 é de 122.757. A Secretaria de Saúde é o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 35.447 servidores, seguida da Secretaria de Educação com 33.220 e da Polícia Militar com 10.610.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 15.307. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (1.899), seguida da Polícia Civil (1.204) e da SE Economia (1.093).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 7.746, que corresponde a 6,31 % do total de servidores. Em termos de cargos e funções comissionadas, os sem vínculo representam 50,60% do total, o que parece em desacordo com o artigo 2º da Lei nº 4.858 de 2012, estipulando que “pelo menos 50% do total de cargos em comissão, incluídos os cargos de natureza especial, da administração direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo, devem ser exercidos por servidores ocupantes de cargo de provimento efetivo”.

A SE Justiça e Cidadania é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 416, seguida da SE Saúde (349) e da PMDF (336).

Duas unidades só tem pessoas indicadas (100%): a Secretaria de Desenvolvimento de Região Metropolitana, com 23 e a CEB Gás, com 3.

Confira os servidores do GDF em 31/12/2020 > Servidores dez 2020

 

Setembro/Dezembro 2020

Após uma aumento de concursados no terceiro trimestre, graças à forte contratação na SE Saúde, a força total de trabalho efetiva volta a diminuir, e termina o ano menor que no final de 2019, passando de nova abaixo dos 123 mil servidores, todas as situações e categorias somadas.

Por outro lado, o ritmo de crescimento dos cargos de confiança e funções comissionadas (+171) e na contratação de sem vínculo (+134) voltou à média trimestral desde o início de 2019. Os “apadrinhados” representam hoje 6,31 % do total de servidores, um recorde nos últimos anos.

Um nova Secretaria foi criada, Extraordinária da Família, em contrapartida a de Relações Parlamentares deixou de existir e foi incorporada à Casa Civil.

 

Em alta: A Polícia Militar é a campeã de novas recrutas no trimestre (256), seguida da de Desenvolvimento Social (108) (que chamou concursados da carreira de Assistência Social) e da do Trabalho (46), todos sem vínculo.

A Secretaria Extraordinária da Família estreia com 56 servidores, dos quais somente 4 são concursados.

No computo dos comissionados sem vínculo, é a SE Trabalho que recebeu o maior número de indicados (51), seguida da de Atendimento à Comunidade (38) e da Seduh (24).

A Casa Civil tem saldo positivo de 42 comissionados, mas são oriundos da incorporação da SE Relações Parlamentares, que tinha 44 apadrinhados.

 

(NB: Na tabela, o maior crescimento é da Secretaria de Administração Penitenciária (SEAPE), com 2.007 servidores, que estão oriundos da SE Segurança Pública (SSP), que perde 1.959 membros.)

Entra pela primeira vez na lista a recém-criada Secretaria de Empreendedorismo, com força de trabalho de 91 pessoas. Muitas delas vêm da SE Desenvolvimento Econômico (SDE) que tem baixa de 77 servidores.

Mais um ligeiro aumento do total de comissionados sem vínculo, que passa de 7.560 para 7.612. O crescimento maior foi na Administração Regional de Brazlândia, com 33 funcionários suplementares, seguida da Administração do Sol Nascente/Por do Sol com 16. O Iprev e a SE Saúde ganham 15 integrantes indicados à mais.

Em baixa: É a Secretaria de Educação que ocupa mais uma vez o topo do ranking de perdas de servidores no trimestre, com 496 a menos, dos quais 52 apadrinhados. A Novacap que já perdeu 99 funcionários no trimestre passado, vê a saída de 242 outros, aderentes ao PDV proposto pela empresa. Já a situação no Instituto Brasília Ambiental (Ibram) volta a preocupar: com 137 servidores a menos, é um quarto do efetivo que foi embora.

No ranking dos sem vínculo, a SE Educação também aparece em primeiro (-52) seguida da PMDF (-42) e da Governadoria (-14)

 

Mais um ligeiro aumento da força de trabalho das Administrações Regionais, que chega a um total de 2.174 (+12 no trimestre), com destaque para a AR Taguatinga (+16).  Os sem vínculo (1.463) correspondem a 67,30 % da força de trabalho das ARs.

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre setembro e dezembro de 2020 > Servidores set-dez 2020

 

Históricos:

Confira a variação da força de trabalho total do GDF desde dezembro de 2014 > Tableau servidores GDF

Confira a variação dos comissionados sem vínculo desde dezembro de 2014 > Tableau servidores sem vínculo

Compare a força ativa nos governos Rollemberg e Ibaneis > Força ativa GDF Rollemberg Ibaneis

Compare os cargos em comissão nos governos Rollemberg e Ibaneis > Cargos em comissão Rollemberg Ibaneis

Compare o número de servidores sem vínculo (indicados) nos governos Rollemberg e Ibaneis > Sem vínculo Rollemberg Ibaneis

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: