Inicial > 2020, Comissionados, GDF, Servidores > Servidores GDF, junho 2020: Saúde ultrapassa Educação apesar de baixa

Servidores GDF, junho 2020: Saúde ultrapassa Educação apesar de baixa

O Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) de 22 de julho de 2020 publica o quadro da força de trabalho ativa do Governo de Distrito Federal (GDF) em 30/06/2020.

Cópia do DODF > DODF 137 22-07-2020 INTEGRA-páginas-5-9

 

Junho de 2020

O total de servidores próprios ativos em 30/06/2020 é de 122.047. A Secretaria de Saúde é o maior “empregador” do serviço público Distrital, com 34.053 servidores, seguida da Secretaria de Educação com 33.613 e da Polícia Militar com 10.443.

O total de cargos em comissão (concursados + livre provimento) é de 15.027. Em números absolutos, é SE Saúde que possui mais funções gratificadas (1.829), seguida da Polícia Civil (1.175) e da SE Economia (1.056).

O número de cargos comissionados ocupados por servidores sem vínculos com o GDF é de 7.560, que corresponde a 6,19 % do total de servidores. Em termos de cargos e funções comissionadas, os sem vínculo representam 50,30% do total, o que parece em desacordo com o artigo 2º da Lei nº 4.858 de 2012, que estipula que “pelo menos 50% do total de cargos em comissão, incluídos os cargos de natureza especial, da administração direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo, devem ser exercidos por servidores ocupantes de cargo de provimento efetivo”.

A SE Justiça e Cidadania é a unidade com maior número absoluto de comissionados de livre provimento (sem concurso) com 430, seguida da PMDF (389) e da SE Saúde (334).

Duas unidades só tem pessoas indicadas (100%): a Secretaria de Desenvolvimento de Região Metropolitana, com 26 e a CEB Gás, com 4.

Confira os servidores do GDF em 30/06/2020 > Servidores jun 2020

 

Março/junho 2020

Apesar de ultrapassar a SE Educação pela primeira vez, e também das contratações em razão da pandemia do novo coronavírus, a SE Saúde tem um saldo negativo no trimestre: 82 profissionais a menos. Explicações podem ser encontradas nesta matéria do portal Metrópoles. A SES vira maio empregador do DF porque a SE Educação perde muito mais no trimestre: -893, reflexo dos pedidos de aposentadorias que continuam em volume elevado.

O trimestre é de ampliação das mesmas tendências desde o início do governo Ibaneis: alta nos cargos de confiança e funções comissionadas (+703) e na contratação de sem vínculo (+564), e baixa nos concursados (-1.172)

O saldo da força total no trimestre é negativo em 608 servidores.

 

Em alta: A Polícia Civil (PCDF) é a única unidade que integra mais de 100 servidores no trimestre. A SE Economia aparece em segundo com 97 seguida de SE Trabalho e da SE Extraordinária da Pessoa com Deficiência, criada há menos de um ano. Ambas vê o efetivo aumentar em 72 pessoas, quase todas sem vinculo.

Entra pela primeira vez na lista a recém-criada Secretaria de Empreendedorismo, com força de trabalho de 91 pessoas. Muitas delas vêem da SE Desenvolvimento Econômico (SDE) que tem baixa de 77 servidores.

O total de comissionados sem vínculo cresceu 8,06% e ultrapassou 7,5 mil, contingente que não se via desde o governo Agnelo. Os destaques de alta foram a SE Extraordinária da Pessoa com Deficiência (+68), a SE Trabalho (+61) e a SE Justiça e Cidadania (Sejus) com 57.

 

Em baixa: A SE Educação é a maior perdedora de força de trabalho no trimestre, mais uma vez, com 893 servidores a menos. A seguir, forças de segurança: PMDF (-230) e CBMDF (-147).

Com saldo positivo de entrada de 564 servidores sem vínculo no trimestre, foram poucas as unidades a perder esta categoria de funcionários. Os 52 da Secretaria de Desenvolvimento Econômico foram realocados na SE Empreendedorismo. A SE Economia se separou de 36 sem vínculo, a SE Saúde de 36 e a CEB dispensou 15.

A SE Trabalho teve reorganização e viu seu contingente de “indicados” passar de 143 para 86 (-57), seguida da SE Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEDUH) que perdeu 15 “sem vínculo” e do Gabinete do Governador com -13.

 

Ligeiro aumento da força de trabalho das Administrações Regionais, que chega a um total de 2.116 (+66 no trimestre), sendo 1.389 “apadrinhados”, 81 a mais que no fim de março. Os “fora do quadro” representam 65,64 % da força de trabalho das ARs.

Confira a variação da força de trabalho do GDF entre março e junho de 2020 > Servidores mar-jun 2020

 

Histórico:

Confira a variação da força de trabalho total do GDF desde dezembro de 2014 > Tableau servidores GDF

Confira a variação dos comissionados sem vínculo desde dezembro de 2014 > Tableau sem vínculo GDF

 

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: