Início > Distritais, Federal > Renovação nas bancadas do DF

Renovação nas bancadas do DF

O assunto “renovação” da representação política, após frequentar há tempo as páginas das redes sociais, chegou às ruas em junho de 2013. E, nestas poucas semanas que faltam para a obrigação de filiação partidária para os candidatos a cargo eletivo em outubro do ano que vem, começam as avaliações sobre os prováveis índices de renovação da bancada dos oito Deputados Federais do DF na Câmara dos Deputados, e sobre as 24 vagas da CLDF.

Analistas e jornalistas indicam taxas de renovação superior a 50 ou 60 %, atingido até mesmo 75 %. Estas altas previsões podem surpreender, mas não deixam de estar a linha com a média histórica de renovação dos parlamentares do DF. A CLDF troca, a cada reeleição, mais da metade de seus integrantes, e desde 1994, 15 dos 24 Distritais não voltam a seus escritórios pela vontade das urnas. Na bancada Federal, a taxa de renovação vai crescendo, atingindo 87,5 % na última eleição, quando somente Geraldo Magela (PT) renovou seu mandato.

1994

Bancada Federal: na primeira prova da reeleição dos Federais no DF/Brasília, a taxa de sucesso foi elevada. Somente 25 % da bancada foi renovada. Paulo Octávio (PRN) foi o único a tentar e perder a reeleição. Sigmaringa Seixas (PSDB) não conseguiu o Senado. Foram reeleitos para a Câmara dos Deputados: Augusto Carvalho (PCB), Osório Adriano (PFL), Benedito Domingos (PTR), Maria Laura (PT), Jofran Frejat (PFL) e Chico Vigilante (PT).

CLDF: A renovação foi de 54 %. 9 dos 24 Distritais (Fernando Naves, Salviano Guimarães, Maurílio Silva, Aroldo Satake, Eurípedes Camargo, Tadeu Roriz, Gilson Araujo, José Ornelas e Rose Mary) se candidataram à reeleição sem sucesso, enquanto 4 tentaram a deputação Federal. O único a conseguir foi Agnelo Queiroz (PCdoB). Foram reeleitos Pedro Celso (PT), Lúcia Carvalho (PT), Cauhy (PL), Peniel Pacheco (PST), Benício Tavares (PDT), Geraldo Magela (PT), Manoelzinho (PTR), Edimar Pireneus (PDT), Zé Edmar (PSL), Claudio Monteiro (PRP) e Wasny (PT).

1998

Bancada Federal: A taxa de renovação já chegou a 62,5 %. Chico Vigilante (PT), Maria Laura (PT) e Osório Adriano (PFL) não conseguiram a reeleição, enquanto Benedito Domingos foi eleito Vice-Governador e Augusto Carvalho (PPS) não chegou ao Senado. Os reeleitos foram Vigão (PP), Jofran Frejat (PP) e Agnelo Queiroz (PCdoB).

CLDF: 12 dos 24 Distritais se reelegeram (50 %), menor taxa de renovação da Câmara Legislativa. 7 foram candidatos à reeleição sem sucesso (Manoelzinho, Cauhy, Claudio Monteiro, Marcos Arruda, Cafu, Zé Ramalho e Marco Lima) 5 tentaram outro cargo, com sucesso para Luis Estévão (PP) no Senado e Pedro Celso (PT), Geraldo Magela (PT) e Tadeu Filippelli (PP) juntando-se à bancada Federal. Peniel Pacheco foi derrotado. Se reelegeram Maninha (PT), Odilon Aires (PMDB), João de Deus (PDT), Edimar Pireneus (PP), Daniel Marques (PP), Lúcia Carvalho (PT), Benício Tavares (PP), Wasny (PT), Cesar Lacerda (PRN), Zé Edmar (PSDB), Adão Xavier (PFL) e Renato Rainha (PL). Este último, reeleito, não chegou a voltar à Câmara no ano seguinte, indicado no fim de 1998 para o TCDF.

2002

Bancada Federal: A taxa aumenta ainda para 75 % de renovação. Somente Pedro Celso (PT) é derrotado na reeleição, mas Vigão (PPB) volta à CLDF (exemplo único na história), Paulo Octávio (PFL) vai ao Senado e Maria Abadia (PSDB) é Vice-Governadora. Geraldo Magela (PT) perde a eleição para o GDF, e Jofran Frejat (PPB) não chega à câmara alta. Forma reeleitos: Tadeu Filippelli (PMDB) e Agnelo Queiroz (PCdoB).

CLDF: A taxa de substituição chega a 62,5 %. Tatico (PSC) se elegeu Federal, enquanto Wasny (PT), Maninha (PT) e José Rajão (PSDB) não chegam à Câmara dos Deputados. Rollemberg (PSB) não passa do primeiro turno para o GDF. Além disto, 9 Distritais não conseguem a reeleição (Aguinaldo de Jesus, Daniel Marques, Cesar Lacerda, João de Deus, Edimar Pirineus, Lúcia Carvalho, Alírio Neto, Wilson Lima e Agrício Braga). Foram reeleitos Benício Tavares (PTB), Zé Edmar (PMDB), Gim (PFL), Odilon Aires (PMDB), Chico Floresta (PT), Eurides Brito (PMDB), Adão Xavier (PPB), Paulo Tadeu (PT) e Anilcéia Machado (PSDB).

2006

Bancada Federal: A renovação se repete em 75 %. Maninha (PT) e Sigmaringa Seixas (PT) não voltam à Câmara, o Pastor Jorge (PMDB) e Tatico (PSD) deixam o DF (Tatico se elege Federal por Goiás). Agnelo Queiroz (PCdoB) não vai ao Senado, mas José Roberto Arruda consegue o Buriti. Foram reeleitos: Tadeu Filippelli (PMDB) e Alberto Fraga (PMDB).

CLDF: Mantem-se a renovação em 62,5 %. Quatro distritais não se apresentam às urnas – Cauhy (PFL) faleceu em 2005, Anilcéia Machado (PSDB) foi para o TCDF, Adão Xavier (PSD) foi cassado e Fabio Barcellos (PL) sumiu. Zé Edmar (PMDB) e Izalci (PFL) ficam na suplência para a Câmara dos Deputados enquanto Arlete Sampaio perde já no primeiro turno para o Governo do DF. 6 Distritais são candidatos à reeleição, mas sem sucesso (Eurides Brito, Chico Vigilante, Chico Floresta, Vigão, Odilon Aires e Peniel Pacheco). Foram reeleitos: Benício Tavares (PMDB), Paulo Tadeu (PT), Rôney Nemer (PSD), Érika Kokay (PT), Leonardo Prudente (PMDB), Eliana Pedrosa (PL), Pedro Passos (PSD), Chico Leite (PCdoB), Junior Brunelli (PP).

2010

Bancada Federal:  a renovação chega a 87,5 %. Robson Rodovalho (PFL) não é candidato, Rodrigo Rollemberg (PSB) vai para o Senado e Tadeu Filippelli (PMDB) para a Vice-Governadoria, deixando sem mandato os concorrentes Alberto Fraga (PFL) e Jofran Frejat (PSC). Augusto Carvalho (PPS) e Laerte Bessa (PSC) ficam na suplência. Só Geraldo Magela (PT) se reelege.

CLDF: Apesar das reviravoltas no cenário política de 2009/2010, a taxa de renovação se mantém em 62,5 %. Após um fim de legislatura conturbada, 6 Distritais não se apresentam às urnas. Junior Brunelli (PSC), Pedro Passos (PMDB) e Leonardo Prudente (PFL) foram cassados, Rogério Ulysses foi expulso do PSB, Aguinaldo de Jesus está em Goiás e Wilson Lima impedido por ter assumido o Governo provisoriamente. Por outro lado, quatro distritais “sobem” para a Câmara dos Deputados: Reguffe (PDT), Paulo Tadeu (PT), Jaqueline Roriz (PMN) e Érika Kokay (PT). 5 são candidatos à reeleição, sem sucesso (Milton Barbosa, Dr Charles, Paulo Roriz, Raimundo Ribeiro e Batista das Cooperativas). Foram reeleitos: Cristiano Araujo (PTB), Chico Leite (PT), Rôney Nemer (PMDB), Eliana Pedrosa (PFL), Patrício (PT), Benício Tavares (PMDB), Alírio Neto (PPS), Benedito Domingos (PP) e Aylton Gomes (PR).

Anúncios
Categorias:Distritais, Federal
  1. 22 de julho de 2013 às 04:50

    Parabéns pelo trabalho e lembrança significativa para alguns candidatos. Abração

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: